Consórcio de Viagem vale a pena? Conheça o serviço e suas vantagens

Veja como funciona e quais as vantagens do consórcio de viagem: uma maneira de poupar a longo prazo e viajar com todo o planejamento possível.

Consórcio de Viagem vale a pena? Conheça o serviço e suas vantagens
Consórcio de viagem: uma maneira de planejar seus sonhos a longo prazo

GANHE O MUNDO FALANDO INGLÊSfaça um teste e descubra o seu nível

Se tem planos para realizar uma viagem em um prazo mínimo de um ano, além da poupança convencional, existem outras maneiras de realizar essa meta de vida de modo a condicionar-se a economizar uma determinada quantia mensal durante o período que antecede a viagem. Uma delas é o consórcio de viagem. Veja como funciona e quais as vantagens deste sistema.

Viajar em 2016: quanto custa visitar os melhores destinos do ano

Como funciona um consórcio de viagem

Incluído na categoria dos consórcios de serviço, um consórcio de viagem parte do mesmo princípio, no entanto, reúne um grupo de interessados com o interesse em comum de viajar.

Nele, um primeiro interessado deverá escolher o valor que pretende gastar na viagem, também chamado de carta de crédito. Diante deste valor, a empresa administradora de consórcios reúne um grupo de pessoas que também estão interessadas em viajar, gastando a mesma quantia proposta inicialmente.

Feito isso, cada participante deverá assinar um contrato no qual se compromete a pagar esse valor de modo parcelado – com um acréscimo de taxas à administradora - durante toda a duração do consórcio de viagem, que pode ser de um a quatro anos.

Em determinados intervalos de tempo, geralmente uma vez ao mês, a administradora realiza sorteios e lances, no qual contempla um consorciado com o valor integral do consórcio ou abre para todos os participantes a oportunidade para que ofereçam um lance, a fim de resgatar também o valor final da carta de crédito. 

Porém, mesmo que o consorciado seja sorteado, ele deverá continuar pagando as parcelas até o fim do contrato.

Quando for contemplado no sorteio ou tiver o lance aceito, o interessado deverá realizar todo o processo de compra dos serviços desejados (passagens, estadias, aluguéis de carro, entre outros) e comunicar a administradora, que irá efetuar o pagamento diretamente à(s) empresa(s) contratadas.

Quanto custa visitar os destinos exóticos mais badalados entre os famosos

Consórcio de viagem vale a pena?

Além de condicionar o participante a economizar diante das parcelas cobradas pelo programa, o consórcio de viagem ainda permite realizar o plano inicial com pagamento à vista e com praticamente todas as despesas incluídas. No entanto, mesmo que o consórcio permita o pagamento de grande parte dos serviços de viagem, é necessário planejamento para que nada fique de fora. Aproveitando, assim, todas as vantagens possíveis.

ECONOMIZE NA SUA PRÓXIMA VIAGEM
Receba as dicas, ofertas e informações no seu email e viaje mais barato.

Como um consórcio de viagem é mais indicado para pessoas com o planejamento a longo prazo e que não tem tanta pressa em colocar os planos em prática, o tempo é aliado para uma boa pesquisa de preço, serviços e atividades para utilizar com sua carta de crédito com economia e sabedoria. Veja alguns exemplos de como o consorciado pode se planejar:

  • Organizando documentos necessários, como passaportes e vistos;
  • Cotando passagens de ida e volta;
  • Pesquisando e reservando a estadia;
  • Informando-se sobre os meios de locomoção, caso necessite realizar o aluguel de um carro ou fazer o uso de transporte público;
  • Garantindo atividades extras, como a compra de ingressos para determinados eventos. 

Por fim, se o interessado não tem uma data certa para viajar e deseja apenas uma maneira de poupar para realizar essa aquisição a longo prazo, as vantagens do consórcio são ideais. Os juros sobre as parcelas são bem menores que um empréstimo direto com o banco e ainda há a possibilidade de ser sorteado antes do prazo final do contrato, dando margem para que possa avaliar a quantia e passar a concretizar todo seu plano de viagem.

Uma vez contemplado, seja por sorteio, lance ou pelo final do contrato, o consorciado pode escolher quando quer viajar. Se não optar por utilizar a carta de crédito imediatamente, a administradora irá efetuar o depósito do valor em uma conta poupança, com o prazo mínimo de seis meses para o saque da quantia.

Ofertas de pacotes de viagem e hospedagem na palma da mão. Baixe o app grátis e fique de olho nas oportunidades!

E se a viagem tiver um valor diferente da carta de crédito?

A discrepância de valores não irá influenciar no consórcio. Se a viagem for mais barata que a carta de crédito, é possível utilizar o restante do dinheiro para quitar as parcelas do consórcio. Caso contrário, pode-se usar a carta de crédito e completar com o valor restante.

Ganhe um tablet para aprender inglês online e conversar sem medo nas viagens internacionais.


Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar