Comprovante de residência: que documentos são aceitos

Para fazer matrícula na escola ou mesmo para abrir conta no banco é necessário apresentar comprovante de residência. Saiba mais sobre esse tipo de documento.

Comprovante de residência: que documentos são aceitos
Descubra como fazer seu documento e onde ele é aceito.

A lei 7.115 de 1983 afirma que “a declaração destinada a fazer prova de vida, residência, pobreza, dependência econômica, homonímia ou bons antecedentes, quando firmada pelo próprio interessado ou por procurador bastante, e sob as penas da Lei, presume-se verdadeira”. Traduzindo: o fato de alguém declarar que mora em determinado lugar ou que é dependente de alguém deve servir como prova.

Provavelmente você não sabia disso, afinal toda vez que precisa abrir um cadastro em loja ou conta no banco, se inscrever para um concurso ou fazer matrícula os estabelecimentos exigem um comprovante de residência. Pois é, a lei não funciona na prática, então saiba quais são os documentos aceitos e como fazer o comprovante de residência.

Nome no comprovante de residência

Os estabelecimentos pedem pelo documento como forma de atestar a veracidade das informações e garantir que não sofrerão com golpes ou fraudes. E apesar de quase ninguém andar com um comprovante de residência na bolsa não é nada difícil separar um entre aqueles que chegam na casa.

Os mais usados são contas de água, energia elétrica, telefone e internet e faturas de cartão de crédito, mas também podem ser usados:

  • Contrato de aluguel em vigor ou declaração do proprietário do imóvel;
  • Declaração anual do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF);
  • Comunicados do INSS ou SRF;
  • Contracheque emitido por órgão público;
  • Termo de rescisão do contrato de trabalho;
  • Laudo de avaliação de imóvel pela Caixa;
  • Guia/carnê do IPTU ou IPVA;
  • Boletos e extratos bancários;
  • Extrato do FGTS;
  • Carta de infração de trânsito;
  • Certificado de registro e licenciamento de veículos;
  • Escritura ou certidão de ônus do imóvel.

Para complicar, além de pedir por um comprovante de residência atual, alguns estabelecimentos querem que o documento venha no nome do autor do processo ou do pedido, o que é complicado para quem mora com os pais ou com cônjuges.

Nesse caso, é recomendado apresentar um documento que ateste a filiação, como a certidão de nascimento ou carteira de identidade para quem mora com os pais, ou que mostre a união legal, como certidão de casamento para quem vive com o cônjuge. Para empresas que exijam confirmação oficial é recomendado fazer reconhecimento de firma em cartório.

Quais documentos servem como comprovante de renda

Como fazer um comprovante de residência

Quanto mais atual o documento, mais fácil será o procedimento de abertura de conta ou inscrição em um curso, por exemplo. O importante é garantir para o estabelecimento que o contratante poderá ser encontrado caso haja uma cobrança ou seja necessário fazer uma notificação.

Para fazer um comprovante de residência basta seguir alguns passos:

1. Selecione qual serviço será escolhido como comprovante, seja contas de consumo de luz ou boletos bancários. Se necessário, solicite a segunda via pela internet, e dê preferência para os documentos mais recentes e que apresentem o endereço completo;

2. Separe documentos adicionais que possam confirmar seu endereço, como papéis com a assinatura do proprietário do imóvel que provem que você aluga aquele espaço ou contracheques para comprovar renda;

3. O estabelecimento pode solicitar também uma Carta de Comprovação de Residência ou Declaração de Comprovação de Residência em negociações mais complexas.

No caso da declaração, basta pedir o documento à entidade prestadora de serviços e informar documentos como CPF e RG. Já a carta exige que todos os documentos solicitados sejam levados a um cartório para autenticação, inclusive uma declaração reconhecida de que você reside no endereço informado.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar