As 15 cidades da Europa mais baratas para visitar

Não, não é necessário gastar rios de dinheiro para conhecer o Velho Continente. Nestas cidades da Europa baratas é possível passear, comer bem e hospedar-se com pouco.

 

As 15 cidades da Europa mais baratas para visitar
Se a grana está curta, coloque uma das cidades mais baratas da Europa no roteiro

Todo viajante que se preze anda sempre fazendo contas para saber que destinos cabem no bolso. Na decisão e no orçamento conta sempre o tipo viagem que se está disposto a fazer, se será algo com mais luxo e conforto ou uma versão low cost. Ambos os perfis podem desfrutar bastante se decidirem ir a algumas das cidades da Europa mais baratas .

A maioria esmagadora das cidades mais baratas da Europa está localizada no Leste, em países pouco explorados e vistos com algum distanciamento dos destinos mais badalados. Mas, além de serem centros com uma vida cultural intensa, atrativos arquitetônicos e belezas naturais únicas, também possuem fáceis conexões para as metrópoles mais populares. Por esse motivo, acabam servindo de porta de entrada para o continente muitas vezes.

Para visitar sem gastar tanto

O E-konomista selecionou 15 das cidades da Europa mais baratas para ajudar quem quer montar um roteiro econômico na próxima viagem. Algumas, apesar de fazerem parte da União Europeia, mantiveram as suas moedas locais, o que, por si, já deixa os custos bem menores. Confira esses destinos incríveis sem precisar enxugar demais o orçamento.

15. Moscou (Rússia)

cidades da europa


Uma conhecida capital inaugura a nossa lista das cidades da Europa mais baratas. Famosa pela antiga centralização do poder soviético, Moscou é uma cidade moderna com transporte público muito barato, especialmente o metrô. É fácil locomover-se dentro dela e fazer ligação com outros lugares. Além disso, no geral, a alimentação tem um preço razoável. O Rublo russo encontra-se atualmente com uma cotação baixa, o que é muito favorável, turisticamente falando.

14. Bratislava (Eslováquia)

cidades da europa


Os próprios habitantes locais brincam com o desconhecimento em torno da peculiar Bratislava. A cidade é um tanto quanto esquecida nos roteiros turísticos convencionais. Para visitar os grandes castelos, reminiscências dos celtas e romanos, o visitante paga pouco em transportes e em acomodação. Uma diária de um hostel bem conceituado custa, em média, R$ 40. Apesar de usar o euro como moeda oficial, os preços são bem mais acessíveis que em outras cidades.

Conheça também: As igrejas mais lindas do mundo.

13. Vilnius (Lituânia)

cidades da europa


Se você nunca ouviu falar na capital da Lituânia não sabe o que está perdendo. Esta, que é uma das cidades da Europa mais baratas, tem também o maior centro histórico em estilo barroco do continente, classificado como Patrimônio Universal pela ONU. Além disso, conhecer atrações turísticas e hospedar-se por aqui sai uma bagatela. Como é um local pequeno e bastante acessível, pode-se fazer tudo à pé basicamente. Se você é fã de cerveja, ficará encantado com a oferta da bebida a preços baixíssimos.

Veja mais: 10 gestos e atitudes proíbidos no exterior.

12. São Petersburgo (Rússia)

cidades da europa


São Petersburgo já foi a cidade mais importante da Rússia. Com o posto sendo ocupado agora por Moscou, recebeu o título de capital cultura, e não à toa. O local onde Dostoiévski viveu toda a vida é também onde está localizado o imponente Hermitage, considerado o maior museu do mundo. Apesar da acomodação ser um pouco mais cara do que em outros lugares dessa lista, os gastos com transporte e alimentação são bem suportáveis.

Veja mais: 10 casas de escritores que você deve visitar.

11. Zagreb (Croácia)

cidades da europa


A maior cidade e capital da Croácia tem cara e jeito de cidade do interior. Apesar disso, há muito para fazer e ver. Não esqueça de passar pelo Mercado Dolac e conhecer o que de melhor é produzido e comercializado na região.Para os que curtem as memórias de uma dor de cotovelo, a mais recente atração é Museum of Broken Relationships (Museu das Relações Terminadas), com objetos pertencentes a ex-casais do mundo inteiro. Com a moeda local em baixa, o kuna, é possível hospedar-se e transporta-se a preços bem amigáveis.

10. Varsóvia (Polônia)

cidades da europa


Depois da ocupação nazista, a Varsóvia sofreu muito para se reerguer. Ainda hoje reflexos dessa reconstrução são visíveis, certas marcas precisa de cicatrizar apesar do tempo que passou e o turismo segue a passos lentos. Apesar disso, o país tem muito a oferecer e por isso está entre as cidades da Europa mais baratas. O sistema de transportes é bastante eficiente e acessível. Acomodações e alimentação também são para quem não quer gastar muito.

Leia mais: As viagens radicais mais desafiadoras.

9. Istambul (Turquia)

cidades da europa

 

 

Um belo exemplo disso é o Palácio Topkapi, antiga casa dos sultões. Hoje em dia, a capital turca é uma metrópole cosmopolita com o melhor a oferecer. Desfrutar da gastronomia local faz bem para o estômago e para o bolso, uma vez que as refeições saem bem em conta, assim como os passeios turísticos e transportes.

Veja também: Cenários de filmes famosos que você precisa conhecer.

8. Riga (Letônia)

cidades da europa


A Letônia adotou o euro há pouco mais de um ano. Vinda de uma economia um tanto quanto instável, ainda está em fase de transição. Entretanto, os preços “tourist friendly” praticados continuam. A mais moderna metrópole dos estados bálticos é também uma das da Europa cidades mais baratas. Transporte e hospedagem são custos que não pesarão no bolso de quem quiser fazer uma visita ao local.

7. Budapeste (Hungria)

cidades da europa


Em Budapeste é possível pernoitar em um hostel bastante agradável por cerca de R$ 20. Muito bom para começo de conversa, não é? Além disso, come-se muito bem pagando pouco e o transporte público é eficiente e barato. Precisa de mais algum motivo para ir dar uma espiada no Danúbio? A beleza do local é fantástica e as noites são intermináveis: sempre tem música tocando em algum lugar ou um bar aberto.

6. Sarajevo (Bósnia e Herzegovina)

cidades da europa


A memória da guerra ainda é muito recente e afasta um pouco os turistas. Por esse motivo, não há grande fluxo no destino que ainda tenta se reerguer transformando em atrações as lembranças desagradáveis. Explorar o local exige um orçamento bem suave, especialmente no que diz respeito a hospedagens.

Conheça as viagens de trens mais bonitas da Europa.

5. Cracóvia (Polônia)

cidades da europa


Certamente uma das primeiras coisas ressaltadas sobre a Cracóvia é que foi o local onde o papa João Paulo II iniciou a vida religiosa. Mas há muito mais para dizer, ver e conhecer sobre a cidade. Apesar do transporte público ser bom e econômico, aproveite para caminhar bastante, pois não há melhor forma de conhecer o local. A parte da gastronomia é a que mais se destaca nos preços baixos.

Ofertas de pacotes de viagem e hospedagem na palma da mão. Baixe o app grátis e fique de olho nas oportunidades!


4. Belgrado (Sérvia)

cidades da europa


Se existe um local capaz de renovar-se constantemente este é Belgrado. A capital sérvia está à frente do seu tempo em diversos pontos e oferece um variado leque de divertimentos aos turistas. Por cerca de R$ 16 é possível encontrar acomodação em um hostel bastante razoável. Transportes e atrações turísticas são igualmente baratos. Aproveite a vista o Parque Kalamegdan e não se preocupe com os preços.

Os melhores Cruzeiros do mundo, veja a lista! 

3. Sófia (Bulgária)

cidades da europa

 

 

2. Kiev (Ucrânia)

cidades da europa


Essa, infelizmente, talvez não seja a melhor altura para visitar a Ucrânia, em termos de segurança. A tensão política no território é grande e os conflitos são imininentes. Entretanto, foi essa mesma instabilidade que elevou a inflação e fez os preços descerem drasticamente. A cidade nunca foi exatamente cara, mas anda tudo ainda mais barato. Por dia, gasta-se em média R$ 75 reais, entre refeições, alimentação, deslocamentos e passeios.

Fuja da alta do dólar, veja destinos alternativos.

1. Bucareste (Romênia)

cidades da europa


Por fim, a primeira entre as cidades da Europa mais baratas  é a capital da Romênia. Há quem ame e quem odeia a “pequena Paris” por conta da diversidade um pouco chocante de estilos arquitetônicos. Certo é que, em meio a divergências e gostos particulares, esse é definitivamente um local que exige pouco do seu orçamento. As acomodações em albergues são bem em conta e estão a ganhar em qualidade. O mais caro são as refeições e, ainda assim, paga-se menos que em muitos outros lugares. 


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar