As 5 cidades mais arborizadas do Brasil

Em levantamento feito pelo Censo do IBGE, o apontamento do índice das cidades mais arborizadas do Brasil levou a um resultado surpreendente. Veja quais são as vencedoras.

As 5 cidades mais arborizadas do Brasil
Conheça as cidades, com mais de 1 milhão de habitantes, mais arborizadas do país

Em levantamento realizado pelo Censo 2010 do IBGE, o foco principal foi apontar o índice das cidades mais arborizadas do Brasil, levando em consideração os municípios com mais de 1 milhão de habitantes. Como resultado, observa-se grandes centros que lidam sabiamente com a união da urbanização e plantio de árvores pelas vias públicas. Veja abaixo quais foram as vencedoras.

Qual a importância da arborização?

As cidades mais arborizadas do Brasil desempenham um papel de vital importância, principalmente quando falamos sobre os grandes centros urbanos. Com uma maior área verde na cidade, a temperatura é mais baixa, o que evita ilhas de calor, o que é frequentemente observado em grandes metrópoles com urbanização intensa, como São Paulo e Rio de Janeiro.

Conheça exemplos de municípios sustentáveis

Geralmente, as ilhas de calor são formadas em regiões onde há uma grande concentração de concreto, escassez de áreas verdes e níveis elevados de poluição. Este é apenas um dos motivos pelo qual a arborização é de grande importância para a população de uma cidade. O investimento em áreas verdes melhora a qualidade do ar, reduz a propagação do som, e diminui em cerca de 10%, o nível de material particulado.

No entanto, para uma cidade viver em harmonia com sua selva urbanizada é fundamental que ambos não entrem em conflito, exigindo frequente manutenção a fim de evitar curto-circuito nas redes elétricas de distribuição de energia, rompimento de cabos condutores, interrupções no fornecimento de energia, risco de morte de transeuntes, queima de eletrodomésticos e comprometimento da iluminação pública.

Por esse motivo a manutenção na arborização tem que ser constante por meio de podas, supressões, plantios e transplantios. Veja a seguir os cinco primeiros lugares em cidades mais arborizadas do Brasil, com planejamento e plantio funcional.

1º Goiânia

Segundo dados do IBGE, Goiânia detém 89,5% de arborização por cada 100 mil habitantes. São cerca de 950 mil árvores, de 382 espécies diferentes. Em Goiânia, além dos coloridos ipês, não é difícil encontrar os frondosos flamboyants, as grandes palmeiras imperiais e as sobreiras das sete-copas. Mesmo assim, o tipo mais comum é a monguba, com a sibipiruna e a guariroba na sequência.

A cidade também conta com ações ambientais como a criação das Áreas de Preservação Ambiental (APAs), sendo estes espaços para preservação e lazer da população. A AMMA (Agência Municipal do Meio Ambiente) do município conta também com um Plano Diretor de Arborização Urbana (PDAU). Trata-se de um documento que traça um diagnóstico preciso da arborização presente nas vias públicas da cidade (calçadas, ilhas, praças) e determina todas as diretrizes para o plantio, poda e retirada de árvores nessas áreas.

2º Campinas

Elaborado em 2013, Campinas possui um plano de arborização que visa plantar 365 mil árvores nas ruas para conseguir cumprir, até 2018, a meta de ter 100 árvores por quilômetro de rua. O plano de arborização prevê também a capacitação dos responsáveis pelo plantio, poda e manutenção e também obriga que novos empreendimentos apresentem e executem projetos de arborização do sistema viário, das praças e áreas verdes para receberem o Habite-se.

Em parceria com a Embrapa, a cidade lançou o Portal Árvores de Campinas, o qual apresenta um mapeamento detalhado da arborização viária, separado em árvores, arbustos, palmeiras e mudas plantadas em calçadas, canteiros centrais e rotatórias para consulta pública.

3º Belo Horizonte

Com espécies como o Alfeneiro, Bauhínia, Escumilha-africana, Espatódea, ipê rosado, magnólia, munguba, quaresmeira, sibipiruna e tipuana, Belo Horizonte também está entre as cidades mais arborizadas do Brasil, em quantidade de árvores e espécies. Conhecida também como a “Cidade Jardim” a capital de Minas Gerais também foi eleita como uma das cidades que mais cuida de suas árvores.

Cidades do futuro: grandes empreendimentos sustentáveis pelo mundo

O inventário de arborização urbana da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) estima em cerca de 465 mil o número de árvores em passeios. Desse total, 25% são frutíferas e próprias para consumo humano. As espécies mais comuns, em ordem de quantidade, são goiabeira, mangueira, limoeiro, pitangueira, romãzeira, amoreira, acerola, ameixeira, abacateiro e coqueiro.

4º Porto Alegre

Com praticamente uma árvore por habitante, estima-se que Porto Alegre possua um milhão e 300 mil árvores em vias públicas, cuja distribuição beneficia um número de pessoas ainda maior que o atingido pelos parques e praças.

A cidade conta ainda com outras particularidades, como o único registro da existência de árvores sobre uma ponte, como ocorre na Avenida João Pessoa, onde oito palmeiras-da-Califórnia foram plantadas em 1941 e já alcança aproximadamente 25 metros de altura.

Além do sistema de conscientização que a cidade traz com referência a arborização, Porto Alegre aborda também o Programa de Destinação Ecológica dos Resíduos de Poda.

5º Curitiba

Com cerca de 300 mil árvores localizadas em vias públicas da cidade, a Prefeitura de Curitiba investe no Plano de Arborização Pública, que consiste em ações preventivas que consistem na substituição de árvores desvitalizadas por espécies nativas e mais adequadas às áreas urbanas, bem como a manutenção permanente.

Casas ecológicas baratas: veja como ter a sua

O município também conta com um mapeamento das unidades e espécies em 23 bairros, onde técnicos verificam os parâmetros de cada árvore vistoriada, como diâmetro, altura, ramificações, ponto atingido pela copa (como linhas de alta tensão e baixa tensão, sinalização, postes, iluminação, semáforos), condições das calçadas e estado fitossanitário, que está relacionado à saúde da árvore. Com base na conclusão, elas mantidas, tratadas ou substituídas por exemplares mais compatíveis com a região.

As espécies selecionadas para compor a nova arborização são nativas, como Ipê, Pau-ferro, Quaresmeira, Dedaleiro, Sibipiruna e outras. Todas são mais resistentes a ataques de pragas e exigem menos manutenção.

As cidades com maior concentração de árvores

Outros dados relacionados às cidades mais arborizadas do Brasil foram retirados do Censo do Entorno do IBGE, e mostram o percentual de casas com uma árvore por perto dentro da cidade.

Entre as cidades que apresentaram maior concentração de árvores por domicílio, chegando a 100% podemos citar Santa Tereza do Tocantins, juntamente de demais cidades do Estado do Rio Grande do Sul (Benjamin Constant do Sul, Carlos Gomes, Cerro Branco, Coqueiro Baixo, Mariana Pimentel, Porto Vera Cruz, Santa Cecília do Sul, São Paulo das Missões, Tabaí, União da Serra e Vale do Sol), nove municípios no Paraná (Arapuã, Guaporema, Indianópolis, Lobato, Maraselva, Nova Aliança do Avaí, Porto Rico, Santa Inês e São Pedro do Paraná); quatro no Piauí (Arraial, Coivaras, Paquetá, Santana do Piauí); Joca Claudino, na Paraíba; General Carneiro, no Mato Grosso; e Cachoeira Dourada e Jaraguaçu, em Minas Gerais.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar