6 destinos alternativos e mais baratos para fazer intercâmbio em 2016

A alta do dólar é apenas um dos motivos que levam jovens e profissionais a buscar por destinos alternativos para fazer intercâmbio. Veja as melhores opções.

6 destinos alternativos e mais baratos para fazer intercâmbio em 2016
Destinos alternativos garantem um maior aproveitamento cultural.

VEJA QUANTO CUSTA FAZER INTERCÂMBIOe planeje o seu

Alta do dólar, instabilidade econômica e a baixa expectativa em conseguir bons empregos no Brasil são apenas alguns dos motivos que levam jovens e profissionais a buscar por destinos alternativos para fazer intercâmbio. Com valores até 40% menores que um mês estudando nos Estados Unidos, existem países que oferecem uma infinidade de vantagens em custo de vida, bagagem cultural a um valor mais acessível. E o melhor, com a baixa procura destes países pelos brasileiros, torna-se ainda mais fácil aperfeiçoar um novo idioma. Veja quais são esses países.

Quanto custa fazer intercâmbio de 1 ano em 7 países

Intercâmbio 2016: destinos alternativos e mais baratos

Aproveite e veja neste link como planejar o seu intercâmbio de 2016, passo a passo.

1. África do Sul

destinosalternativos2016


Um dos países com maior custo-benefício para quem busca destinos alternativos de intercâmbio, regiões como a Cidade do Cabo e Johanesburgo são excelentes opções para estudar e aperfeiçoar o inglês. Além de possuir cursos bastante acessíveis ao bolso dos jovens, o custo de vida também é baixo, pois a moeda local – o rand – é desvalorizado em relação com o real.  Assim como o Brasil, a África do Sul possui um clima bastante agradável e paisagens espetaculares, mas também detém uma desigualdade social alarmante, principalmente nas grandes cidades.

Custo ao mês: baseando-se nas principais cidades, o custo de um curso parte, em média, dos R$ 3 mil, chegando aos R$ 6.500 se inclusa acomodação e refeições diárias.

Qual o perfil do brasileiro que está emigrando

2. Escócia

destinosalternativos2016


Glasgow e Edimburgo, dois dos maiores destinos alternativos na Escócia para quem quer fugir dos brasileiros e entrar de cabeça no aprendizado de um novo idioma, não só no inglês, mas também os dialetos locais, como o scots e o gaélico escocês. Com diversas opções culturais e uma bagagem histórica incrível, a Escócia abriga castelos, uma herança celta, o monstro do Lago Ness e um dos maiores Festivais do Mundo: o Festival de Edimburgo.

Custo por mês: os custos para estudar inglês durante um mês no país – considerando valores para a capital Edimburgo – começam em R$ 4.500 e chegam aos R$ 8.200, se inclusa acomodação e três refeições diárias.

As coisas que você sentirá falta quando estiver fora do Brasil

3. Havaí

destinosalternativos2016


Surfe, esportes radicais, aperfeiçoamento do inglês e um gostinho do american way of life pagando até 40% menos que nos Estados Unidos. Essa é a proposta que estudar no Havaí pode proporcionar ao intercambista. 

TUDO SOBRE O SEU INTERCÂMBIO
Cadastre-se e receba as melhores dicas, informações e promoções sobre estudar no exterior. Comece já a planejar o seu intercâmbio.

Célebre pelo visual paradisíaco, o Havaí atrai estudantes interessados em aprender inglês e ainda dar uma esticadinha para praticar o surf, realizar passeios luxuosos por Waikiki – que inclusive é oferecido pelas principais escolas de inglês do local – e ainda ter o gosto de emoções como a vista para um vulcão extinto e as praias do North Shore, com trilhas que levam os visitantes a cachoeiras e cenários da série Lost. Em uma das principais cidades frequentadas pelos intercambistas, a capital Honolulu, há também a possibilidade de cursar aulas de surfe.

Custo ao mês: um mês neste paraíso custa, em média, até R$ 8 mil com acomodações e em épocas de alta temporada, podendo também ser encontrado por metade deste valor, dependendo do objetivo do intercambista.

Os 7 itens mais caros de um intercâmbio

4. Malta

destinosalternativos2016


Principalmente em cidades como St. Julians e Sliema, a oferta para intercambistas é alta e com preços bastante acessíveis, sendo um destino alternativo para quem quer aprender o inglês britânico sem arcar com os altos custos do Reino Unido. 

A ilha, dona de belos cenários naturais e ruínas, vem sendo cada vez mais procurado pelos estudantes pelo baixo custo, menor popularidade e qualidade de vida.
As escolas oferecem diversas opções de cursos: inglês geral, inglês para negócios, preparativos para exames e para universidades, sendo que todos passam pela aprovação e reconhecimento do Ministério de Educação do país, o que garante um ensino de qualidade.

Custo ao mês: em Malta é possível encontrar cursos partindo de R$ 2 mil e pacotes completos com acomodação a partir de R$ 5 mil.

Baixe o app grátis e fique de olho nas oportunidades de hospedagem no exterior

5. Rússia

destinosalternativos2016


Um dos lugares mais baratos para brasileiros que buscar um intercâmbio diferente, a Rússia oferece diversos subsídios e bolsas a estudantes, principalmente que desejam cursar Medicina no país. Para passar o ano no país estudando russo, o curso tem custo de R$ 5.500. Já para os interessados em graduações como Engenharia e Medicina, os valores vão de R$ 4.500 a R$ 8 mil anuais e R$ 6 mil a R$ 12 mil, respectivamente. Nestes casos, o jovem pode ficar o primeiro ano estudando o idioma e, em seguida, concorrer a uma bolsa de até 80% para ingressar na universidade.

Custo ao mês: o custo de vida mensal no país varia de acordo com a cidade, sendo Moscou e São Petesburgo as mais caras. Nelas, alguns estudantes gastam mensalmente entre R$ 700 e R$ 1.100. Em cidades menores, o custo cai para R$ 500 a R$ 600.

Como achar um lugar para morar durante o intercâmbio em 20 países

6. Singapura

destinosalternativos2016


Frequentemente chamada de Vale do Silício Asiático, o país vem se tornando preferência entre os amantes da tecnologia e do mercado financeiro para estudo e trabalho. Portanto, é comum encontrar pacotes de intercâmbio com opções de aulas focadas no vocabulário técnico dos dois setores. Com um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo, o detém vias seguras, limpas e organizadas, um sistema de transporte eficaz, shoppings modernos e prédios luxuosos. Singapura é um enorme choque cultural e não se compara a qualquer outra parte do mundo.

Custo ao mês: com valores que vão de R$ 1.200, sem acomodação a R$ 8 mil com acomodação e refeições inclusas, Singapura é um dos destinos alternativos mais baratos e vantajosos aos intercambistas.

Aprenda inglês com quem sabe de verdade e seja professor.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar