Descubra como trabalhar na ONU. Salários chegam a R$ 28 mil

O E-konomista conta tudo o que você precisa saber sobre trabalhar na ONU. Os salários compensam e os benefícios são muitos. Vejas as carreiras que pode seguir.

Descubra como trabalhar na ONU. Salários chegam a R$ 28 mil
Veja como se candidatar e trabalhar na ONU

Provavelmente trabalhar na ONU é ambição de muitos, tanto pelas nobres causas em que a organização está envolvida, como pelo status que proporciona. O certo é que as vagas em todo o mundo são muitas, até pela quantidade de projetos e fundos sob supervisão.
 

FIQUE DE OLHO:
Para receber mais informações sobre carreira e empregos, de graça, basta se incerver no E-Konomista.

Quase todas as categorias profissionais encontram forma de trabalhar na ONU. A sua área de atuação é bastante vasta, portanto há emprego para médicos, chefes de operações, jornalistas, mas também intervenções em missões de paz, seguranças e serviços mais gerais.

 

Os requisitos para trabalhar na ONU variam consoante as funções. Para algumas, nem é preciso ter ensino superior completo ou falar outros idiomas.

 

Carreiras na ONU

 

Trabalhar na ONU implica ter carreiras dividas de acordo com a experiência, tipo de trabalho e mobilidade internacional. Alguns postos são exclusivos apenas para habitantes locais, por exemplo. Veja como funcionam as divisões:

 

Categorias profissionais e superiores

Salários de R$ 8.547 a R$ 28 mil

 

Aqui estão inseridos os chamados profissionais e diretores. São geralmente recrutados em processos internacionais, por isso as remunerações seguem um padrão bem superior. Também é preciso ter no mínimo um mestrado para concorrer a esses cargos ou uma graduação com experiência profissional relevante. Para um cargo de diretor, a citar, não é aceito um candidato com menos de 15 anos no mercado.

 

Nessa categoria, trabalham:

  • Gerentes de Programas
  • Oficiais
  • Chefes de Serviço
  • Chefes de Seção
 

Vagas abertas para trabalhar na ONU

 

1- Serviços gerais e categorias relacionadas

Salários de R$ 2.938 a R$ 15.930

 

Trabalhar na ONU nesta opção é estar entre secretários, funcionários de escritório, motoristas, contabilistas, analistas de sistemas e por aí vai. São funções, como o nome já diz, mais voltadas a serviços gerais.

 

É preciso que o interessado tenha no mínimo 18 anos, ensino médio completo e, em alguns casos, fluência em duas línguas.

 

Os recrutamentos são feitos geralmente a nível nacional, mas os contratados podem ser de outros países.

 

Confira aqui as vagas para Serviços gerais na ONU.

 

2- Profissionais nacionais

Média salarial de R$ 12.458

 

Para estas funções, é preciso acima de tudo ser nascido no local para onde se candidata. Além disso, é fundamental ter um conhecimento aprofundado sobre a história, economia e cultura locais e, no mínimo, uma graduação. Experiência também faz parte dos requisitos, pelo menos um ano deve contar no currículo.

 

Aqui você encontra os processos de seleção desta categoria.

 

3- Serviço de campo

Salários de R$ 7.161 a R$ 20.794

 

Trabalhar na ONU na categoria dos Serviços de Campo é basicamente estar disponível para viajar o tempo todo. É possível dizer que ter mobilidade é o requisito principal para concorrer a estas vagas.

 

Depois de passar por um processo seletivo internacional, os profissionais trabalham em missões de paz da organização e na manutenção dos serviços e operações de telecomunicação da mesma. São recrutados analistas de recursos humanos, seguranças, analistas de sistemas, técnicos sanitários e assistentes administrativos, por exemplo.

 

Saiba mais aqui sobre as vagas para trabalhar no Serviço de Campo


 

4- Oportunidade para quem não tem experiência

 

Não ter experiência profissional também não é impeditivo para trabalhar na ONU! A organização tem um programa anual que recruta jovens em início de carreira.

 

O Young Professionals Programme é uma seleção a nível mundial que testa os conhecimentos do candidato, além do pensamento analítico, preocupação com assuntos internacionais e habilidades de gestão.

 

Se aprovado, o profissional é contratado por dois anos, onde desempenha as mais diversas funções dentro da organização.

 

Para concorrer, é preciso ter até 32 anos, uma graduação completa, falar inglês e/ou francês fluentemente e ser nacional de um dos países integrantes da ONU (o Brasil integra a lista).

 

As informações sobre o processo seletivo estão disponíveis na página da UN Careers.


Além dos altos salários

Com certeza você deve pensar que trabalhar na ONU é uma maravilha por conta dos altos salários, mas vai além disso. Além de ter no currículo uma experiência que abre muitas portas, o profissional ganha uma verdadeira bagagem pessoal e cultural, pois está sempre entrando em contacto com os mais diferentes backgrounds.

 

Trabalhar na ONU é servir também à nossa sociedade e fazer, de alguma forma, melhorias pela mesma. Os pacotes salariais são atrativos e os benefícios idem, mas fazer um bem pelo mundo é ainda melhor.

 

Portanto, se está disposto a fazer parte do staff das Nações Unidas, veja onde encontrar vagas.

   

Vale lembrar que as vagas oficiais são anunciadas apenas nesses endereços e que, em nenhum momento, a organização cobra pelo processo seletivo de qualquer vaga que seja.

Se inscreva no E-Konomista e receba dicas de como e onde encontrar o emprego certo para você!


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar