As 5 cirurgias plásticas mais baratas no Brasil

Cada vez mais pessoas têm recorrido a procedimentos cirúrgicos para dar aquele upgrade no visual. Conheça as cirurgias plásticas mais baratas que fazem a cabeça dos brasileiros.

As 5 cirurgias plásticas mais baratas no Brasil
Lipoaspiração está entre as cirurgias plásticas mais baratas e populares

Nos últimos anos, a medicina estética está em verdadeira efervescência. Aumenta a procura e, consequentemente, a oferta. Por isso, a lista de cirurgias plásticas mais baratas é também a das mais populares realizadas no Brasil.
 

FIQUE DE OLHO:
Se você planeja fazer uma cirurgia plástica mas não tem dinheiro para isso, o E-Konomista sugere uma simulação gratuita de crédito pessoal. Faça já!

Hoje em dia já é possível inclusive fazer financiamentos do procedimento cirúrgico e as condições são mais facilitadas. Mas atenção, cirurgias plásticas mais baratas que o normal e que parecem boas demais pra ser verdade podem representar também um grande risco à saúde.

 

Os preços das cirurgias plásticas


1- Lipoaspiração

De R$ 1.800 a R$ 4.500

 

Dentre as cirurgias plásticas mais baratas essa é, provavelmente, uma das mais famosas também. O procedimento para aspirar excesso de gordura do corpo tem se tornado muito popular, para o bem e para o mal.

 

A lipoaspiração ou lipoescultura melhora os contornos do corpo eliminando a tal gordurinha localizada que, às vezes, não vai embora nem com 3 horas diárias de academia. Por esse motivo, é a queridinha no mundo das operações.

 

Também já tirou a vida de muita gente que fez o procedimento nas mãos de profissionais incompetentes ou em locais inadequados.

 

2- Otoplastia (Correção de orelhas de abano)

De R$ 2.500 a R$ 5.000

 

As cirurgias de correção também estão representadas entre as cirurgias plásticas mais baratas. Estão ligadas a questões estéticas mais básicas e menos a padrões ditados pela sociedade de consumo.

 

Quem nunca conheceu alguém famoso pelo tamanho das orelhas e o formato, digamos, nada discreto? A otoplastia serve mesmo para corrigir isso. É muito comumente realizada em crianças. A capacidade de recuperação e adaptação é maior nelas, inclusive.


É um procedimento relativamente simples, se comparado com os outros, mas requer cuidados específicos, uma preparação e tempo de recobro.

 

3- Rinoplastia (Cirurgia no nariz)

De R$ 2.500 a R$ 7.000

 

A rinoplastia é bastante comum e pretende basicamente harmonizar o nariz com o restante do rosto. Para isso, é feito um estudo e uma análise junto com o cirurgião. Ele levará em conta todas as dimensões da face para projetar uma alteração que não seja impactante, mas sim a mais natural possível.

 

Por insistência do paciente e alguma falta de ética profissional, existem alguns resultado aberrantes, mesmo no mundo das celebridades. O Rei do Pop, Michael Jackson, foi alvo de críticas durante muito tempo pelo nariz excessivamente arrebitado e afilado a custo de cirurgias.

 

4- Mamoplastia de aumento

De R$ 3.000 a R$ 7.000

 

Vamos falar de silicone? Sim! Essa é a moda das modas, a cirurgia das cirurgias. Deixa mulheres em todo mundo enlouquecidas com a possibilidade de ganhar uns números a mais no sutiã. Talvez há alguns anos não fosse, mas agora é uma das cirurgias plásticas mais baratas por conta do aumento da oferta.

 

A mamoplastia de aumento está relacionada com muita satisfação estética, mas também com um grande número de reclamações, problemas de saúde e até mortes. Por isso, vale sempre à pena investir mais em segurança do que pensar apenas no preço.

 

5- Abdominoplastia

De R$ 3.000 a R$ 9.000

 

Esse procedimento, além de remover o excesso de gordura, retira também a pele a mais que está na zona abdominal. Várias são as razões para esse acúmulo (gravidez, velhice, “efeito sanfona”) e a intenção é que, após a cirurgia (e o período de recuperação), a barriga ganhe um visual mais tonificado.

 

Mas não espere mágicas! A intervenção, se bem feita, é satisfatória, mas não substitui a perda de peso ou o exercício físico, complementa-os. A remoção de estrias também não está incluída no processo, a menos que se localizem na zona de pele a ser removida.

 


Antes e depois

Apesar de ser um grande feito o fato de aumentarem o número de cirurgias plásticas mais baratas, é preciso estar atento a certas questões fulcrais.
 

Primeiro, a busca desmedida por uma imagem ideal. Melhorar a aparência através de procedimentos cirúrgicos tornou-se mais fácil e muita gente não lida bem com isso. Vão além da necessidade e comprometem, acima de tudo, a saúde.

 

Como consequência disso, surgem profissionais dispostos a oferecerem o menor preço. Em muitos casos, esse é o barato que sai caro. O menor preço pode significar também material de menor qualidade, menos qualificação. Essa equação só pode implicar em mais risco. Por isso, tantas pessoas morrem em mesas de cirurgia.

 

Antes de fazer qualquer procedimento deste tipo, o melhor é estar informado, pesquisar e cercar-se de profissionais qualificados, de confiança e que ofereçam segurança ao paciente.

 


Em quem confiar

Com tanta oferta é difícil saber em quem confiar para fazer uma cirurgia plástica. Sabendo dessa dificuldade e dos recentes casos polêmicos envolvendo mortes em intervenções estéticas, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica divulgou uma lista de profissionais em todo país que são gabaritados e muito bem referenciados.
 

Você tem acesso à lista no site da SBCP


Não se esqueça, se você não tem dinherio para realizar a cirurgia, fazer um crédito pessoal pode ser a melhor opção. Simule gratuitamente por aqui! 


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar