5 coisas que sua conta bancária poderia falar sobre você

Você achou que ninguém sabia onde você gastava mais dinheiro ou o quão avarento você pode ser. Surpresa: sua conta bancária tem muito a dizer! Confira as revelações.
 

5 coisas que sua conta bancária poderia falar sobre você
Sua conta bancária tem algumas confissões a fazer. Saiba quais são

Diga-me como lida com seu dinheiro que eu lhe direi quem és. Não, não sou eu que estou falando, é a sua conta bancária. Você achou que ninguém percebia suas manobras financeiras para conseguir juros na poupança não é? Ou que ninguém sabia que você não devia gastar mais nenhum centavo quando na verdade você estava torrando dinheiro no shopping?

Sinto lhe informar que a sua conta bancária sabe mais de você do que você gostaria. Provavelmente, se ela pudesse falar, te julgaria, te daria puxões de orelha e de vez em quando uns tapinhas nas costas quando você conseguisse economizar. Infelizmente ela não fala, mas é bom imaginar o que diria cada vez que você a consultasse.

O que a conta bancária de cada cliente diria sobre ele

Existem vários tipos de cliente e com certeza você se encaixa em algum perfil desses. Para cada um deles a conta bancária tem um recadinho especial.

1 – O gastador

Lá vem o que se acha o Eike Batista mas tá mais pra novo rico que não sabe onde gastar seu dinheiro. Sabe aquela coisa de viver como se não houvesse amanhã? Ele gasta como se soubesse que o futuro lhe reserva dias ruins.

Se ficasse uma semana sem internet já economizaria muito, é incrível como compra qualquer bugiganga que aparece. Semana passada veio pagar a conta do Ali Express e hoje tá felizão depositando dinheiro pro fone de ouvido novo. Na próxima semana vencem as contas de luz, água e internet e quero ver se vai tá com esse sorrisão no rosto.

2 – O poupador

Essa aí é um orgulho, vai. Passou em frente à liquidação, deu uma olhadinha, passou vontade e seguiu reto porque sabia que não dava pra gastar mais esse mês. Paga tudo em dia, tudo bonitinho. Uma vez passou quase dez dias sem movimentar a conta e quase mandei ligarem atrás dela pra saber se estava viva, mas era só um mês apertado e ela achou melhor segurar as pontas.

De vez em quando ela saca uns R$ 300 e depois não mexe na conta por vários dias. Parece que pra não cair na tentação de usar o cartão ela só anda com dinheiro quando precisa economizar. Muito esperta!

3 – Investidor

Metade do que esse aí ganha eu nem vejo a cor. Vai direito pra fundo de investimento ou ações e algum tempo depois retorna triunfante. Taí nosso futuro Roberto Justus.

Tem momentos em que ele coloca dinheiro em cada furada que eu até respiro fundo e me preparo para o próximo mês. Mas a real é que gosto dele: não dá trabalho, não me deixa sozinha, não deixa de me movimentar e todo mês traz um extra. O medo é que tudo isso faça com que ele me feche e abra conta em novos bancos.

4 – O Mão de vaca

O dinheiro na conta chega a criar teia de aranha tamanha avareza da pessoa. Cada vez que chega pra pagar boleto parece que vem com uma nuvem negra em cima da cabeça de tanto mau humor em gastar dinheiro. Fico me perguntando se essa pessoa vive. Imagina, nunca sair da linha, nunca gastar demais no bar, nunca perder a mão na quantidade de vidrinhos de esmaltes que comprou no mês. Socorro!

Outro dia gastou R$ 100 a mais do que gasta todo mês. Fiquei assustada: será que ele mudou, se deu ao luxo de gastar um pouco consigo mesmo? Não, era só um imprevisto que ocasionou em gastos extras – e mais mau humor.

5 – O Devedor

Esse aí nem fica no vermelho mais, ele já mora no vermelho! Só espera o salário cair todo mês pra fingir que tá tudo bem e seguir me ignorando. Sempre acha que vai dar um jeito e que naquele mês acerta as contas, mas pensar em poupar que é bom nada. Faz uma parcela nova ali, outra aqui, elas vão caindo e aumento o buraco na conta.

Quase nem o vejo mais, exceto quando vem chorar pra negociar a divida com a gerente. Toda vez acho que agora ele toma jeito, e uns dias depois chega a entrada de celular novo. Fazer o que.

Deixa sua conta falar!

Sejamos francos: a conta bancária não pode falar, mas a sua consciência sim. E quando você gasta mais do que devia ou alega não ter dinheiro para ajudar a instituição de caridade naquele mês ela te cutuca lá no fundo da cabeça. Pensando dessa forma, conta bancária e consciência podem, sim, ser um só.

Na próxima vez que for ao caixa eletrônico para sacar dinheiro preste atenção à boca (que ironia) do caixa e veja se consegue visualizar sua conta lhe aplicando algum dos seguintes sermões:

  • Estourou o limite de novo, não é? Você não tem jeito mesmo
  • Isso porque você havia prometido que esse mês economizaria
  • Já caiu o débito automático da academia. Você frequentou alguma vez nos últimos três meses?
  • O débito automático da Netflix também. Pelo menos esse gasto vale a pena e você faz bom uso
  • Parabéns, impressionou o chefe pagando a conta. Pena que vai passar fome o resto do mês
  • Não é possível que você tenha gasto tudo isso em comida em um único fim de semana
  • Quantos anos você tem? Pare de passar cheque, todo mundo te odeia por isso
  • Não adianta me ignorar, você sabe que eu existo e estou aqui esperando você dar um jeito para eu voltar ao azul
  • Hoje é dia 20, já começa a pensar em desculpas para não sair e não gastar
  • Olá! Sou uma taxa nova do banco e agora você terá que me pagar todo mês
  • Você não precisa de mais uma blusinha
  • E nem de mais um par de sapatos
  • Ok, vá em frente e gaste, no fim do mês nós conversamos
  • Você devia começar a pensar em investir em alguma coisa além de Netflix
  • Obrigado por pagar, com isso só faltam 56 parcelas para quitar seu carro
  • Nem cogite casar, você mal sabe administrar sua vida financeira, imagine a de um casal
  • Desde que você começou a trabalhar comigo gastou tanto em cerveja que poderia pagar sua pós-graduação
  • Começa a poupar R$ 50 por mês pelo menos vai, nunca te pedi nada
  • Oi, percebi que você deixou de gastar com baladas e motéis e aumentou o valor da assinatura da Netflix e o plano de Internet. Queria saber se está tudo bem
  • Não acredito que você conseguiu poupar esse mês. Estou orgulhosa!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar