Como quitar dívidas do cartão de crédito e limpar o nome

Anda pagando o valor mínimo da fatura do cartão de crédito? Confira no artigo 5 dicas de como quitar dívidas e evitar que elas se tornem uma bola de neve

Como quitar dívidas do cartão de crédito e limpar o nome
Saiba como se livrar da dívida com o cartão de crédito

Está com dívida no cartão de crédito? Muitos brasileiros estão na mesma situação que você e manter esta dívida é perigoso pois o cartão de crédito juntamente com o cheque especial são aqueles que apresentam as maiores taxas de juros do mercado. Quer saber como quitar dívidas do cartão? Veja nossas dicas.

Como quitar dívidas do cartão de crédito – Passo a Passo

Você extrapolou os gastos no cartão de crédito e não conseguiu pagar a fatura? Quanto antes você quitá-la melhor, pois cometer erros como pagar o valor mínimo pode tornar a sua dívida uma bola de neve. No mês de janeiro de 2016, os juros do cartão voltado à pessoa física chegou a 14,56%, é o maior índice desde 1995. Com a taxa nas alturas, o valor dos juros chega a 410,97% ao ano, e sua dívida que era relativamente pequena pode se tornar muito alta. Veja como resolver esse problema.

1. Nunca pague o valor mínimo da fatura

Sabemos que é tentador, e as empresas de cartão de crédito sempre oferecem na fatura o valor mínimo como forma de parcelamento, e nós achamos que é a melhor opção naquele mês de maior aperto financeiro, certo? Errado. Pagando o valor mínimo você irá aplicar o juro rotativo sobre o restante do valor da fatura, é o famoso juros sobre juro, o que eleva muito o valor a ser pago após a correção. Evite a todo custo pagar o mínimo da fatura.

QUER UM CARTÃO DE CRÉDITO
SOB MEDIDA PARA O
SEU BOLSO?
encontre aqui

2. Faça uma planilha financeira com os seus gastos

Para quitar uma dívida mantendo o mesmo orçamento mensal você precisará apertar os gastos. Para isso, você precisa saber exatamente o quanto gasta com cada despesa para saber onde pode cortar. Pode parecer algo trabalhoso, mas é preciso: anote todos os gastos, fixos e variáveis. Ponha na ponta dos lápis os valores gastos com aluguel, média das contas, transporte, alimentação, lazer e supérfluos.

3. Corte gastos

Depois de ter todos os custos anotados, veja onde é possível cortá-los ou reduzí-los. Confira algumas dicas abaixo para facilitar as reduções:

  • Opte por um plano de Internet, TV e telefone mais econômico
  • Mude para um plano de celular mais barato, de preferência pré-pago
  • Corte os gastos com supérfluos: aquelas comprinhas desnecessárias, os altos gastos do fim de semana, os restaurantes mais caros, tudo aquilo que você realmente não precisa mais gosta de se dar o luxo de vez em quando precisa ser reduzido ou cortado para pagar a dívida.
  • Cuidado com os gastos com alimentação. O preço dos alimentos está nas alturas, e comer fora está ainda mais caro. Entre na onda da quentinha, faça comida em casa e evite fazer refeições em restaurantes e lanchonetes, a economia será significativa. Reduzir os gastos no supermercado também é necessário, veja aqui como economizar nas compras do mês.
  • Reveja os gastos com transporte. Evite usar o carro para situações desnecessárias (como para ir à padaria que fica só a poucos quarteirões da sua casa), o preço do combustível está muito alto. Outra forma de economizar é pesquisar qual o posto de gasolina oferece os melhores preços. Quando possível, opte pelo transporte público.
  • Faça economia nas contas casa – diminua as contas economizando no banho, ficando alerta com luzes acesas, aparelhos em stand by, tv ligada sozinha, gastos desnecessários que podem gerar uma boa economia no fim do mês, já que a conta de energia elétrica sobe cada dia mais no país.

Sabemos que muitas dessas medidas irão reduzir a sua qualidade de vida e conforto, mas a prioridade é saber como quitar dívidas no cartão de crédito, ficar com o nome limpo e ter maior controle financeiro, então encare isso como algo temporário e que irá valer a pena.

Saiba como participar dos sorteios do Big Prêmio

4. Renegocie a dívida

Com o valor da dívida na mão e aprendendo a reduzir gastos, você terá uma ideia mais clara das suas despesas e do potencial de economia que pode gerar mensalmente. Assim você estará mais preparado para renegociar a dívida. Ligue para o banco emissor do cartão de crédito e peça a renegociação da dívida. Você irá receber uma proposta de parcelamento da dívida e deve fazer o máximo possível para honrá-la.

5. Aprenda a ter maior controle financeiro

Ao aprender como quitar dívidas aprende-se também outra lição: ter maior controle financeiro. De nada adianta nos esforçarmos para pagar a dívida do cartão de crédito para depois adquirir outras. Portanto, a regra é clara: não gaste mais do que você ganha e muito cuidado com as compras a prazo. Manter uma poupança para eventuais emergências é uma medida financeira saudável e necessária que te ajuda em meses que você tenha gastos inesperados sem comprometer os seus compromissos com o cartão de crédito e outras despesas. O cartão de crédito pode ser um excelente aliado nas compras, mas é preciso saber usá-lo com consciência e não por impulso, para não se enrolar com o pagamento das faturas.

Descubra a solução ideal de cartão de crédito para você.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar