Como calcular a depreciação de veículos

O valor de um carro seminovo ou usado deve ser calculado tendo como referência a Instrução Normativa da Receita Federal e a tabela FIPE, usadas para aferir a depreciação de veículos.

Como calcular a depreciação de veículos
Saiba que fatores pesam na depreciação de veículos

A depreciação de veículos é o valor anual que um carro perde valor conforme o tempo passa. Como é de se esperar, carro que sai da concessionária já não é mais zero quilômetro, e, logicamente, não poderá ser revendido pelo mesmo preço fixado enquanto não estava emplacado.

Embora possa vir a parecer calculada sem um critério claro, existe sim, uma forma estabelecida por lei para determinar o quanto um veículo perde valor com o passar dos anos. Aliás, esta divisão é feita inclusive segmentada por categoria, através de uma IN (Instrução Normativa) da Receita Federal datada de 1998.

Depreciação de veículos tem referência legal

Evidentemente, a depreciação de veículos não é calculada tão somente com base na letra fria da lei. Na verdade, o que a lei determina já prevê uma série de circunstâncias que por si só já depreciam o valor de um carro. Essa depreciação com fundamento legal tem como parâmetro um percentual fixado artificialmente como forma de pautar o fisco pela desvalorização sofrida pelos bens de diversos tipos, sobre os quais incidem impostos calculados com base em seu valor de mercado.

Seguro Auto Caixa SeguradoraCote, personalize e contrate online

Na prática, no que diz respeito à depreciação de veículos, o cálculo é feito também pesando outros fatores. A principal referência para preços de veículos usados, a tabela FIPE, é um referencial, mas mesmo assim, a depreciação pode ser maior, já que o estado geral de conservação do veículo e possíveis danos ou desgastes em seus componentes gera desvalorização extra.

Desta forma, para ter uma referência da real depreciação de veículos, devem ser considerados os percentuais fixados pela Receita Federal, a Tabela FIPE e a avaliação do veículo e seu estado geral na hora da compra. Nesse sentido, os valores deverão ser alterados para baixo, caso haja algum tipo de defeito, mantidos na referência, caso não sejam detectados problemas,ou mesmo majorados, isso se o carro tiver algum tipo de melhoria instalada com a qual não contava em sua versão original.

Marcas que têm menor depreciação são mais fáceis de vender

Como a taxa de depreciação de veículos de referência é de 20% para carros de passeio, todo veículo que sofra depreciação em índices menores terá baixa depreciação. Para se fazer um rápido cálculo, basta consultar o valor da tabela FIPE para o modelo escolhido, tirar a diferença entre seu valor há um ano e calcular o percentual.

Atualmente, os carros que apresentam menor depreciação, sendo portanto os mais vendáveis, são:

  • Chevrolet Onix - 7,6%
  • Hyundai HB20 - 8,0%
  • Ford Fiesta - 8,1%
  • Renault Sandero - 8,2%
  • Volkswagen Up! - 8,3%
  • Fiat Palio - 8,4%
  • Fiat Punto - 8,4%
  • Toyota Etios - 8,5%
  • Volkswagen Fox - 8,8%
  • Ford Ka - 8,9%

Youse é o Seguro Auto Online da Caixa Seguradora. Barato, rápido, sem burocracia.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar