Como cortar gastos no supermercado e economizar na compra do mês

Sua compra de supermercado está cada dia mais cara? A alta do preço dos alimentos traz a necessidade de cortar gastos. Veja dicas simples para economizar.

Como cortar gastos no supermercado e economizar na compra do mês
Medidas simples para economizar no supermercado

A inflação chegou aos supermercados e você já deve ter percebido que as suas compras do mês estão cada vez mais caras. Confira abaixo 7 dicas de como cortar gastos no supermercado com medidas simples e economizar uma boa quantia em dinheiro.

Como usar o cartão de crédito a seu favor

Como cortar gastos desnecessários

Confira as dicas para otimizar a sua ida ao supermercado e ao mesmo tempo poupar mais dinheiro.

1. Faça uma lista (e atenha-se a ela)

Essa é a principal dica para quem quer cortar gastos. Antes de ir ao supermercado, verifique a sua geladeira e despensa e anote somente aquilo que você realmente precisa para o dia a dia. Assim você evita comprar itens desnecessários e repetidos. Uma boa dica é organizar a lista por setores – padaria, limpeza, açougue, horti-fruti, etc – pois assim evita ficar dando voltas no supermercado atrás de itens que você anotou espalhado, e quanto mais voltas a gente dá maior é a tentação de colocar itens que não estão na lista dentro do carrinho.

2. Estabeleça um valor para gastar

Esta é outra dica muito importante. Nós costumamos inventar desculpas para nós mesmos ao ultrapassar o valor estabelecido para o mercado: a culpa é da inflação, esse mercado está careiro, o que é bom custa caro, etc. Todas as desculpas podem até ser verdadeiras, mas se a ordem é cortar gastos, você precisa se esforçar para não estourar o valor estabelecido para o mercado. Para isso, no seu orçamento do mês, destine uma quantia ao supermercado e veja se as suas compras essenciais cabem nesse valor. Leve um caderninho (ou vá anotando no celular) o valor da sua compra ao adicionar o produto ao carrinho para ter controle dos gastos. Aos poucos você irá se acostumar a fazer isso mentalmente e não gastar mais do que o planejado.

QUER UM CARTÃO DE CRÉDITO
SOB MEDIDA PARA O
SEU BOLSO?
encontre aqui

3. Corte o supérfluo

Aquilo que a gente não precisa e compra só porque viu no supermercado precisa parar de ir para o seu carrinho, ou pelo menos reduzir a quantidade/frequência com que você o compra. Normalmente os itens supérfluos são os que têm maior preço no mercado e nós acabamos caindo na tentação e comprando. Se a ideia é cortar gastos, corte naquilo que não é essencial. Para ir se adaptando, vá diminuindo gradualmente os itens supérfluos do seu carrinho até conseguir se livrar do hábito de comprá-los de vez.

4. Substitua marcas

Quando nós gostamos de um produto de uma marca, é difícil querer trocar ou até mesmo experimentar outras, certo? É preciso tentar mudar isso para cortar gastos. Muitos produtos de marcas novas ou mais baratas possuem qualidade igual ou semelhante àqueles que nós já compramos por puro hábito. Vá testando aos poucos as marcas mais baratas e até as marcas brancas, pois muitas delas possuem excelente custo benefício. Você vai se surpreender como a sua conta vai sair mais barata após optar por marcas mais baratas.

5. O dia de fazer as compras também influencia no valor

Os preços do supermercado têm variação flutuante e algo que você precisa ficar atento é: na segunda metade do mês os preços tendem a ficar mais baratos. Isso acontece em função de uma série de prioridades do comércio, e muitos produtos acabam entrando em promoção a partir do dia 15. Há supermercados que aumentam o preço com a chegada do fim de semana (e muitos anunciam como se na semana houvesse desconto, quando na verdade, eles aumentam de preço de sexta a domingo). Portanto, fique de olho na oscilação do preço do supermercado que você frequenta para verificar o dia/período mais barato.

6. Pegue o folheto das promoções ao entrar no supermercado

Toda semana os supermercados colocam uma série de produtos e marcas em promoção. Ao chegar no mercado, pegue o folheto de ofertas e adapte à sua lista. Por exemplo: você havia planejado comprar 1 kg de frango, mas o porco está com 50% de desconto. Então pode optar por comprar ½ kg de frango e ½ kg de porco para economizar. O folheto também te ajuda a escolher qual marca é mais vantajosa na hora de comprar. Mas cuidado, o folheto pode ser uma faca de dois gumes: alguns itens supérfluos que custam caro costumam aparecer no folheto com desconto. Resista à tentação de não comprá-los só porque estão com desconto, lembre-se que a intenção é cortar gastos e mesmo na promoção esses itens costumam custar caro e estourar o orçamento destinado ao mercado.

7. Evite comidas prontas e congeladas

Essa medida irá fazer bem para o seu bolso e para a sua saúde. Os alimentos congelados, apesar de serem muito práticos, custam mais caro e ainda contêm altas doses de sódio, gorduras e conservantes que prejudicam a nossa saúde. Em contrapartida, os alimentos frescos são muito mais saudáveis e custam mais barato. Dá um pouco mais de trabalho para prepará-los, mas a economia compensa.  

Descubra a solução ideal de cartão de crédito para você.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar