Como economizar ganhando pouco

Mesmo com o salário baixo ou com as contas apertadas dá pra fazer pequenas mudanças no orçamento e nos hábitos para economizar ganhando pouco. Saiba como. 

Como economizar ganhando pouco
Fique tranquilo! Dá pra economizar ganhando pouco. Saiba como

Tem gente que usa a desculpa do salário baixo para evitar guardar uns trocados todo mês. Ledo engano achar que não dá pra economizar ganhando pouco. Com planejamento, análise e algumas mudanças de hábito o orçamento pode ficar mais confortável e com uma reserva para luxos e emergências.

Pesquisa do SPC (Serviço Nacional de Proteção ao Crédito) realizada com 656 pessoas mostrou que 54% dos entrevistados chega ao fim do mês sem conseguir guardar nada. Descubra o que fazer para ser parte dos 42% que conseguem guardar uma determinada quantia todo mês.

Economizar ganhando pouco é possível. Saiba como

Assumir o controle do orçamento e das finanças é o primeiro passo rumo a uma vida financeira saudável e sem dores de cabeça. Alguns passos podem ser seguidos para economizar ganhando pouco e juntar dinheiro para realizar seus sonhos.

1. Guarde pelo menos 10% do que recebe

Se você recebe R$ 1.200 separa R$ 120 para uma poupança. A curto prazo pode parecer pouco, mas em um ano esse valor chega a R$ 1.440 e em cinco anos a R$ 7.200, permitindo que você dê entrada em um carro popular ou faça uma viagem.

Esse dinheiro poupado também pode ser de grande ajuda em momentos de emergência, como uma despesa médica inesperada ou desemprego.

2. Separe o dinheiro assim que receber

Não caia naquela velha lorota que diz “o que sobrar esse mês vou guardar”. As chances de não sobrar nada são enormes, assim como de você cair em tentação de gastar o mínimo que restar na conta.

Por isso, assim que o salário cair já repasse o dinheiro imediatamente para a poupança ou retira o dinheiro para deixar guardado. Se ainda assim você tiver dificuldade em desapegar lance mão de alguma aplicação que desconte o valor todo mês em um determinado dia automaticamente.

Essa estratégia também te ajuda a lidar com um orçamento mais reduzido e gastar menos.

3. Registre todos os gastos

Seja em um caderninho, em uma planilha online ou em aplicativos próprios para a vida financeira, anote todos os gastos, desde o novo micro-ondas até as balas que comprou no caminho para o trabalho.

Você pode descobrir áreas nas quais os gastos podem ser cortados, como comer fora todos os dias da semana, e também buscar soluções para áreas críticas, como juros do cartão de crédito. Acompanhar para onde vai seu dinheiro é uma das melhores formas de lidar e controlar os gastos.

4. Deixe cofrinhos espalhados

O troco da padaria, que veio em moedas, pode ser o que falta para inteirar o valor do pedágio.

Para não deixar o dinheiro espalhado pelo carro, sofá, mesa da cozinha ou cabeceira da cama (dinheiro largado é dinheiro perdido!) deixe cofrinhos por onde costuma deixar as moedas e notas de menor valor. Juntando todos os trocadinhos a quantia pode ser maior do que você espera e dar uma forcinha nos gastos com a passagem de ônibus, a feira ou o estacionamento.

Leia também: Pequenos hábitos que fazem você jogar dinheiro fora

5. Mude seus hábitos

Depois que registrar todos os seus gastos fica mais fácil economizar ganhando pouco e visualizar hábitos nocivos ao seu orçamento. Gastos com lazer, podem ser “reciclados”: ao invés de ir ao cinema todo fim de semana opte por uma vez ao mês e nos outros dias escolha outros programas. Caronas e ônibus podem substituir o carro que você usa todos os dias.

Quanto às dívidas básicas, como alimentação, água e luz, é possível reduzir. Opte por levar marmita ao invés de almoçar fora todos os dias e compre produtos de marcas menos conhecidas. Preste atenção se não há vazamentos em casa ou se não tem esquecido as torneiras abertas, e sempre apague as luzes se não estiver no ambiente.

6. Pague em dia

Não deixe suas dívidas acumularem. Quanto mais tempo postergando maiores serão os juros cobrados e mais difícil se tornará pagar a conta.

Pague sempre em dia para evitar bolas de neve, e se estiver com dificuldades para lidar com as dívidas, em especial aquelas do cartão de crédito e cheque especial, tente negociar com o banco.

7. Bata perna

Pesquise preços, busque na internet por opções mais em conta e não tenha vergonha de pedir por desconto. Uma das melhores formas de economizar ganhando pouco é evitando comprar no primeiro estabelecimento e procurar por valores mais baixos ou cujo custo benefício compense mais.

Se estiver em busca de um vestido de determinado modelo que está na moda, por exemplo, tenha a certeza que ele estará presente em mais de uma loja e você poderá procurar pela melhor opção sem correr o risco de ficar sem.

8. Evite parcelas a longo prazo

Pagamentos à vista geralmente oferecem mais facilidade de negociar descontos, mas nem sempre temos o dinheiro na mão. Mesmo assim, fuja da tentação de negociar um perfume em 12 vezes.

Contas parceladas em mais de três vezes tem grande tendência de cair no esquecimento e fazer com que você perca o controle dos gastos. Além disso, tenha em mente que imprevistos acontecem e não é possível saber como será sua vida financeira daqui 12 meses. Você pode estar desempregado ou com problemas com uma dívida inesperada. Evite dores de cabeça.

9. Abuse dos cupons de desconto e cartões fidelidade

Comer sempre no mesmo restaurante, cortar o cabelo no mesmo salão ou comprar nas mesmas lojas pode oferecer vantagens ao consumidor, que recebe descontos ou bônus com o programa fidelidade. As vezes vale a pena fazer um cartão próprio do estabelecimento para contar com os benefícios oferecidos.

Outra estratégia é aproveitar os cupons de descontos oferecidos por muitos estabelecimentos e também de compras coletivas pela internet. O custo-benefício compensa muito.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
 
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar