Como funciona o financiamento de veículos

Saber como funciona o financiamento de veículos é fundamental para negociar as taxas de juros e fazer uma boa compra.

Como funciona o financiamento de veículos
Entenda o que é e como funciona o financiamento de veículos

O financiamento de veículos é a primeira opção para os brasileiros que querem comprar um carro, não podem esperar para ter o bem em mãos  e precisam de algum  tipo de auxílio financeiro para viabilizar a compra. Saiba mais sobre esta modalidade de crédito.

O que é e como funciona o financiamento de veículos

O financiamento de veículos é uma operação financeira entre uma pessoa física ou jurídica e um banco ou financeira, por intermédio da concessionária ou vendedora de veículos. Trata-se de um CDC - Crédito Direto ao Consumidor com objetivo específico de comprar um carro, com juros e encargos que variam de acordo com a financeira e as condições de compra.

Para financiar um veículo, você deve procurar uma concessionária ou vendedora de veículos, escolher um carro e solicitar uma aprovação de crédito. Geralmente, as concessionárias são parceiras de diferentes bancos e financeiras, e cada um possui condições específicas.

Os rendimentos mensais capazes de suportar as parcelas e as despesas pessoais, estabilidade financeira, e carteira assinada são critérios muito importantes para a aprovação do crédito. O solicitante também deve comprovar que está com o nome limpo no SERASA e SPC, entre outras exigências.

Este processo é muito delicado, e deve ser acompanhado com muito cuidado e atenção pelo comprador, pois as condições definidas em contrato não poderão mudar. É comum que os bancos e financeiras cobrem uma taxa pela análise do crédito.

Nesta etapa, é preciso segurar a ansiedade e procurar a melhor taxa de juros para não correr o risco de comprometer as finanças pessoais e se endividar pela pressa de ter logo o carro em mãos.
 

Condições para financiar um veículo

Há alguns anos, era possível, sem muita burocracia, financiar um veículo sem entrada. Mas hoje em dia, há uma série de restrições, e para financiar um veículo sem entrada é preciso ter condições muito privilegiadas.

Os prazos de parcelamento também estão mais curtos. Infelizmente, só os juros é que continuam a crescer. Ao solicitar a análise de crédito, você deve já indicar o carro que pretende comprar, em quantos meses deseja pagar e quanto dará de entrada. Hoje, o valor mínimo de entrada aceito pelas financeiras e bancos para financiamentos acima de 24 meses é de 10%.

Tipos de financiamento

O financiamento de veículos pode apresentar regras diferentes. Veja as principais modalidades de financiamento e como funcionam:

  • Crédito Direto ao Consumidor (CDC)
 
O Crédito Direto ao Consumidor (CDC) é uma modalidade de financiamento em que o consumidor faz um empréstimo em um banco para efetuar a compra do carro da sua preferência. O veículo adquirido fica de posse do comprador, mas não pode ser vendido para outra pessoa ou empresa, pois está alienado ao banco até que todas as prestações sejam quitadas.
 
No financiamento CDC, o cliente pode fazer o contato diretamente com o banco financiador, visto que não há a intermediação da loja que está vendendo o automóvel. Assim, o comprador tem a oportunidade de negociar as taxas de juros que serão pagas. Elas são determinadas no início do contrato e não são alteradas durante o período que abrange as prestações.
 
  • Leasing

Nessa modalidade de financiamento, o carro é comprado por uma empresa chamada leasing (um banco que atua nesse tipo de serviço), e que aluga o veículo para o consumidor interessado em adquiri-lo.
 
Dessa forma, o cliente se compromete a pagar pelo aluguel do carro, cujo registro fica no nome da empresa de leasing até que o pagamento das prestações seja concluído. Quando o financiamento leasing chega ao fim, o banco transfere o carro para o nome do consumidor.
 
O consumidor pode entrar em contato com a empresa leasing sem a intermediação da loja vendedora de veículos. Esta modalidade de financiamento também possibilita a negociação direta das taxas de juros, que são fixados inicialmente e não sofrem mudanças até o término do contrato.

Gostou? Compartilhe!
Carolina Benevides Carolina Benevides

Jornalista brasileira, Carolina Santarosa é formada pela Universidade de Fortaleza desde 2011. Atualmente cursa o 2º ano do Mestrado em Ciências da Comunicação na Universidade do Porto. A profissional já trabalhou no marketing da Red Bull, foi Assessora de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza e do North Shopping Fortaleza. Fez intercâmbio acadêmico nos Estados Unidos e atualmente mora no Porto (Portugal).

Na Web:

Quer comprar um carro?

Faça uma cotação e receba uma oferta exclusiva por email.

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte