Dicas para quem vai dividir apartamento

Sair de casa dos pais é um dilema na vida de todos nós. Seja para estudo, trabalho ou outra iniciativa, o que é preciso saber antes de dividir apartamento?

Dicas para quem vai dividir apartamento
Das motivações aos perfis de roomate, saiba tudo antes de sair de casa.

Em algum momento da vida, dividir apartamento será um assunto em pauta. Geralmente chegando em vias de discussão durante o período da faculdade, a necessidade de rachar as despesas pode não ser o único fator que leva duas ou mais pessoas a viverem juntas, principalmente quando estas não se conhecem tão bem assim.

Confiança, organização, respeito e privacidade são apenas algumas das regras básicas para uma boa convivência. As demais, vamos conferir logo a seguir.

O que é preciso saber antes de dividir apartamento

Ao contrário do que se popularizou, dividir apartamento não é uma característica exclusiva dos estudantes que precisam apertar o orçamento enquanto cursam a faculdade. Além deste perfil, existem ainda os jovens e adultos que se veem na necessidade de sair da casa dos pais para conquistar a tão sonhada independência. Outros casos, um tanto quanto diferentes mas com as mesmas problemáticas, incluem ainda os casais que preferem esse tempo em “teste” antes do matrimônio.

Basicamente, em todas as variáveis, dividir apartamento é uma tarefa delicada, principalmente quando essa envolve pessoas que desconhecem ou tem muito pouca afinidade. Afinal, será preciso dividir tarefas, manter uma boa convivência e cuidar para o bem-estar de ambos no ambiente.

Aos que buscam por independência, por exemplo, dividir apartamento pode ser uma maneira de aprender na raça a cuidar do que é seu e ser crítico com o que antes pensava ser apenas uma implicância dos pais. A escolha permite ao jovem ou adulto ter a experiência de morar com um amigo, conhecido ou parceiro sob um maior controle sobre os gastos individuais, senso de responsabilidades e concessões da convivência em parceria.

Inclusive, viver em duplas permite facilmente identificar culpados. Afinal, se a conta de telefone veio alta e a culpa não foi sua, só lhe resta uma alternativa para depositar o gasto excedente.

No caso dos estudantes, dividir apartamento, ao mesmo tempo que se torna uma opção mais privativa, organizada e segura que uma república, também demanda um maior custo com aluguel, condomínio, além de básicos com luz, telefone, água e, eventualmente, uma faxineira. Havendo a possibilidade financeira, se o jovem é uma pessoa organizada ou se incomoda facilmente com o desleixo alheio, encontre um amigo nas mesmas condições e busque por um imóvel compatível com o orçamento para que possam vivem em dupla.

O processo de convivência humana acontece a todo momento e é preciso se adequar a um senso-comum para existir em harmonia. Dividir apartamento é uma experiência única e capaz de agregar inúmeros valores pessoais a cada um dos envolvidos, promovendo a responsabilidade, a concessão, organização e, certamente, o saber relevar atitudes e comportamentos.

Com quem dividir apartamento?

A principal dica para quem quer dividir apartamento é escolher corretamente a pessoa que fará parte da sua nova “família”. Por isso, tomada a decisão, busque por um parceiro que seja de confiança e semelhante à você nos mais variados aspectos, como asseio, comprometimento, nível cultural e hábitos gerais.


Atente-se também para roomates que possuam o mesmo ritmo e horários de trabalho que o seu, principalmente se precisa acordar cedo todos os dias – o que significa que dificilmente fará barulho até tarde. Psicólogos também alertam para evitar morar junto com amigos muito íntimos, com o mesmo círculo de amizades, pois a relação pode começar a virar um casamento.

Escolhido o seu colega de quarto, chegou a hora de começar a dividir tarefas e estipularem juntos algumas regras fundamentais para a boa convivência. Devem ser relacionados os itens supérfluos na geladeira, os móveis que cada um terá de arcar, o pagamento das contas, os afazeres domésticos e outras regras simples de asseio e organização para que ninguém se estranhe. Dar festas e receber namorados também precisa ser conversado com antecedência. Lembre-se, o combinado não sai caro.

Sites para dividir apartamento

Agora que já conhece todas as informações fundamentais para quem pensa em dividir apartamento, alguns sites poderão te ajudar a encontrar o melhor parceiro, seja em interesses, localidade ou personalidade.

Entre as opções, há o recente Move In, uma espécie de rede social que pode, inclusive, ser cadastrada através do Facebook. Ela permite encontrar locais e pessoas com perfis semelhantes aos seu, com o interesse de dividir aluguel. Além desta opção mais específica, há o WebQuarto, que permite a busca tanto de apartamentos quanto de quartos para alugar.

Também entre os mais utilizados para essa finalidade, o EasyQuarto tem maior foco no aluguel de quartos, mas também encontram-se apartamentos para dividir com mais uma pessoa.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar