Aplicação de Botox para enxaqueca: eficácia comprovada pela ciência

Recomendada para adultos que sofrem da doença crônica, o tratamento com Botox para enxaqueca é capaz de reduzir as crises de dor de cabeça. Descubra como!

Aplicação de Botox para enxaqueca: eficácia comprovada pela ciência
O tratamento é indicado para quem sofre de enxaqueca crônica

Cerca de 30 milhões de brasileiros sofrem de enxaqueca, doença crônica caracterizada por crises de dor de cabeça intensas e pulsantes, acompanhadas de náusea, aversão à claridade e barulhos, alteração no humor e hipersensibilidade. As crises podem durar de quatro a 72 horas e o paciente que sofre da doença sente uma diminuição na qualidade de vida.

Felizmente existe tratamento para diminuir o número de crises, realizado com a toxina botulínica – mais conhecida como Botox. A eficácia do tratamento já foi comprovada e desde junho de 2011 a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) permite o uso do Botox para enxaqueca crônica em adultos.

Botox para enxaqueca funciona?

A Anvisa considera como pessoas com enxaqueca crônica aqueles que apresentam dores de cabeça em mais de 15 dias no mês e cujas crises durem, em média, quatro horas cada. São essas pessoas que estão aptas a receber o tratamento com toxina botulínica (ou Botox para enxaqueca), já que a mesma não demonstra eficácia em casos de dores de cabeça ou enxaquecas esporádicas.

O funcionamento é simples: a toxina botulínica atua nos receptores neuromusculares e inibe a saída de um neurotransmissor responsável pela contração dos músculos. Dessa forma o músculo se paralisa e elimina os focos de dor.

As injeções são aplicadas em áreas que geralmente sofrem com a contração muscular, como a frontal (testa), temporal (têmporas), parietal (atrás da cabeça) e occipital (pescoço). O uso constante de remédios pode diminuir a eficácia do efeito ao longo do tempo, enquanto o Botox tem efeito que dura de quatro a seis meses.

A principal vantagem do uso do Botox para enxaqueca são os efeitos colaterais, considerados bem menores do que os causados pelo uso de remédios. Os pacientes costumam apresentar efeitos colaterais menores que o do uso de remédios, como enfraquecimento muscular temporário, dores no pescoço e queda na pálpebra.

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina de Wiscosin, nos Estados Unidos, se baseou em 27 estudos sobre os efeitos do Botox para enxaqueca em 5.313. O tratamento surtiu efeitos de leves a moderados em quem sofria de enxaqueca crônica, com mais de 15 crises por mês.

Os pacientes que sofriam de enxaqueca crônica relataram ter, em média, de 17 a 20 crises por mês. Após 12 semanas de aplicação do Botox para enxaqueca eles relataram ter duas crises a menos todos os meses.

Quanto custa a aplicação do Botox para enxaqueca?

O tratamento com Botox para enxaqueca é simples, indicado para pacientes que sofrem mais de 15 crises por mês e apresenta poucos efeitos colaterais. A desvantagem, porém, está no preço. Cada aplicação custa entre R$ 800 e R$ 1.200 e o efeito dura de quatro a seis meses, o que torna seu custo ainda mais alto.

É recomendado o tratamento apenas em casos crônicos, já que casos isolados e espaçados de dores de cabeça e enxaquecas podem ser tratados com remédios ou recursos alternativos. Aplicações em um período menor que quatro meses podem fazer com que o corpo crie anticorpos que tornem o tratamento ineficaz.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar