Como conseguir emprego no exterior em 8 passos

Não conte apenas com a sorte, se pretende trabalhar fora do país prepare-se e saiba como conseguir emprego no exterior. Veja por onde começar, quais os requisitos necessários, sites de vagas e mais de embarcar.

Como conseguir emprego no exterior em 8 passos
Veja o passo a passo de como conseguir emprego no exterior e comece já a se preparar.

Você já pensou em trabalhar fora do país? Seja porque acha que terá melhores oportunidades fora, porque quer investir numa carreira internacional, ou pela experiência cultural, muitos brasileiros estão saindo ou pensando em sair do Brasil. Se você é um desses, saiba como conseguir emprego no exterior. Confira as nossas dicas e sugestões para se preparar bem e conquistar a sua vaga.

Como conseguir emprego no exterior passo a passo

Com uma mudança tão importante na vida, não vale a pena arriscar muito, a não ser que você realmente seja do tipo aventureiro e destemido ou sinta que não tem nada a perder. Tentar entrar no mercado de trabalho no exterior é complicado, implica muitas vezes dar passos atrás na carreira e aceitar condições que no seu país você não aceitaria. Por isso, é muito importante se preparar, se informar sobre a realidade do mercado de trabalho e a vida no país de destino sem romantismos e idealizações, e pesquisar como conseguir um emprego no exterior. 
Black Week English Live Ganhe um vale de R$250 nas Americanas

1. Escolha um país onde deseja morar

Se você já tem um país em mente, ótimo. Pode seguir para a pesquisa de oferta de empregos naquele país e como são as condições de trabalho lá. Mas se você não tem uma preferência, selecione alguns países que te atraem pela língua, pelo clima, pela cultura da população, pelas ofertas do mercado para a sua área, pela segurança oferecida e pelo custo de vida. Pesquise o mercado de trabalho, a regulamentação da sua profissão e validação do seu diploma, se for o caso. Há diplomas incompatíveis em vários países, e há profissões que se tornam inviáveis de serem exercidas fora do Brasil por causa da especificidade dos currículos. Use as redes sociais a seu favor, pesquise grupos de emprego no Facebook, por exemplo, blogs, etc. Tente conhecer brasileiros que já estão no país para onde pretende ir e informe-se o máximo que puder sobre as reais condições. 

2. Estude inglês e outros idiomas

É um fator determinante. Não importa para qual país você vai, o inglês é essencial. A língua mãe do país de destino também precisa ser bem treinada, recomendamos que faça um curso de apronfundamento ou conversação para melhorar a fluência.

Para algumas vagas de emprego não basta declarar que tem domínio de certo idioma, você precisa comprovar com certificados de proficiência em um determinado idioma estrangeiro, tais como: TOEFL, CPE, IELTS, CELI, KDS, DELE, DELF, etc. Procure saber as exigências das vagas para as quais pretende se candidatar.

3. Busque vagas em sites de emprego ou agências

Procurar vagas de emprego no exterior em todo e qualquer site não é uma boa ideia. Cada país tem sites específicos que facilitam a busca de vagas no mercado de trabalho, procure saber quais são confiáveis. Procure um site ou agência específica e de confiança e comece a pesquisar por vagas diariamente. Se achar que vale a pena, cadastre-se numa agência de empregos. Mas atenção: busque informações sobre a agência na internet. Informe-se sobre a vaga, a empresa, as condições de trabalho antes de se candidatar. Se você conhecer alguém no país, melhor ainda, pois essa pessoa poderá te ajudar a buscar informações mais seguras.

Uma outra dica é procurar emprego em empresas estrangeiras, mas que têm atuação no Brasil. Nesse caso, ser brasileiro pode ser um bom diferencial.

Trabalhar na Angola: tudo que você precisa saber

4. Tenha um bom currículo

A escassez de mão de obra na maioria dos países mundo afora é especializada. Existem empregos nas mais diversas áreas, mas uma boa formação, especialização e experiência de trabalho são essenciais na hora de concorrer a vagas como estrangeiros. É comum que as empresas dêem preferência ao trabalhador nativo do que a um estrangeiro, por isso é preciso ter um diferencial na sua formação ou atividade profissional para se destacar no mercado. Especialize-se e tenha um bom (e bem feito!) currículo em inglês. Não sabe como fazer um bom currículo em inglês? Confira aqui.

5. Tenha perfil em redes de contatos profissionais

Para quem procura uma vaga de emprego no exterior, é muito importante ter um perfil organizado e atualizado em redes sociais profissionais como o Linkedin.  Essa é uma rede social voltada para a formação de networking e contatos de trabalho, desta forma, os empregadores poderão conhecer um pouco mais sobre sua experiência, mesmo à distância.

Adicione empresas e pessoas do país onde pretende trabalhar à sua rede de contatos. Além disso, lembre-se que hoje em dia o Facebook e o Skype são usados como forma de comunicação muito além do entretenimento. Você pode fazer contatos pela sua rede, e facilitar o contato com pessoas do ramo e até empresas através do seu perfil. Lembre-se de ter um perfil profissional para construir relações. Fazer entrevistas por Skype também é muiot comum nesse processo de candidatura a vagas no exterior.

6. Se possível, vá ao país primeiro

Você só vai saber se vai se adaptar a um país chegando lá. E até mesmo na vaga de emprego, é preciso além de pesquisar muito sobre a empresa, ver se vai se adaptar ao novo ambiente de trabalho. Se for possível, viaje para o país antes de fechar o contrato com a empresa. Se tiver oportunidade de ir pessoalmente para fazer uma pesquisa exploratória não hesite. 

7. Com indicação fica mais fácil

Em todo lugar do mundo, uma indicação facilita a entrada de um funcionário na empresa.  Se você conhece alguém da empresa ou área onde quer trabalhar, verifique a possibilidade de conseguir uma indicação. Para receber um estrangeiro, a indicação indica confiança e isso aumenta suas chances. Avise à família e amigos da sua vontade de trabalhar no país escolhido que normalmente aparece alguém para dizer “tem uma prima da meu amigo que mora lá”, tem brasileiro em todo canto do mundo. Se não for seu caso, faça amizades nas redes com pessoas da sua área no local, há diversos grupos no Facebook de brasileiros em diversos países, e sempre há alguém disposta a ajudar.

8. Procure saber sobre vistos e passaporte

Se você não tem passaporte, procure saber os procedimentos para tirá-lo.  Depois procure saber sobre vistos. Cada país tem um procedimento diferente para emissão do visto e os preços também variam. Alguns são mais complicados, como o dos EUA,  e em outros países nem o passaporte é preciso.

Site para procurar vagas no exterior

Conheça alguns sites confiáveis na busca de emprego no exterior. Todos anexam currículos em inglês.

Atenção: Seja honesto consigo mesmo e procure vagas para o perfil do seu currículo. Não adianta inventar qualidades e habilidades no currículo se você não está preparado. É melhor investir em capacitação e experiência para conseguir uma vaga qualificada no exterior, ir morar fora para uma vaga pouco promissora pode ser arriscado.

Brasileiros demonstram vontade de imigrar

Segundo pesquisa realizado pela empresa da Catho, 76% dos brasileiros aceitariam morar no exterior por uma proposta profissional. Sendo que 34,2% aceitariam se representasse uma boa oportunidade de desenvolvimento, mesmo que sem a promessa de uma promoção, 33,2% aceitariam mediante promoção e 8,5% iriam mesmo sem nenhum outro benefício associado.

Comece a estudar inglês e ganhe um vale compras de R$250 nas Americanas.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar