Por que você deve abandonar as cápsulas de café

Elaboradas com grãos selecionados, as cápsulas de café ganharam o gosto dos que prezam por extrema qualidade. Mas a natureza também paga a conta do cafezinho.

Por que você deve abandonar as cápsulas de café
O preço irreal das cápsulas de café e seu impacto na natureza.

As cápsulas de café já são uma espécie de maneira “top de linha” de beber café. Enquanto o cafezinho comum feito em cafeteira ou com filtro de pano parece ter se tornado bebida para classes menos favorecidas, na outra ponta está o café encapsulado e suas modernas e estilosas máquinas de preparo.

Não resta dúvida quanto ao seu sabor e qualidade, afinal, são produzidos a partir de grãos tipo exportação. O café expresso (ou espresso, ambas as grafias são corretas) reúne o melhor das qualidades do café justamente porque na sua composição não pode entrar um único grão defeituoso. Uma dose apenas de um café expresso precisa de 50 a 55 grãos torrados para ser preparado, todos eles torrados no ponto certo e perfeitos desde a colheita.

Mas consumir cápsulas de café tem um custo muito alto para o bolso e para o meio ambiente. Isso porque as cápsulas vazias não são nada fáceis de descartar.

Cápsulas de café agridem o meio ambiente

As cápsulas de café foram criadas nos Estados Unidos por John Sylvan, e por lá são conhecidas como K-Cups. Mal havia concebido a criação, John sentenciou que as cápsulas jamais seriam recicláveis. Por aqui, as cápsulas de café não são do tipo K-Cups, mas de marcas como Nespresso, da gigante da indústria alimentícia Nestlé.

Uma cápsula é composta por três tipos diferentes de material, alumínio, plástico e matéria orgânica. O que torna sua reciclagem impossível é justamente a segregação desses materiais. Seria um processo muito caro, e que não compensaria o esforço pelo retorno que traria. Considerando o fato não menos grave de que no Brasil a quantidade de resíduos efetivamente reciclado é ínfima, o incremento no consumo de café em cápsulas poderia causar sérios impactos negativos ao meio ambiente. A logística reversa (orientação para que as empresas providenciem formas de descarte para seus produtos usados), que faz parte da Política Nacional de Resíduos Sólidos, é seguida de forma muito precária. A Nestlé só disponibiliza 12 pontos de coleta de cápsulas vazias em todo o Brasil.

O custo das cápsulas de café

O blog Meu Café Gourmet fez um cálculo para avaliarmos o custo das cápsulas de café levando em consideração o quilo do produto. Considerando o valor de R$ 2,00 por cápsula para uma quantidade de 5 gramas de café, fazendo o cálculo por regra de três simples, chega-se ao exorbitante valor de R$ 400,00 o quilo de café. Refaça o cálculo com o valor de mercado de uma cápsula, e veja o custo por quilo daquele café saboroso, mas que custa caríssimo para o consumidor e mais ainda para o meio ambiente.

Numa rápida estimativa, um quilo de café comum, no supermercado, custa hoje, em média, R$ 10,00. Com cerca de 4 colheres de sopa (cerca de 50 gramas), faz-se na cafeteira uma jarra que serve 14 cafezinhos. Ou seja, um quilo de café será o bastante para fazer 280 cafezinhos. Estimando o custo de R$ 25,00 para uma cápsula Nespresso, para fazer 280 cafés, teremos o valor de R$ 7.000,00. Café caro esse, não?

Outras maneiras de fazer café

Felizmente, os fãs de café em cápsulas não precisam entrar em desespero, caso façam a escolha certa em abdicar do exorbitantemente caro prazer. Algumas formas de preparar café tão saborosas quanto o de cápsulas são:

  • Filtro de pano: o tradicional café da vovó pode ser feito num conjunto a módicos R$ 15,00, aproximadamente;
  • Filtro de papel: se a opção for pelo filtro de papel (R$ 5,00 em média, tamanhos 102 ou 103), deve-se ter um suporte (R$ 9,90) para despejar a água quente direto na garrafa térmica (R$ 35,00);
  • Cafeteira Italiana: talvez a opção mais próxima do café em cápsulas, ideal para quem aprecia café forte, custa cerca de R$ 33,00;
  • Cafeteira elétrica: com preços entre R$ 60,00 e R$ 180,00 é possível adquirir uma cafeteira elétrica novinha.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar