Celular, gasolina, arroz: veja quanto custavam vinte anos atrás

O artigo mostra os valores de alguns itens há 20 anos, compara a inflação e explica como era a relação entre o salário mínimo e os preços mostrados.

Celular, gasolina, arroz: veja quanto custavam vinte anos atrás
Descubra o quanto alguns produtos encareceram nesse tempo

A inflação está bem presente na vida dos brasileiros nos últimos anos, e quem fica responsável pela comprar da casa acaba percebendo isso bem de perto. Mas será que as mudanças de preços foram tão grandes assim? Para saber a resposta, fizemos uma lista com 10 itens e os seus valores há 20 anos. Confira as diferenças.

Qual era o preço nos anos 90?

Será que a alimentação básica era mais barata nos anos 1990 ou é mais fácil encher a dispensa hoje? E a gasolina, um tanque cheio era mais caro ou mais barato 20 anos atrás. Veja alguns valores na lista abaixo, de alimentos a itens eletrônicos. É importante ressaltar que os valores dos salários, tendo como base o salário mínimo eram bem menores. Ou seja, um valor que hoje pode parecer muito barato quando comparado com preços atuais acaba, na verdade, tendo quase a mesma proporção de hoje.

1. Arroz

Há 20 anos, um quilo de arroz custava R$ 0,64. Assim, um pacote de 5kg de arroz, o mais comum a ser comprado, saia pelo valor de R$3,20. Atualmente, o quilo do arroz custa aproximadamente R$3,00, o que faz um pacote como o citado sair por R$15,00.

2. Botijão de gás

Esse é um item mais que necessário para a cozinha e que sempre teve a fama de caro. Pois durante quase todos os anos 90, um botijão de gás R$ 5,00. É verdade que hoje grande parte do gás utilizado é encanado, mas os botijões ainda são comuns em muitas casas e saem pelo preço de R$50,00. Sim, 10 vezes mais caro que há 20 anos.

3. Carro

O Gol é considerado um carro popular, com preço acessível a boa parte da população. Em 1994, o Gol 1.000 custa R$7.243,00, o equivalente a 113 salários mínimos da época. Atualmente, a versão mais simples de um modelo Gol fica em torno de R$30.444, porém, apesar do aumento e R$23.201,00 no preço total do carro, o valor representa 42 salários mínimos atuais.

Despesas que você pode cortar se precisar de dinheiro até o dia 5

4. Celular

Se você acha o iPhone caro, imagina pagar R$2.000,00 por um celular StarTac, o modelo mais atual e compacto dos anos 1990. Opções como câmera, bluetooth, wifi, GPS nem existiam E a capacidade da agenda telefônica era para 100 contatos. Hoje, pelos mesmos R$2.000,00 é possível comprar um smartphone com muitas funções e de marcas consagradas.

5. Cerveja

Até o começo do ano 2000, uma lata de 350ml de cerveja Brahma R$0,57. Isso mesmo, menos que 1 real. Hoje, a mesma lata pode ser encontrada por R$2,49. Vale lembrar que a cerveja é um dos produtos que mais sofrem reajuste de preço durante todo o ano.

6. Dólar

Um dólar, um real. Quando o real ainda era uma jovem moeda no país, a taxa de câmbio era assim, bem proporcional. Nos últimos anos, depois de algumas altas e batendo o índice de R$4,00, o dólar baixou um pouco e, hoje, anda pela casa dos R$ 3,30. O que deixa as exportações mais caras.

7. Gasolina

Vilã no orçamento de muitas pessoas, a gasolina sempre é considerada um item caro. Há 20 anos, um litro de gasolina custava R$0,55, em média, considerando os valores em postos da cidade de São Paulo. O álcool, sempre um pouco mais barato, saía por R$0,44. Hoje, a gasolina varia entre R$ 3,049 e R$3,079, enquanto o etanol bate R$ 1,839. Ainda assim, o salário mínino da época comprava 117 litros de gasolina, Atualmente a mesma comparação equivale a 257 litros do combustível.

8. Leite

Um litro de leite integral poderia ser conseguido por menos de um real. Para ser mais exato, o litro de leite já chegou a custa R$0,59 centavos entre 1994 e 1996. Hoje, a mesma quantia do produto é comprada por R$3,79.

Feira ou supermercado? Veja o que compensa mais comprar em cada

9. Pão francês

Imagine pagar 10 centavos por um pãozinho francês? Essa era a realidade há 20 anos. Eram 10 pães por 1 real! Hoje o pãozinho é vendido por quilo, mas a média é que uma unidade saia por um pouco mais de 50 centavos. Já deixa o café da manhã mais caro.

10. Passagem de ônibus

Entre 1994 e 1996, a tarifa do ônibus metropolitano na cidade de São Paulo era de R$0,50. Hoje a passagem é adquirida por R$3,80.

​Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar