Como abrir uma loja de roupas na sua cidade

Veja como abrir uma loja de roupas em sua cidade e quais os custos que este segmento de negócio pode exigir do empreendedor de primeira viagem.

Como abrir uma loja de roupas na sua cidade
Veja os custos e processos necessários para ter um negócio de sucesso

Para abrir uma loja de roupas o mercado exige, além de investimento financeiro, muita pesquisa e empenho em se manter atualizado para continuar lucrando. Tais conhecimentos devem abranger as tendências ditadas por grandes confecções, estações do ano e imposições padronizadas pelo mundo da moda. No entanto, ainda que manter-se atento a todas essas questões, ao informar-se sobre como abrir uma loja de roupas, o interessado verá que este pode ser um negócio muito rentável, uma vez que costuma gerar boas margens de lucro e clientela sempre presente, mesmo em tempos de crise.

Como montar o seu próprio negócio do zero e com pouco dinheiro

Como abrir uma loja de roupas em sua cidade?

Ciente das responsabilidades e de estar sempre antenado nas novidades do segmento, o interessado em saber como abrir uma loja de roupas deve se atentar a uma série de processos para dar os passos certeiros ao sucesso. Veja como e pode onde começar.

Público Alvo

O primeiro passo para quem está pensando em ingressar nesse ramo é definir quem é seu público alvo e qual(is) estilo(s) de roupas irá abranger. Essa etapa é de extrema importância e irá ditar uma série de outras decisões futuras.

A escolha pode ser baseada, principalmente, de acordo com o público que o empresário costuma ter mais contato, mais conhecimento ou que possui maior procura na cidade em questão. Como exemplo, podemos citar as modas praia, infantil, íntima, gestante, masculina, feminina, low cost e até mesmo vertentes mais afuniladas, como moda evangélica, roupas indianas, moda surf, entre outras.

Com as opções de segmento em mente, passamos também para uma avaliação mais profunda, baseada no perfil deste público alvo. Nesta parte do processo, determinamos a abordagem, levando em consideração o perfil social (classes A, B ou C), marcas abrangidas por estes grupos, qual a localidade em que se concentram em maior número e em qual região costumam fazer suas compras.

Os passos anteriores irão auxiliar a definir o tipo de roupa que a loja irá vender e o mix que irá compor. Isso é importante para não cair nos erros como o de diversificar demais o seu catálogo. Mesmo que essa pareça ser uma boa ideia, a falta de um nicho pode gerar uma maior dificuldade de gerenciamento de estoque ao iniciam negócio, também limitando as chances de criar competitividade em determinados setores.

Procure também evitar a concorrência inicial com grandes redes já consolidadas no mercado, as quais possuem poder de barganha muito maior. Foque-se em um público rentável e que possua interesse e poder aquisitivo para adquirir seus produtos com a menor concorrência possível.

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

O Ponto Comercial

A escolha do ponto comercial para abrir a loja é o próximo passo. Agora que toda a informação foi reunida e o público alvo definido, o local escolhido deve ser estratégico, ficando acessível aos hábitos de seus consumidores, tanto em visibilidade quanto em acesso ao estabelecimento; seja a pé, de carro (observar estacionamentos próximos) ou transportes públicos. Tudo isso deve ser pesado com a possível presença de concorrentes muito próximos ao negócio.

Uma boa maneira de avaliar um ponto comercial é realizar diversas visitas à região pretendida em vários dias da semana, alternando os horários; dessa maneira podemos observar o fluxo de pessoas que passam pelo local e constatar se o resultado corresponde aos seus estudos referente ao público alvo.

Caso exista concorrência na região escolhida, analise muito bem o número de lojas competidoras presentes nas proximidades, estude o volume de vendas de tais estabelecimentos e o quão representativo eles são para o público alvo pretendido pelo novo empreendimento. Aproveite para observar possíveis erros e acertos da concorrência.

Planejamento Financeiro

O planejamento financeiro pode ser a etapa mais complicada deste processo de como abrir uma loja de roupas. A pesquisa anterior sobre o ponto comercial nos dará algumas estimativas da expansão do mercado, da porcentagem ocupada pela concorrência e do volume de vendas que podemos alcançar. Já o próximo passo consiste em levantar os custos e ter uma previsão se teremos o lucro pretendido ou prejuízo.

O investimento inicial é bastante complicado de se estimar, pois as variáveis são muitas, como público alvo, localização e dimensões do ponto comercial, decoração, publicidade, etc. Porém, alguns pontos são padronizados para praticamente todas as lojas e já podem ser incluídos nas despesas, como itens referentes à instalações, sendo eles: mobiliário como cadeiras, mesas, arquivo para material de escritório, prateleiras, estantes, expositores, balcão de atendimento, manequins, provadores e eletrônicos, como telefone, computadores e softwares de gestão empresarial e emissão de cupons fiscais.

Também deve-se incluir nos gastos iniciais a compra do primeiro estoque e o capital de giro referente aos primeiros meses (já contabilizando seus custos com publicidade). A divulgação da loja não deve ser deixada de lado e nem adiada, sendo obrigatório que ela faça parte do plano de negócios desde o início. No mercado de roupas umas das estratégias é manter ações de marketing agressivas, de forma que elas estejam sempre aos olhos dos clientes.

Apesar de todas estas variáveis, o custo médio da abertura de uma loja de roupas na cidade de São Paulo, por exemplo, fica entre os R$ 100 mil e R$ 200 mil. No entanto, levando em consideração toda a variação entre custo em locações, estoques, públicos alvo, entre outros, chega a ser possível abrir uma loja de roupas até mesmo com um capital em torno dos R$30 mil.

Encontre a conta bancária ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar