Depois do feijão, sobe preço do arroz

O leitor confere os números sobre a alta no preço do arroz, os motivos que elevaram os valores e como é possível economizar sem tirar o alimento do cardápio.

Depois do feijão, sobe preço do arroz
Momento pede economia e nada de desperdícios

A famosa dupla arroz e feijão não está passando pelos seus melhores dias. A combinação de alimentos mais famosa do Brasil está ficando bem mais cara no prato da população, graças aos aumentos sofridos tanto pelo feijão quando pelo arroz nesse ano.

O preço do arroz nos últimos seis meses aumentou até 3 vezes mais que a própria inflação no país, enquanto o preço do feijão já estava mais salgado há algum tempo. Mas ficar sem a dupla é praticamente impossível!

Preço do arroz

Segundo a Associação Brasileira de Supermercados, a culpa do aumento no preço do arroz é o excesso de chuvas que atingiu o Rio Grande do Sul, estado responsável por cerca de 70% da produção total de arroz que é distribuída no país. Dessa forma, quase um milhão e meio de toneladas de arroz não puderam ser colhidas nas plantações, e assim deixaram de chegar às prateleiras de todo o Brasil.

De janeiro a abril deste ano, o preço pago pelo arroz aumentou, em média, 12,42% em capitais como Vitória, Manaus e Boa Vista. Já em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o aumento chegou a quase 15%. Em reais isso significa que um pacote comum de 5 kg de arroz está sendo comprado por quase R$17,00, mesmo com o preço sendo repassado aos pouco para o consumidor final. E a tendência é até mesmo que o preço do arroz aumente. Afinal, como está faltando arroz no mercado, a procura pelo produto se mostra mais alta, o que encarece o seu valor.

Por ser um produto base da alimentação de quase todos os brasileiros, fica difícil abrir mão do arroz. A dica para economizar na hora da compra é pesquisar em diferentes estabelecimentos procurando o com menor preço.

5 formas de evitar o desperdício de alimentos

Evite o desperdício

Além de escolher o melhor lugar para fazer as compras, é muito importante evitar e eliminar qualquer tipo de desperdício na alimentação, principalmente desses produtos que estão mais caros, como o arroz. Apostar em dosagens exatas do produto na hora de cozinhar evitar sobras que acabam indo para o lixo.

E mesmo que aconteça de sobrar arroz de uma refeição, jogar o alimento é um grande erro. Reutilize esse arroz em outas receitas, como risotos, bolinhos, canjas e até mesmo como recheio. Veja as nossas dicas sobre o que fazer com as sobras do arroz. As opções são muitas e além da economia na cozinha, você descobre novas forma de utilizar o produto no dia a dia.

​Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar