O que fazer em Bonito - Mato Grosso do Sul

As belezas e atrações da exuberante cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul. O que fazer, como ir e qual o custo da visita a região.

O que fazer em Bonito - Mato Grosso do Sul
Um paraíso mais que bonito, encantador!

Em Mato Grosso do Sul, a 300 quilômetros da capital Campo Grande está localizada a cidade de Bonito, que como o próprio nome já diz, é uma das áreas mais belas e preservadas do país, com fauna e flora exuberantes e muito bem preservadas.

Com 40 tipos diferentes de atrações de contato direto com a natureza a cidade foi eleita, em 2013, o melhor destino de turismo responsável do mundo recebendo o prêmio World Responsible Tourism Awards, na Feira World Travel Market, em Londres. E por essas e outras atrai um grande número de turistas do Brasil e do mundo em busca das flutuações, balneários e tantas outras experiências em água cristalina ou de contato direto com a fauna da região.

Passeios em Bonito e região

A grande vantagem de Bonito em relação a grande parte das cidades turísticas do país é justamente o fato de ser pequena, e talvez por isso seja tão organizada. Das ruas limpas aos diversos serviços (cotidianos ou turísticos), é tudo bem estruturado.

Os turistas que visitam a região buscam principalmente as flutuações - atração que mais representa a cidade em quaisquer informativos turísticos - no Rio da Prata e Rio Sucuri. Com guia e equipamento (traje de neoprene, pé de pato e snorkel) as pessoas são conduzidas numa leve trilha pela mata até o rio é então tem a incrível experiência de observar uma variedade imensa de espécies aquáticas enquanto é levado pela correnteza. A flutuação é assim chamada pois, como em toda atração em Bonito, a preservação do meio ambiente é primordial, então é proibido tocar os pés no fundo do rio (embora o fundo fique muitas vezes a menos de um metro de distância do seu corpo) a fim de evitar que a água fique turva na mistura com a terra.

Startup Pack Up + Go vende pacotes de viagem com destino surpresa

Dentre os 40 atrativos há ainda mergulho em caverna, rapel, bóia cross, rafting, visita a balneários, Buraco das Araras (trilha repleta de inúmeras espécies - que muito provavelmente você encontrará também pelas ruas de Bonito), stand up paddle, cavalgada e ainda a famosa Gruta do Lago Azul (formação rochosa espetacular com um belo lago de cor azul vibrante no fim de seu trajeto).

Para realizar qualquer um dos passeios basta buscar alguma das agências do centro da cidade e solicitar o serviço, ou mesmo dentro do próprio hotel ou hostel, já que alguns oferecem o serviço de reserva, transporte e orientação de passeios. Os preços das atrações são tabelados e muitas vezes incluem refeições, porém o transporte não está incluso no valor e dependerá do número de visitantes que farão o passeio no mesmo dia e hora para que esse valor diminua - se possível, alugar um carro durante os dias em que estiver em Bonito, é a melhor e mais econômica opção.

No centro da cidade, especialmente à noite, há outras atrações como bares e restaurantes - dentre eles o famoso Taboa com seu tererê (bebida típica da região) e até mesmo o Projeto Jibóia que inicia suas apresentações no período noturno.

Quanto custa a viagem

Para chegar a Bonito é necessário pegar um vôo até Campo Grande (R$267,00 partindo de São Paulo, no fim de agosto), de lá transporte para cidade de Bonito (a partir de R$80,00 o trecho, ônibus, fretado ou carro alugado). Há hospedagens de vários tipos e valores mas a partir de R$33 a diária já é possível encontrar ótimas instalações.

Portanto, uma viagem de 7 dias (em agosto) a Bonito com passagens aéreas (partindo de São Paulo) e rodoviária mais hospedagens inclusas custará a partir de R$625,00.

A melhor época pra conhecer a região é entre os meses de dezembro e março, porém para todas as épocas há passeios que se podem ou não realizar o que faz com que independente do momento haja algo inédito para conhecer.

*Valores pesquisados nos sites Skyscanner, Hostelworld e Bonito Tour, em julho de 2016.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Tabata Franco Tabata Franco

Paulistana, formada em Comunicação e Multimeios e em Produção de Áudio e Vídeo. Transita por produções e projetos nas áreas de cinema/vídeo, fotografia, redação e artes em geral. Comunicativa, ama a palavra, se encanta pelas linguagens.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar