10 empresas dos sonhos para quem trabalha com tecnologia

Plano de carreira, oportunidade de crescimento, salários altos, licença-paternidade, academia dentro da empresa. Conheça as melhores gigantes em tecnologia para se trabalhar.

10 empresas dos sonhos para quem trabalha com tecnologia
Algumas das gigantes da área estão na lista

A empresa dos sonhos é aquela que proporciona desenvolvimento profissional ou carreira internacional. É isso que aponta pesquisa desenvolvida pelo grupo DMRH (da Cia. de Talentos) em parceria com a Nextview People, que entrevistou 64 mil jovens, 5,4 mil profissionais de média gerência e 3,1 mil de alta liderança no Brasil inteiro. Qualidade dos produtos e serviços são os principais critérios para escolher a empresa.

Nas listas de melhores empresas, segundo os profissionais, as empresas de tecnologias sempre se destacam como as queridinhas, seja pela inovação em produtos e serviços ou pela qualidade de vida e ambiente de trabalho que oferecem aos funcionários. Confira as dez empresas dos sonhos para quem trabalha com tecnologia e a média salarial paga aos funcionários.

As 10 melhores empresas em tecnologia para trabalhar 

Apple

Primeira colocada no ranking da revista Forbes das empresas mais valiosas do mundo, a fabricante do iPhone e do MacBook apresentou valor de mercado de US$ 586 bilhões e faturamento total de US$ 233 bilhões em 2015.

A gigante em tecnologia lucra, segundo pesquisa da Expert Market de 2015, impressionantes US$ 1.865.365 por funcionário, e mantém em seu quadro 98 mil empregados. Recentemente a empresa eliminou as disparidades salariais entre homens X mulheres e brancos X representantes de minorias e agora todos recebem o mesmo salário de acordo com a função que desempenham.

A Apple se esforça para tornar a equipe de funcionários mais diversa e anualmente divulga um documento com os resultados desse trabalho. Atualmente a empresa conta com 32% mulheres e 27% representantes de minorias como negros e hispânicos. Entre os funcionários contratados no último ano 37% eram mulheres e 27% eram de outras minorias.

Com base em dados coletados em 2014 pela Glassdoor, portal especializado em recrutamento e vagas de emprego nos EUA, a Apple paga aos funcionários US$ 36,7 mil e aos CEO US$ 9,2 milhões. No Brasil, a sede da empresa fica em São Paulo.

Google

A empresa ocupa o primeiro lugar pelo terceiro ano consecutivo no ranking de “empresas dos sonhos” dos jovens brasileiros, segundo estudo realizado pelo grupo DMRH em parceria com a Nextview People, e ganha mais de 1 milhão por funcionário em um quadro com cerca de 58 mil empregados segundo a Expert Market.

Conhecida por disponibilizar aos funcionários ambientes com sala de jogos, sala de descanso, aulas de yoga, dança e violão, espaços lúdicos e geladeiras com comida à vontade, a Google também oferece grandes oportunidades de desenvolvimento e de carreira. Em uma entrevista publicada pela Exame, um estagiário da multinacional afirmou que quanto mais resultados apresentados com qualidade mais oportunidades são oferecidas.

No mundo todo, a empresa chega a receber 2 milhões de currículos por ano. Quem trabalhar na Google pode esperar salário de US$ 153,1 mil segundo a Glassdor. Para CEO, o número sobe para US$ 1 milhão. No Brasil, a sede da empresa fica em São Paulo.

Facebook

Os lucros da empresa subiram 186% no segundo trimestre de 2016 e desde o começo do ano a empresa já ganhou quase 92 bilhões de dólares em valor de mercado. A maior redes social do mundo, que nos últimos anos adquiriu o WhatsApp e o Instagram, tem como principal motor de crescimento a publicidade. Entre abril e junho de 2016 a empresa obteve US$ 6.240 milhões de dólares com receitas nessa área.

Nos mesmos moldes do Google, quem trabalha no Facebook tem acesso a comida ilimitada e de graça e academia na empresa e direito a quatro meses de licença parental remunerada, reembolso de gastos com creche e taxa de adoção e bônus de quatro mil dólares pela chegada do bebê.

Com sede em São Paulo, no Brasil, a empresa paga US$ 146,1 mil ao funcionário e US$ 610,4 mil ao CEO segundo a Glassdoor.

Amazon

Inicialmente pensada como um e-commerce para livros, a empresa, com sede em Washington, nos EUA, e em São Paulo no Brasil, inovou com seu modelo de negócios para o Kindle e foi uma das primeiras a usar bitcoins (tecnologia para pagamentos eletrônicos) entre as grandes redes.

Em 2016, a empresa teve um acréscimo de 113,2 bilhões de dólares em valor de mercado e também aumento de lucro em mais de nove vezes entre abril e junho. Para este ano os planos são a abertura da primeira loja física e ampliação no uso de drones para entrega de produtos e para logística.

Por funcionário, ela lucra R$ 577.482 e mantém em seu quadro 154 mil empregados segundo a Expert Market. São US$ 114,3 mil pagos ao funcionário e US$ 1,6 milhões para CEO, segundo a Glassdoor.

Microsoft

A empresa, com sede em Washington, EUA,  e valor de mercado de US$ 407 bilhões, tem cerca de 114 mil funcionários. Desde 2015 foram demitidos 7,4 mil funcionários e a empresa planeja mandar embora mais 2.850 colaboradores até o fim de 2017 como parte da estratégia para focar nos esforços em telefonia. No Brasil, a filial fica em São Paulo. 

Apesar das vendas do Windows Phone não terem sido das mais satisfatórias para a companhia, a Microsoft segue trazendo avanços, principalmente com o Windows 10 e a descontinuação do Internet Explorer, passando pelo Xbox One.

Com uma receita de U$S 86,83 bilhões e lucro de US$ 723.224 por funcionário em 2015, a empresa paga R$ 137 mil para os funcionários e US$ 84,3 milhões para CEO segundo a Glassdoor.

IBM

Uma das principais empresas em tecnologia da informação do mundo e líder em soluções completas de TI, a IBM atua com softwares e hardwares. Entre suas conquistas estão a otimização de processos tecnológicos, criação de supercomputadores para os setores de segurança e pesquisas cientificas, como o Watson.

O Brasil foi o primeiro país a receber uma filial da IBM, localizada em São Paulo. Segundo a Expert Market, a empresa ganha US$ 244.447 por funcionário, sendo que conta com uma equipe de quase 3.800 empregados e receita anual de R$ US$ 92,79 bilhões. A Glassdoor aponta que a empresa paga US$ 106,1 mil ao funcionário e US$ 19,3 milhões para CEO.

Samsung

Com sede em Suwon, na Coreia do Sul, e muito conhecida no Brasil pelos seus aparelhos mobile, a Samsung é uma das maiores de tecnologia para eletroeletrônicos e uma das mais valiosas em tecnologia no mundo. Segundo a Forbes, a empresa apresentou em 2015 valor de mercado de US$ 216 bilhões. No Brasil, a filial fica em São Paulo.

A pesquisa da Expert Market revelou que a empresa, cuja receita é de US$ 118,48 bilhões, mantém em sua equipe 489 mil empregados e ganha com cada um deles US$ 385.440.

Intel

Com uma receita anual de US$ 55,87 bilhões e mais de 100 mil empregados, a empresa, tradicional no segmento de peças de computadores e com sede na Califórnia, lucra US$ 523.618 por funcionário segundo pesquisa da Expert Market.

Em 2016 anunciou parcerias com empresas dos setores de saúde e desenvolvimento atlético, tendo como meta potencializar e proporcionar bem estar por meio da tecnologia. O salário médio para profissionais com experiência é cerca de US$ 109 mil e a empresa tem filial em São Paulo. 

NetApp

Antes conhecida como Network Appliance, Inc., a NetApp é uma empresa de armazenamento de dados e gerenciamento, eleita pelo ranking do site Business Insider como uma das 50 melhores empresas para trabalhar na América. A empresa gera anualmente receita de US$ 6,1, segundo o próprio site, e está há 13 anos consecutivos na lista das 100 melhores empresas da revista Fortune.

Com sede na Califórnia, EUA, a NetApp mantém mais de 12 mil funcionários em todo o mundo e está em quarto lugar na lista “Melhores Empresas Multinacionais do Mundo para Trabalhar” do Great Place to Work Institute. Segundo o Business Insider, apresenta 79% de satisfação com o trabalho, segundo os funcionários, e salário médio de US$ 123 mil.

Sandisk

Também eleita pelo site Business Insider como uma das melhores empresas para trabalhar na América, a Sandisk produz dispositivos móveis e datacenters para armazenamento digital. O índice de satisfação dos funcionários é de 87% e a empresa paga para empregados experientes cerca de US$ 123 mil.

A empresa tem sede na Califórnia, EUA. 

Ganhe um tablet para estudar inglês online! Oferta limitada

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar