Como encontrar vagas de emprego no Linkedin

Encontre vagas de emprego no LinkedIn com sete dicas valiosas de como se comportar na rede social voltada para o mercado de trabalho.

Como encontrar vagas de emprego no Linkedin
Mudanças no perfil do Linkedin podem gerar oportunidades de vagas de emprego

Ferramenta de networking pessoal, o LinkedIn tornou-se, nos últimos anos, obrigatório a quem busca vagas de emprego. As maiores companhias buscam candidatos nesta rede social. A plataforma, contudo, não apresenta benefícios apenas para os recrutadores. Ela é especialmente útil para os que estão à procura de oportunidades, pois oferece uma série de possibilidades que, se bem aproveitadas, podem garantir que o candidato leve vantagem sobre seu concorrente.
Entretanto, algumas caracteríticas desta rede social precisam ser levadas em conta para quem busca vagas de emprego no Linkedin. Por isso, o E-konomista separou abaixo sete dicas que podem ser valiosas na busca por uma oportunidade.
 

Dicas para vagas no Linkedin

1. Coloque uma foto de perfil
 
Para encontrar a vagas de emprego no LinkedIn, Especialistas afirmam que usuários com fotos têm 7 vezes mais chances de ter o perfil visto. É como quando procuramos um produto para a compra na internet. Aqueles sem foto dificilmente são visualizados. 
 
fale inglês para valer
comece agora
2. Coloque a foto certa
 
Lembre-se que a rede social é voltada ao networking profissional, por isso evite estar com animais, marido, esposa ou bebês na imagem que representa seu perfil. 
 
Na realidade, algumas empresas de cosméticos já admitiram que quando procuram no Linkedin, 19% dos recrutadores olham apenas as fotos dos perfis.
 
3. Atualize
 
A cada dois dias, mais ou menos, coloque algo no seu status para mantê-lo atualizado, e mostre que está ativo e engajado – ninguém saberá o que você fez se você não mostrar.
 
4. Seja criativo
 
Não use a mensagem padrão para pedir que alguém se conecte com você. Mesmo que você esteja tentando se conectar com alguém que você não conhece, o melhor a se fazer é uma pequena pesquisa sobre a pessoa, e personalizar seu pedido de conexão.
 
5. Valorize sua experiência 
 
Mesmo se você tiver mudado de campo, seu trabalho imediatamente anterior não é o único importante. Ao contrário do currículo em que você tenta focar em uma página para uma posição específica, você deve listar seu histórico de trabalho completo no Linkedin. Você não sabe qual critério os empregadores estão levando em consideração, então você tem que tonar seu perfil o mais robusto possível. 
 
6. Relacionamento
 
Muitas pessoas acham que ter um perfil é suficiente, mas os empregadores provavelmente não irão apenas bater o olho, se impressionarem com seu brilhantismo, e oferecem o melhor trabalho. Você precisa trabalhar para isso. Junte-se a grupos relacionados com seu campo, ou até mesmo interesses pessoais. 
 
O Linkedin também pode ser usado para seguir as empresas e acompanhar quem entra e quem sai – quando você vê que alguém está saindo e você gostaria de entrar, essa é a melhor oportunidade para entrar em contato com a equipe de RH da empresa.
 
7. Serviço pago
 
O Linkedin oferece aos usuários a possibilidade de pagar por um serviço premium que, dentre outras coisas, coloca o perfil do internauta na mira das empresas que estão a recrutar. Para aceder a esta possibilidade basta pagar uma mensalidade a rede social. 
 
Estudar inglês vai dar um up na sua carreira. Aprenda rápido!
   

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar