Como funciona o empréstimo consignado INSS

Taxas de juros menores, prazos para pagamento maiores e possibilidade de negociação direta com o banco são algumas das vantagens do empréstimo consignado INSS. Entenda.

Como funciona o empréstimo consignado INSS
Entenda as vantagens dessa modalidade de empréstimo

O empréstimo consignado, também chamado de crédito consignado, é uma modalidade na qual a dívida é parcelada e os valores são descontados diretamente do dinheiro que cai na conta do cliente. Dessa forma, o banco ou a financeira tem a garantia de que receberá o valor em dia e o cliente trabalha com um orçamento reduzido - o que não difere quando falamos em empréstimo consignado INSS.

Entre as opções mais baratas do mercado, por não possuir TAC (Taxa de Abertura de Crédito), seguro e nem despesas adicionais, está o empréstimo consignado INSS onde, segundo dados de 2015 do Ministério da Previdência, 3,9% dos aposentados e pensionistas têm contratos dessa espécie.

Empréstimo consignado INSS: como funciona?

Aposentados e pensionistas têm direito a crédito com juros menores em relação ao empréstimo pessoal. O empréstimo consignado INSS é calculado com base no valor que o beneficiário recebe e o banco consegue oferecer taxas de juros menores e estender prazos de pagamento.

As taxas máximas de juros permitidas são de 2,34% ao mês para empréstimo consignado INSS e de 3,36% para cartão consignado e contemplam todos os custos da operação de empréstimo ou cartão de crédito – ou seja, o custo efetivo. O número máximo de prestações é 72, mensais e sucessivas.

O comprometimento de renda mensal – ou seja, o quanto o beneficiário tem condição de pagar por mês – é de 35%. Dessa porcentagem, 5% são obrigatoriamente destinados ao uso do cartão de crédito consignado, para que o beneficiário tenha possibilidade de conseguir novo crédito se necessário. Assim, um aposentado que recebe benefício de R$ 2 mil por mês pode pagar no máximo R$ 700 para o empréstimo consignado INSS e destinar R$ 100 para dívidas com o cartão de crédito.

As instituições financeiras devem informar no ato da contratação, o valor total financiado, a taxa mensal e anual de juros, acréscimos remuneratórios, moratórios e tributários, o valor, número e periodicidade das prestações e o total a pagar por empréstimo. O beneficiário que desejar contratar o empréstimo consignado INSS deve apresentar documento de identidade com foto e CPF.

Uma das vantagens desse tipo de empréstimo é a facilidade para quem está com o nome sujo. Como o banco recebe o valor diretamente descontado da folha de pagamento do beneficiário, entende que o dinheiro é garantido e não há risco de não pagar a dívida. Caso o beneficiário seja demitido, entretanto, vale conversar e renegociar com o banco.

Lembrando que aposentados e pensionistas devem fazer o empréstimo na Caixa Econômica Federal ou qualquer outro banco que tenha convênio com a Previdência Social. Através do site do programa é possível consultar quais locais oferecem esse benefício.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar