Como receber dinheiro do exterior: principais serviços

Veja como receber dinheiro do exterior pode ser um processo rápido e descomplicado. Conheça os principais serviços para remessas internacionais:

Como receber dinheiro do exterior: principais serviços
Conheça os principais e mais práticos serviços de remessas internacionais

Taxas exorbitantes, burocracia e uma quantia que diminui consideravelmente ao final de cada transação. Este é o pesadelo por trás de muitos que precisam encontrar meios de como receber dinheiro do exterior; seja pelo trabalho à distância, para o sustento da família que ficou no Brasil ou demais motivos que exijam tais procedimentos. Veja quais são os principais serviços e conheça os custos e requisitos de cada um.

Como receber dinheiro do exterior: veja as possibilidades

Com menores taxas, mais facilidades e rapidez no processo, enviar dinheiro para o Brasil já tão é um bicho de sete cabeças. Veja como receber dinheiro do exterior pode ser simples e menos burocrático do que imagina.

Transferwise

Entre os mais recentes serviços para transferência internacional, a Transferwise foi fundada pelos criadores da plataforma de comunicação Skype e oferece um serviço de remessas nos moldes peer-to-peer.

A modalidade funciona da seguinte maneira: a empresa possui contas locais em cada país em que atuam - os quais ultrapassam 20 moedas diferentes -, sendo assim, o interessado precisa apenas realizar uma transferência na moeda local ou debitar o valor em questão de seu cartão de crédito ou débito. Uma vez recebida a quantia, a Transferwise libera o valor, já convertido em Real, para a conta do destinatário.

Desta maneira, a empresa cobra uma comissão de, no mínimo 0,5% e oferece a cotação real do câmbio comercial ao realizar a transação, representando uma economia considerável, no entanto, o processo contrário ainda não está autorizado (enviar dinheiro do Brasil para o exterior). Na página inicial do site é possível simular as quantias, já com as conversões e taxas incluídas.

Western Union

Outra opção também muito conhecida para realizar remessas internacionais é a Western Union. Rápido e pouco burocrático, o serviço é um dos mais utilizados por quem deseja fugir da taxa de 6,38% em IOF. Nele, para efetuar o envio de dinheiro será necessário ter em mãos o endereço do destinatário, um meio de identificação pessoal e a quantia a ser transferida.

Preenchido os formulários, o remetente deverá pagar as taxas aplicáveis (as quais variam em cada país) e guardar o recibo que contém o número de controle de transferência (MTCN). Guardar o recibo é outra informação de extrema importante, pois o código contido nele será fundamental para que o seu remetente possa receber o dinheiro enviado para o Brasil.

Saiba mais sobre a transação e postos de envio e recebimento no site da empresa.

Transferência Bancária por Ordem de Pagamento

Ainda que seja a modalidade mais cara, a transferência bancária por ordem de pagamento ainda é bastante utilizada, principalmente pelos que ainda têm certo receio em inovar nos meios de remessa internacional.

Para optar por este meio, é importante tem em mente que haverá cobrança dos dois lados; tanto de quem envia, quanto para quem recebe o dinheiro. A transação é feita a partir de qualquer instituição bancária e também obriga que o beneficiário possua conta em banco e, para o solicitante, basta comunicar o código de identificação bancária (SWIFT) do destinatário e os dados pessoais do mesmo. Uma taxa será aplicada no país de origem para a realização da transferência e outra também será descontada ao chegar no Brasil (de US$ 20 a US$ 100), variando de acordo com o banco escolhido.

Esta modalide de como receber dinheiro do exterior é indicada apenas para os que tem como intenção transferir grandes quantias em dinheiro.

E-Conta

Para enviar dinheiro para o Brasil, existe também a possibilidade de utilizar uma e-conta. Para isso, o interessado deverá possuir um cartão de crédito com a bandeira Visa emitido no exterior. A seguir, este pode abrir uma conta na Caixa Econômica Federal pela internet (por isso o nome da modalidade) e então, efetuar sua transferência.

A transação tem custo de 2,5% sobre o valor total da remessa, com o montante debitado do cartão de crédito em questão. Para a abertura da conta online, é necessário que o usuário seja maior de idade, resida no exterior e possua CPF. Porém, para a ativação da mesma será necessário o envio da cópia dos seus documentos de identidade até a CEF, podendo este processo demorar até 30 dias.

Finalizada a abertura da conta, o usuário pode efetuar remessas de até 15 mil dólares por mês, onde cada operação não deve exceder os 10 mil reais. Como destino, o dinheiro pode ser enviado a qualquer conta da Caixa no Brasil ou em agências previamente selecionadas, de modo que o beneficiário não precise ser correntista para efetuar o saque.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar