Quem deve pagar CSLL: Contribuição sobre Lucro Líquido

Quer saber quem deve pagar a CSLL? Entenda o que é a Contribuição sobre Lucro Líquido e quais empresas devem pagar. 

Quem deve pagar CSLL: Contribuição sobre Lucro Líquido
Saiba mais sobre a contribuição

As empresas brasileiras sempre pagam por tributos federais. A Contribuição Sobre o Lucro Líquido (CSLL) é uma taxa cobrada para a Receita Federal que é recolhida a cada três meses. Trata-se de uma contribuição feita para pessoas jurídicas e entes equiparados pela legislação do IR, o valor arrecadado vai para o financiamento da Seguridade Social, o INSS.

Quem deve pagar CSLL

Todas as empresa devem contribuir com a CSLL. É obrigatória para todos que optarem por fazer o recolhimento do imposto de renda sobre o Lucro Real, Presumido ou Arbitrado.

O lucro presumido é uma tributação simplificada para determinar a base de cálculo do imposto de renda, essa base é feita de acordo com empresas que não estiverem obrigadas a adotar o regime do lucro real para o ano vigente.

O lucro real é o regime tributário em que a tributação é calculada sobre o lucro líquido do período de apuração, considerando valores a adicionar ou descontar conforme as compensações permitidas pela lei.

O arbitramento de lucro é uma forma de apuração da base de cálculo do imposto de renda utilizada pela autoridade tributária ou pelo contribuinte. É aplicada pela autoridade tributária quando a pessoa jurídica deixa de cumprir as obrigações relativas a algum do lucro real ou presumido.

A Contribuição Sobre o Lucro Líquido é devida pelas pessoas jurídicas da seguinte forma: pessoas jurídicas optantes pelo SIMPLES pagam IRPJ, COFINS, CSLL, PIS e outros tributos unificados. E pessoas jurídicas que optaram pelo lucro real e presumido: a alíquota de 9% será aplicada sobre o LAIR (Lucro antes do Imposto de Renda).

Alíquota

A alíquota varia entre 9% e 20% e a base de cálculo é o valor de tudo que foi recebido a cada três, antes da provisão para o Imposto de Renda. As pessoas jurídicas que optarem pelo lucro presumido e pelo lucro arbitrado irão pagar a alíquota de 9% aplicada sobre o lucro do trabalho.

Quais impostos uma empresa paga? Veja calendário com todos os tributos

Base de Cálculo

A Base Cálculo é feita por meio de toda a receita somada a cada três meses e retirada a porcentagem de contribuição, que varia de 12% (doze por cento) ou de 32% (trinta e dois por cento) da receita bruta recebida no período trimestral, variando também o tipo de serviço.

Ou seja, essa base de cálculo da CSLL é devida por pessoas jurídicas que optarem pelo lucro presumido e corresponde a 12% sobre a receita bruta, como regra geral e chega a 32% sobre a receita bruta, para pessoas jurídicas que exerçam as atividades de prestação de serviços em geral.

Depois de calculado o lucro total da empresa, e retirado todos os tributos, entre eles os 9% da alíquota representada pela Contribuição Sobre o Lucro Líquido.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Elisabete Machado Elisabete Machado

Brasileira, natural de São Paulo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-graduada em Fundamentos da Cultura e das Artes pela Universidade Estadual Paulista. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar