Pensando em trocar de celular? Conheça a família Moto Z

Com tantos benefícios, smartphone está se destacando no mercado e pretende concorrer com novo iPhone

Pensando em trocar de celular? Conheça a família Moto Z
Fique por dentro das diferenças entre Moto Z e Moto Z Play

Em setembro deste ano a Lenovo apresentou no Brasil seus dois novos smartphones, o Moto Z e o Moto Z Play. Até o momento, o destaque era o Moto X, mas agora alguns recursos foram aprimorados e outras funcionalidades incorporadas ao celular, tornando-o, agora, topo de linha da marca Moto (antes Motorola). Aliás, é importante ressaltar que apesar do nome parecido, ambos apresentam algumas diferenças em suas especificações.

Além disso, os aparelhos chegam com acessórios destacáveis, chamados Snaps. Eles acabam adicionando mais funcionalidades ao smartphone sendo, ao todo, quatro: uma câmera Hasselblad com zoom óptico, uma bateria que dura até dez horas, uma caixa de som JBL e um mini-projetor.

Se você tem planos de trocar de celular e está na dúvida de qual comprar, sugerimos que confira os dois modelos que apresentaremos a seguir. Os smartphones estão chamando a atenção e dando muito o que falar. Fique por dentro:

Moto Z

Vamos ao primeiro deles, o Moto Z, o mais potente da linha. Com baixíssima espessura (de 5,2 milímetros), ele se torna o smartphone premium mais fino do mundo. Sim, cabe tranquilamente em qualquer bolsinho que você queira colocar. Porém, com essa característica super positiva, acabou modificando um pouco uma de suas funcionalidades: a entrada para fones de ouvido. Com isso, o celular vem junto com um adaptador para que você não perca seus fones antigos.

Funciona assim: através de uma conexão através da porta USB-C, o usuário consegue carregar a bateria de seu aparelho e ouvir músicas com um fone com fio ao mesmo tempo. Pode não ser o convencional, mas é interessante. Você não acha? De qualquer forma, vale lembrar que já existem outros dispositivos sem a entrada de fones de ouvido, como o recente iPhone 7, o que sugere uma nova tendência no mercado.

Além dessas, outras características são sua maior resistência no caso de quedas, leitores de digitais, câmera traseira de 13 megapixels e frontal de 5 megapixels, gravação de vídeos em resolução 4K, foco a laser e estabilização óptica e espaço para dois chips. Uma novidade interessante é que a câmera frontal vem com a promessa de não deixar ninguém de fora na hora da selfie. Já imaginou?

O preço do aparelho é de R$ 3.199 e inclui, além do adaptador dos fones de ouvido, uma capinha e uma bateria extra modular.

Moto Z Play

Bem, como já dito anteriormente, pode ser que tenham nomes bem parecidos (quase iguais, na verdade), mas os aparelhos apresentam algumas características diferentes. É o que você vai ver a seguir. O Moto Z Play, diferente de seu ‘irmão’, é um pouco mais grosso e permanece com suas entradas para fones de ouvido. Uma grande novidade nesse aparelho é a pouca necessidade de carregar a bateria, já que disponibiliza 45 horas de uso contínuo.

Em outros quesitos, o Moto Z Play acaba sendo um pouco menos “forte” que o Moto Z, no que diz respeito ao processador, a memória RAM e ao espaço de armazenamento interno. A câmera principal, por exemplo, tem um sensor de 16 megapixels com autofoco laser e a frontal tem 5 megapixels e ângulo aberto. Todavia, nesse smartphone há também espaço para dois chips. A resolução da tela é Full HD e ele está sendo vendido no mercado brasileiro por R$ 2.199, acompanhado de uma capa protetora.

Moto Snaps

Bem, escolhido um dos aparelhos acima, que tal complementar com o Moto Snaps? Quer saber como funciona? A gente explica: Com 16 ímãs banhados a ouro é feito o encaixe na parte traseira de seu smartphone, sendo a conexão feita através da simples aproximação do aparelho ao acessório.

Com isso são adicionados quatro acessórios em seu celular: O primeiro é uma bateria extra de 2.220 mAh. Há ainda um projetor capaz de criar uma tela de 70 polegadas em qualquer superfície, uma bateria independente com autonomia de uma hora e, por último, uma caixa de som da JBL, com bateria própria que dura até dez horas.

É importante lembrar, no entanto, que os Snaps estarão disponíveis para compra separadamente, exceto a câmera Hesselblad, que começará a ser vendida apenas em outubro. Os mais caros são o projetor e a câmera, custando R$ 1.499 cada. Já a caixa de som da JBL e a bateria extra custam, respectivamente, R$ 699 e R$ 399.

Há também a possibilidade de comprar seu aparelho junto com os snaps. O Moto Z com a Hasselblad ou o projetor sai por R$ 3.999, enquanto o combo com a caixa da JBL fica R$ 3.499. No caso do Moto Z Play, o kit com a câmera ou o projetor fica R$ 2.999 e o combo com o acessório da JBL custa R$ 2.499 reais.

Foto: Reprodução Facebook

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar