Veja qual é o custo de vida em São Paulo

Está pensando em se mudar? Veja qual é o custo de vida em São Paulo, considerando despesas básicas em moradia, alimentação, transporte, entre outras.

Veja qual é o custo de vida em São Paulo
Considerada uma das cidades mais caras do país, conheça os gastos básicos do paulistano.

A vida nas grandes capitais do país como São Paulo atrai, todos os anos, pessoas que buscam melhores oportunidades de trabalho ou mesmo um cotidiano com mais diversidade e opções em lazer e cultura. Entretanto, as vantagens vêm acompanhadas de um alto custo de vida em São Paulo, preocupação constante seja para quem está chegando ou para quem já reside na metrópole.

Qual o custo de vida em São Paulo?

O custo de vida em São Paulo tem tornado cada vez mais difícil a sobrevivência de quem depende da grande metrópole. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), durante o ano de 2015 a cidade registrou um aumento 11,3% nas despesas mais básicas do paulistano, ao passo que a inflação oficial esteve em 10,48%.

Saiba qual é o custo de vida no Rio de Janeiro

Segundo empresas como a Custo de Vida, que se baseia em dados fornecidos por colaboradores, a cidade aponta no topo da lista das mais caras para se viver no Brasil. Entre os principais itens responsáveis pelo aumento no custo de vida em São Paulo, também estão os que representam os principais gastos dos habitantes no dia a dia da capital.

Moradia

São Paulo está entre as cidades com o maior custo por metro quadrado do Brasil. Segundo dados do índice FipeZap, o valor médio está em R$ 8.614; o que faz dos aluguéis igualmente dispendiosos, mas que podem ser encontrados por totalidades um pouco menores. Segundo dados do site Custo de Vida, o aluguel médio de uma kitnet no centro da cidade está por volta de R$ 1.668, já um apartamento de 3 quartos afastado do centro e situado em bairros de menor impacto comercial e industrial pode ser encontrado com a média de R$ 1.773,20.

Contas

As contas domésticas contribuíram – e muito – para o aumento dos custos, principalmente quando se trata da energia elétrica, a qual apresentou um aumento médio de 15,23%, representando um custo aproximado de R$ 50 para uma única pessoa. Despesas com água e gás são variáveis e, nos apartamentos, muitas vezes costumam estar inclusas nos aluguéis.

Alimentação

O gasto com alimentação na cidade de São Paulo não apresenta grande variação quando comparado com o restante do país. Uma pessoa gasta, em média, R$ 500 em alimentação doméstica, considerando alguns itens como leite (R$ 2,84 o litro), pão francês (R$ 10,31 o quilo), arroz (R$ 11,42 por 5kg), feijão (R$ 5,66 o quilo) e café (R$ 7,59 um pacote de 500g).

Para comer fora, seja no almoço do trabalho ou em um lazer durante o final de semana, o gasto aproximado em um restaurante de baixo custo fica em torno de R$ 15,35.

Transporte

Muitos paulistanos têm optado pelo transporte público devido ao preço dos combustíveis, uma vez que a gasolina é encontrada a R$ 3,22 e o Etanol, a R$ 2,16 por litro. Para transitar em ônibus municipais, o recente aumento do ticket de transporte colocou a tarifa em R$ 3,80, enquanto o metrô ainda se mantém em R$ 3,50.

Educação e Saúde

Os gastos com educação e saúde também tiveram alta no último ano. A mensalidade de uma escola privada de ensino fundamental está em torno de R$ 1.087,50, enquanto um curso superior de Administração, por exemplo, tem custo até menor, por R$ 1.027,27 ao mês.

Diante do problema constante e geral da saúde pública, os paulistanos que optarem por um plano de saúde já podem reservar valores entre R$ 200 e R$ 300 ao mês para garantir um atendimento.

Lazer

Se divertir na cidade também está mais caro, mas ainda assim não fogem a média nacional. Na capital, um ingresso de cinema tem custo aproximado de R$ 23,51; para os amantes do teatro, o valor sobe para R$ 44 para manter o hobby. Porém, se além da distração aos finais de semana o paulistano também for adepto das academias de musculação, reserve mais R$ 100 ao mês para arcar com essa despesa. Shows e demais eventos musicais costumam custar também a média dos R$ 100.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar