10 discursos inesquecíveis da Dilma

A presidente Dilma Rousseff tem dito “pérolas” em seus discursos que viraram piada na internet. Confira os momentos mais engraçados e confusos dos discursos da Dilma.

10 discursos inesquecíveis da Dilma
Conheça as frases mais confusas e divertidas ditas pela nossa presidente

qual o nível do seu inglês?faça um teste agora
 

Qualquer pessoa que vá fazer um discurso em público, tem que estar muito preparado para não se confundir e falar uma bobagem. Quando essa pessoa é um presidente da república que fala para milhões de expectadores, qualquer deslize é motivo de piada. É o que vem acontecendo nos discursos da Dilma Rousseff, que em pronunciamentos oficiais tem dito frases engraçadas e desconexas que viralizaram na internet.

 

 

Você entende “Dilmês”?

A falta de compreensão do que a presidente fala já fez com que os internautas nomeassem os discursos da Dilma como “Dilmês”, um idioma que só ela está inicializada. Independente do posicionamento político, a favor ou contra o atual governo, nós sabemos que a presidente Dilma é uma mulher estudada e formada em economia, mas isso não a isenta de falar frases curiosas que viraram piada na internet.

  

1. A meta dobrada

A mais recente aconteceu no último dia 28 de julho de 2015, ao lançar o Pronatec Aprendiz. Na hora de explicar a meta do programa a presidente se enrolou e mandou a pérola:  "Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas, quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta.”

Como é que é? Alguém entendeu alguma coisa? Veja o vídeo e tente entender o que aconteceu.






Não quer esperar tanto tempo para os seus vídeos carregarem na internet? Encontre uma banda larga sob medida para você.


 

2. A saudação da mandioca

No dia 23 de junho deste ano, a nossa presidente estava especialmente inspirada. Durante o lançamento dos Primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, Dilma se enrolou na saudação da mandioca: “Nós temos a mandioca, estamos comungando a mandioca com o milho, e certamente nós teremos uma série de outros produtos que foram essenciais para o desenvolvimento de toda a civilização humana ao longo dos séculos. Então hoje eu to saudando a mandioca, acho uma das maiores conquistas do Brasil.”

  

3. A nova espécie: mulheres sapiens

Quando dissemos que Dilma estava inspirada no lançamento dos Primeiros Jogos Mundiais dos Povos indígenas foi porque a presidente conseguiu soltar dois “memes” da internet num só discurso. Como se não bastasse a mandioca, ela esqueceu que as mulheres também são homo sapiens: "Esporte tem essa condição, essa benção, ele é um fim em si. E é essa atividade que caracteriza primeiro as crianças, a atividade lúdica de brincar. Então, para mim, essa bola é o símbolo da nossa evolução, quando nós criamos uma bola dessas, nos transformamos em Homo sapiens ou mulheres sapiens."

 

Vale a pena ver de novo o vídeo  com essas pérolas da nossa presidenta diva!

 



Já que você não domina o dilmês, veja como está o seu inglês. Faça um teste online gratuito.

 

4. A figura oculta do cachorro

No Dia das Crianças em 2013, a presidente estava em Porto Alegre anunciando investimentos em mobilidade urbana. Ela resolveu dizer que era também o Dia dos Animais – que na verdade é 4 de outubro e se confundiu toda no improviso: "Se hoje é o Dia das Crianças, ontem eu disse que criança… o dia da criança é dia da mãe, do pai e das professoras, mas também é o dia dos animais. Sempre que você olha uma criança, há sempre uma figura oculta, que é um cachorro atrás, o que é algo muito importante."
 


 

5. Reverência ao ET de Varginha

Em Agosto de 2013, Dilma visitou a cidade Varginha no sul de Minas Gerais e deu uma entrevista à uma rádio local. Ela resolveu exaltar a crença da visita de Ets à cidade e exagerou um pouquinho: “Primeiro, eu queria te dizer que eu tenho muito respeito pelo ET de Varginha. E eu sei que aqui, quem não viu conhece alguém que viu, ou tem alguém na família que viu, mas de qualquer jeito eu começo dizendo que esse respeito pelo ET de Varginha está garantido.”



 

6. A terra é curva e faz a volta de avião ficar mais longa

Não entendeu nada do título? Nós também não. Em entrevista coletiva dada em Havana em 28 de janeiro de 2014, a presidente parece ter sido afetada pelo fuso horário e confundido tudo em seu discurso sobre as escalas e distâncias das viagens internancionais que estava fazendo, acompanhe o pensamento: "Eu, para ir, eu faço uma escala. Para voltar, eu faço duas, para voltar para o Brasil. Neste caso agora nós tínhamos uma discussão. Eu tinha que sair de Zurique, podia ir para Boston, ou pra Boston, até porque... vocês vão perguntar, mas é mais longe? Não é não, a Terra é curva, viu?"




7. Rio de Janeiro mais importante que Via Láctea

Em março de 2015, durante a comemoração do aniversário do Rio de Janeiro, Dilma quis exaltar a cidade e acabou dizendo bobagem. Confira o exagero galaxial da nossa presidente: “Eduardo Paes é o prefeito mais feliz do mundo, que dirige a cidade mais importante do mundo e da galáxia. Por que da galáxia? Porque a galáxia é o Rio de Janeiro. A Via Láctea é fichinha perto da galáxia de que o nosso querido Eduardo Paes tem a honra de ser prefeito”.


 

 

8. Inflação é conquista nossa

Depois da mandioca, uma grande conquista do Brasil é a inflação, segundo a presidente. Tem alguma coisa errada aí, não tem? Em abril de 2013, no lançamento da retomada da produção de insulina no Brasil, em Belo Horizonte, a presidente Dilma confundiu-se e deixou todo mundo mais confuso ainda: “Eu quero adentrar pela questão da inflação e dizer a vocês que a inflação foi uma conquista desses 10 últimos anos do governo do presidente Lula e do meu governo.”

 

Se a inflação é uma conquista, a gente quer devolver: “não, obrigado!”



 

9. Deu branco na matemática

Em junho de 2014,  a presidente soltou comentários que marcaram os discursos da Dilma como negativos. Ao discorrer sobre as variações do preço do gás no mercado internacional, Dilma erra feio na matemática e também na geografia: “Na Ucrânia pagam 13 dólares o… o milhão de BTU. Mas.. 4 pra 13 dá sete.. pagam… quanto é que paga? Depois do furacão.. Aliás 4 pra 13 dá 9.. eu tô pensando no furacão Ka.. o furacão não.. em Fugujima (sic)… Como é que chama.. no Japão.. O tsunami…”

 

É, Dilma, não dá pra te defender!




10. Grande Nação x Grande População

Em outubro de 2013 no campus avançado da Universidade Federal de Alfenas em Minas Gerais, Dilma utilizou dos conhecimentos profundos do “dilmês” para confundir a nação. Ou seria a população? Aprenda com a presidente: “Um país vira uma grande nação, porque uma coisa é um grande país, outra coisa é uma grande nação. Uma grande nação é grande porque suas… sua população é grande”.

Então os países com poucos habitantes nunca serão uma grande nação? Complicou hein, presidenta!

 


 

 

Ganhe um tablet para aprender inglês online.
   



Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar