7 costumes europeus que gostaríamos que existissem (mais) no Brasil

Já ouviu algum brasileiro voltar da Europa dizendo que lá as pessoas são mais civilizadas? Veja 7 costumes europeus que seriam bem vindos aqui no Brasil.

7 costumes europeus que gostaríamos que existissem (mais) no Brasil
Veja 7 costumes europeus que cairiam muito bem no nosso país

Muitas pessoas que viajam para a Europa voltam dizendo que os habitantes do velho continente têm hábitos que deveriam haver mais no Brasil. Os costumes europeus que nós gostaríamos que fossem mais frequentes por aqui são coisas simples que uma boa dose de educação e de boa vontade podem trazê-los para cá.

O principal para alcançar hábitos mais educados e respeitosos que ajudam na convivência em sociedade é educar as crianças de hoje aos costumes que queremos ver funcionar aqui no Brasil, lembrando que criança aprende com exemplo e não com conselho. A mudança tem que estar em nós para que o país tenha esses costumes mais educados e corretos que nós cobiçamos dos europeus.

7 costumes europeus para importarmos para o Brasil

Mas quais são esses costumes europeus que os brasileiros tanto dizem que são tão civilizados? Confira a lista!

1. Jogar lixo no Lixo

costumeseuropeus

Inegavelmente, as ruas das cidades europeias são mais limpas do que a maioria das ruas aqui do Brasil. É óbvio que há exceções, mas grande parte da população europeia tem o hábito de não jogar lixo nas ruas, o que mantem a cidade mais limpa e com um visual muito mais bonito. Os amontoados de lixo nos cantos da rua são comuns em nosso país e é uma visão que causa repulsa. Então vamos todos praticar o bem pra cidade e pro meio ambiente e carregar nossos lixinhos até a lixeira mais próxima?

2. Respeito ao pedestre

costumeseuropeus

O pedestre normalmente deve ter prioridade de travessia no trânsito desde que esteja em cima da faixa, certo? Bem, infelizmente essa regra não funciona muito bem aqui no Brasil não. São poucos os motoristas que param o carro para o pedestre atravessar, mesmo quando há faixa pintada no chão. Quem o faz, é considerado uma pessoa gentil e não alguém que está seguindo as leis de trânsito. Na Europa, é muito comum que, um pedestre ao pisar na faixa e um carro esteja se aproximando, o carro reduza a velocidade e espere o pedestre terminar sua travessia para então seguir.

5 coisas que fazem você ter orgulho de ser brasileiro

Aqui no Brasil, salvo algumas cidades que são exceção (e também exemplo), se um pedestre vai à frente de um carro na faixa de pedestres, ele corre risco de vida e ainda leva uma buzinada e um conselho “gentil” como: “ sai da frente!”. Isso na melhor das hipóteses.

3. Fila para o ônibus

costumeseuropeus

Um ponto de ônibus cheio, várias pessoas à espera do mesmo lotação. Ele se aproxima e o que acontece? Aqui no Brasil na maioria das vezes as pessoas se amontoam em frente à porta de embarque do ônibus e entra primeiro quem conseguir, não importa a ordem de chegada no ponto. Em muitas cidades da Europa, existe um costume cortês de se fazer fila no ponto de ônibus. Quem vai chegando vai ficando ali atrás do outro para que quem chegou primeiro tenha prioridade ao entrar no ônibus.

4. Papel higiênico no vaso sanitário

costumeseuropeus

O costume de colocar os papeis higiênicos dentro do cesto nos banheiros é um hábito brasileiro que os estrangeiros vêem com repulsa. Na Europa, é hábito jogar o papel higiênico usado dentro da privada. As lixeirinhas são usadas para jogar o que não pode ir ao vaso, como absorventes, cabelos do pós banho, o papelão do papel higiênico, etc. E isso não é antiecológico? De maneira alguma, o papel higienico colocado ao vaso vai ao aterro sanitário, que é justamente o local para onde ele é encaminhado quando colocamos na lixeira.  E não vai entupir? Se jogar só o papel higiênico, provavelmente não. Ele macio e flexível e se dissolve na água. E convenhamos: o banheiro fica mais limpinho sem papel higiênico sujo lá dentro.

5. Ser pontual

costumeseuropeus

É um costume/defeito brasileiro complicado. Já estamos habituados a chegar atrasados e nos acostumamos a achar esse hábito algo normal. Ao fazermos uma festa para amigos em casa? Marca às 20h para todo mundo chegar às 21h. À uma reunião, chegar 15 minutinhos atrasado é pouca coisa, nada demais. Nos costumes europeus, chegar atrasado é grosseria. Chegar no horário marcado é ter respeito pelo tempo dos outros, atrasar-se é apenas para se houver imprevisto.

6. Separar o lixo

costumeseuropeus

Mais uma em relação ao lixo. É um dos costumes europeus que nós pouco fazemos no Brasil e deveríamos fazer mais.  Separar o lixo é algo muito simples e que faz uma diferença enorme na hora da reciclagem. Na Europa vê-se em toda esquina os caixotes específicos para materiais recicláveis separados por cores – amarelo para metal, azul para papeis e papelões, verde para vidro e vermelho para plástico. O lixo orgânico vai para um outro caixote grande com a especificação: indiferenciado. Existem países que aplicam até multa para o morador que não separar o seu lixo. Mas na maioria dos países europeus, separar lixo é um costume tão normal que eles fazem isso naturalmente, sem precisar de esforço. O meio ambiente agradece. O que falta aqui no Brasil, além da boa vontade dos cidadãos, é estrutura para que os moradores sejam incentivados a separar o seu lixo.

7. Cantadas

costumeseuropeus

Esse é polêmico. É claro que existem cantadas em todo canto do mundo, uns mais, outros menos. Existem inúmeros vídeos na internet de pessoas (em especial mulheres) que colocam uma câmera para filmar e andam nas ruas para mostrar a quantidade de cantadas que levam todos os dias, e como elas são constrangedoras. Isso não é uma exclusividade do Brasil, mas é um defeito que está agravado no nosso país. É comum mulheres se sentirem constrangidas e até ameaçadas com as cantadas que levam na rua. Na Europa existem também homens e mulheres que passam cantadas, mas a frequência é muito menor e as palavras costumam ser mais suaves, menos sexualizadas.  Ninguém gosta de levar uma cantada, ainda mais quando são agressivas e abusivas como infelizmente são muito comuns aqui no nosso país.

Esses são costumes europeus que nós achamos incrível quando estamos fora, e muitas vezes pensamos que são impraticáveis no nosso país, e isso não é verdade. Com boa vontade e educação – aliado a boas políticas públicas de incentivo ao respeito – é possível trazer esses costumes que tornam o dia a dia em sociedade mais civilizado.

Ah, e não são só bons hábitos que os europeus têm não, nós também temos vários costumes que eles deveriam importar do Brasil, como tomar banho todo dia, por exemplo, mas isso já é assunto para um próximo artigo!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar