Compras de Natal: se você quer economizar, a ordem é comprar já

Os gastos que aparecem em dezembro são muitos: as compras de natal, a ceia, o reveillon. Quer economizar e não entrar o ano novo no vermelho? Saiba como no artigo

Compras de Natal: se você quer economizar, a ordem é comprar já
Saiba como economizar nas compras de natal sem estourar o orçamento

Todo mundo sabe que no fim do ano os gastos são altos e é muito comum estourar o orçamento planejado. Há muito com que gastar: preparativos para a ceia de natal, presentes, amigo oculto no trabalho e reveillon. Além disso, os preços em dezembro costumam subir muito devido às festividades. Que tal se planejar agora, economizar nas compras de natal e não começar o ano apertado? Boa ideia não é? O E-konomista vai te ajuda a ter inteligência financeira e aproveitar bem o seu dinheiro.

Conheça alguns aplicativos financeiros para organizar o orçamento

Dicas de como economizar nas compras de natal

Seja organizado

É preciso pensar em  todos os gastos e colocá-los no papel:

  • Presentes: Faça uma lista de todas as pessoas que você quer presentar. Em seguida, pense no que você gostaria de dar de presente e qual o valor que você pretende gastar. Se não tiver noção do quanto custa os itens que você quer comprar, pesquise na internet e anote em frente ao nome da pessoa.  É sempre bom calcular o gasto total com presentes no final. Está um bom valor? Faça um arredondamento para cima, caso algo esteja mais caro do que o planejado.
  • Ceia de natal: Como você passa o natal? Em família? Entre amigos? Convoque uma reunião geral (fisicamente, ou por email, ou faça um grupo no Facebook) para decidir como cada um vai contribuir com as compras de natal. Já ofereça uma lista com sugestões para que as pessoas possam ir se oferecendo para levar. Coloque tudo: peru, pernil, acompanhamentos, doces, vinhos, e tudo que os seus companheiros gostem de comer na ceia de natal. Já sabe qual é a sua parte? Ótimo, assim você já pode pesquisar no supermercado quanto custa agora. Se não for algo perecível, é melhor comprar no mês de novembro, porque em dezembro todos os itens que são utilizados para a ceia costumam ter os preços elevados. Adicione à lista o gasto com a ceia.
  • Reveillon – onde você vai passar o reveillon? Vai fazer uma viagem ou vai passar na sua cidade? Se você ainda não se decidiu, apresse-se. As festas de reveillon não costumam ter ingressos baratos, principalmente porque a maioria delas costuma ter open bar e/ou open food. Pesquise as festas disponíveis, veja os preços médios – se ainda não houver os valores disponíveis, lembre-se do quanto você pagou no ano passado (ou pergunte a amigos) e, novamente, arredonde para cima. Salve o dinheiro do seu reveillon para não gastar tudo no Natal e correr o risco de começar o ano em casa vendo o Show da Virada. Vai comprar roupa nova para entrar o ano? Muita gente gosta de começar o ano com tudo novo, até a roupa íntima. Vai comprar? Deixe anotado na listinha um valor considerável para esse luxinho, que todo mundo merece no fim do ano.

Tente não empurrar os gastos com as compras de natal para o novo ano

Pegue sua listinha e analise: consigo pagar todas as despesas dividindo-as em novembro e dezembro?

  • Sua resposta foi sim? Ótimo! O E-konomista recomenda que você tente entrar o ano com as contas de 2015 quitadas em 2015. Se for possível comprar à vista ou com uma entrada e mais uma parcela, é uma ótima ideia. Os juros de cartão de crédito estão muito altos nesse momento e se endividar com prestações a perder de vista não é a melhor forma de começar o ano. Você tem a oportunidade de se organizar financeiramente agora e não arrastar dívidas para 2016
  • Sua resposta foi não? Bem, então o jeito vai ser parcelar. Mas se vai parcelar, é melhor começar a pagar logo, para terminar logo com as parcelas. E quanto antes você comprar, mais vai aproveitar os preços mais baixos. E se você perceber que os seus gastos de fim de ano estão muito altos ou você vai levar muito tempo para quitá-los, é sinal de que você está exagerando. Enxugue os gastos, opte por menos presentes e/ou presentes mais baratos, tente economizar, porque no início no ano novos gastos aparecem e isso pode virar uma bola de neve.

Dicas de como se livrar das dívidas

Não compre tudo de uma vez

Se você quer economizar, é preciso pesquisar. Você pode começar a pesquisa de preços na internet e depois “bater perna” no shopping a procura dos melhores preços ainda no mês de novembro, e de preferência na primeira quinzena, porque os comerciantes já começam a se preparar para o natal com antecedência.

Pegue sua listinha e pense: o que você já pode adiantar e comprar em novembro? O melhor é comprar os presentes mais caros agora. Assim você já tem uma noção do quanto já vai ocupar do seu orçamento destinado a presentes e vai com calma na segunda fase das compras de natal. Tudo que for possível adiantar no mês de novembro: adiante. Os gastos que aparecem em dezembro se multiplicam com uma facilidade incrível, então se você já tem a maioria dos presentes comprados, o orçamento de dezembro vai ficar muito mais leve.

Como juntar dinheiro sem ficar no sufoco

Qual é a melhor época para começar as compras de natal

É pra já! Quanto antes você começar, mais você vai economizar. Por isso é importante investir nos itens mais caros agora, porque mesmo os mais baratos vão subir de preço do mês de dezembro.

Sugerimos dividir da seguinte maneira

  • Na primeira e segunda semana de novembro: os presentes mais caros e os itens da ceia de natal não perecíveis.
  • Na primeira semana de dezembro: os demais presentes, e os gastos com o reveillon (viagem ou ingresso para festa)

Dica do E-konomista: quer economizar com o seu Reveillon? Uma boa dica é pedir de presente (ou dar aquela indireta a quem vai lhe presentear) que você quer uma roupa nova para a passagem de ano. Assim você pode ganhar a roupa branca para começar o ano e não precisa gastar ainda mais ainda em dezembro.  Mas se você achar que não vai dar certo o seu pedido (ou indireta), garanta logo a sua roupa nova. Comprar a roupa do reveillon em vésperas de natal ou mesmo depois, não vale a pena. Os preços estão altos, mesmo que as lojas insistam em dizer que não estão.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar