Como economizar dinheiro no supermercado em dez passos simples

O custo de comer fora pode corresponder a mais da metade do seu salário. Para economizar é preciso rever hábitos, mudar estratégias e seguir a essas dicas. 

Como economizar dinheiro no supermercado em dez passos simples
Mude os hábitos de consumo e alimentação para economizar

Quem mora sozinho sabe que muitas vezes a preguiça de cozinhar é mais forte que a fome, e com isso o delivery, os fast foods e os restaurantes acabam se tornando grandes amigos. E não há nada de errado nisso, exceto se existe a necessidade de economizar.

No Brasil o gasto médio diário para comer fora é R$ 30,48, e segundo a Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert), o valor mensal representa 76,2% do atual salário mínimo de R$ 880. Mudanças de hábitos na alimentação e no modo de fazer compras ajudam a reduzir o orçamento e manter uma vida saudável.

Sete passos para economizar no supermercado

Antes de partir para o supermercado o ideal é fazer uma lista com tudo que precisa comprar e estabelecer um orçamento médio do quanto pode gastar. Quando vamos às compras sem uma noção do que queremos as chances de extrapolar são maiores, então se necessário tire uma foto da sua geladeira para lembrar o que já tem em casa. Feito isso parta para as outras dicas:

1. Cheque os preços

Por mais óbvio que isso soe é comum esquecer de olhar a etiqueta de preço dos produtos que já estamos acostumados a comprar, sendo que eles nem sempre podem ser a opção mais em conta.

Se o valor for maior que o esperado busque opções mais baratas, e se preferir manter o uso do produto busque preços em outros locais.

2. Estoque alimentos baratos e versáteis

Aproveite as promoções para estocar alimentos não perecíveis. Congelados, temperos, grãos, macarrão, feijão, arroz, açúcar, carnes (desde que fiquem no freezer) e outros podem ser armazenados por um bom tempo e render muitas refeições no futuro.

Aproveite também os dias de feira para comprar alimentos versáteis, como legumes para o jantar e frutas para o lanche. Batatas, por exemplo, podem ser usadas de mil formas diferentes.

Alimentos Versáteis

3. Ignore as grandes marcas

As grandes marcas são constantemente associadas a melhor qualidade, e as propagandas reforçam essa imagem e mantém o nome na boca do povo.

Os produtos da própria marca do supermercado, porém, são tão bons quanto, sendo que muitas vezes são fabricados pela mesma empresa mas levam rótulos diferentes. Não se deixe levar pelas embalagens chamativas e pense no custo-benefício.

Veja também: Como economizar ganhando pouco

4. Compre grandes quantias em oferta

Mas atenção: isso só vale quando o produto com desconto for algo que você use muito! Papel higiênico, absorventes femininos e fraldas, por exemplo, são itens que podem ser usados pode muito tempo, e uma compra grande pode ajudar a economizar a longo prazo. 

5. Participe do “Segunda sem Carne”

A campanha Segunda sem Carne é uma iniciativa que propõe conscientizar as pessoas sobre o impacto do uso dos produtos de origem animal para alimentação e convida o público a tirá-los pelo menos uma vez por semana e descobrir novos sabores.

Você pode até não ser adepto da dieta vegetariana ou vegana, mas a carne muitas vezes é cara e buscar opções alternativas é uma boa ideia para economizar. Existem inúmeras receitas deliciosas e você pode adapta-las para os seus gostos.

Salada

6. Procure os itens de “ponta de estoque”

Geralmente os supermercados fazem promoções de produtos cujo prazo de validade está chegando ao fim ou porque a embalagem está danificada. Se isso não interfere na qualidade do produto, aproveite.

Um pacote de pão de forma que vence dentro de dois dias pode ser usado para fazer lanches diários e acabar rapidinho, enquanto outros alimentos podem ser congelados.

*Dica extra: o freezer é um dos melhores amigos da economia – e você já deve ter notado isso. Quando os descontos são bons ou a produção na cozinha rendeu vale estocar alimentos no congelador e usar por vários dias sem prejudicar o sabor.

**Mais uma dica: nunca vá às compras com fome! Isso com certeza te fará gastar mais, pois de estômago vazio tudo parecerá atraente. 

7. Planeje suas refeições após as compras

Fazer compras após assistir Masterchef e decidir arriscar um bife wellington com certeza te fará gastar mais do que comprar os ingredientes mais em conta e depois decidir o que fazer com eles. Isso porque comprando aleatoriamente tendemos a não nos preocupar com os preços e a utilidade dos ingredientes a longo prazo.

Planejar as refeições também evita que os alimentos estraguem por falta de uso – e consequentemente, que você perca dinheiro. Crie uma rotina semanal do que cozinhará.

Veja também: Dividir as tarefas domésticas melhora a vida do casal 

Gostou? Compartilhe!
Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar