Como funciona o Fundo de Reserva de consórcio

O que é o Fundo de Reserva de consórcio? Leia o artigo e descubra como o pagamento desta taxa poderá deixar o seu grupo de consórcio mais seguro.

Como funciona o Fundo de Reserva de consórcio
O Fundo de Reserva dá mais segurança aos consorciados.

O Fundo de Reserva de consórcio é o valor cobrado mensalmente, de até 5% sobre o valor do fundo de aquisição, que tem o objetivo de garantir o funcionamento do grupo em determinadas situações previstas no contrato. A taxa cobrada poderá ser usada para reparar uma eventual insuficiência de saldo de caixa ou para o caso de haver um alto número inadimplência no grupo. O valor é diluído nas prestações e poderá ser restituído no encerramento do grupo.

Como é feito o cálculo do fundo de reserva do consórcio?

A ABAC - Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio - explica que o valor mensal da contribuição para o Fundo de Reserva é calculado mediante a divisão do percentual total do contrato pelo prazo de duração do grupo. O resultado é multiplicado pelo valor do bem e atribuído a parcela mensal do consórcio. 

Então imagine que irá comprar um automóvel no valor de R$30.000, está participando de um grupo com 60 meses de duração e que o valor contrato com a empresa administradora do consórcio é de 5%. O resultado será R$9.99 acrescentados na prestação mensal. 

Veja o que fazer se quiser desistir do consórcio
 

Como é feita a restituição do valor de fundo de reserva de consórcio?

O valor pago será devolvido proporcionalmente aos consorciados após o encerramento do grupo, se esses recursos ainda existirem. A Administradora tem até 60 dias para informar sobre a situação do fundo de reserva aos consorciados. Este prazo poderá se alargar se a devolução de recursos dependerem da solução de pendências judiciais a decorrer. 

O acompanhamento periódico da evolução do grupo é importante para estar informado da quantia disponível no fundo reserva. No entanto, é possível que o fundo seja utilizado na íntegra e, assim, não restará nada para ser devolvido no encerramento do grupo.

No caso da Administradora do consórcio não se manifestar dentro do prazo previsto, os interessados terão de recorrer ao Banco Central. Quem desiste do consórcio também tem direito a receber o valor proporcional do Fundo de Reserva, mas tem de esperar que o grupo encerre.

Quais situações implicam a utilização das reservas deste Fundo?

  • Pagamento de seguro de quebra de garantia; 
  • Cobertura de eventuais insuficiências de receita no Fundo de Aquisição; 
  • Cobertura de diferenças de parcelas;
  • Inadimplência de consorciados
  • Outras situações constantes no regulamento.


Antes de se decidir pelo consórcio, é importante se certificar de que a empresa escolhida está regularizada junto ao Banco Central. O consorciado só é obrigado a pagar a parcela referente ao Fundo de Reserva de Consórcio se isso estiver estipulado no contrato. Caso contrário, a cobrança deste valor por parte da administradora poderá ser considerado ilegal.

Saiba quando o consórcio de carro vale a pena

Como receber o Fundo de Reserva do Consórcio

Cada empresa de consórcio atua a partir das suas próprias regras, mas na maioria das vezes, o fundo de reserva é liberado para os consorciados após 60 dias da data da última assembleia do grupo. É disponibilizado o valor que restou da quantia que foi utilizada durante a vigência do plano de consórcio.

Depois do período estipulado, a administradora costuma liberar o pagamento do valor do Fundo de Reserva através de ordem de pagamento ou de crédito na sua conta corrente. Quando a empresa de consórcio aprova o crédito os consorciados são avisados por meio de correspondência.

A correspondência enviada aos consorciados informa sobre o valor do fundo de reserva do consórcio, quem tem direito a recebê-lo, a data que o depósito será  efetuado e em qual banco o saque poderá ser feito. Pode ser que a administradora do seu consórcio tenha outros procedimentos. Por isso, é importante informa-se sobre esta questão antes de fechar negócio.

Gostou? Compartilhe!
Poliana Oliveira Poliana Oliveira

Nasceu em Brasília, cresceu em Goiânia e vive há oito anos em Portugal. Formada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Trabalha na área de Marketing Digital. Adora cães, cinema, dança e viagens.

Na Web:

Quer comprar um carro?

Faça uma cotação e receba uma oferta especial no seu email.

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte