As 12 bebidas que fazem mais mal ao corpo

Saborosas, refrescantes, populares, mas um risco iminente à saúde. Conheça as 12 bebidas mais perigosas para consumo no dia a dia e quais seus riscos.

As 12 bebidas que fazem mais mal ao corpo
Conheça as bebidas alcoólicas e não alcoólicas mais nocivas à saúde.

Repleta de opções para diferentes públicos e objetivos, a indústria de bebidas permite matar a sede, reidratar após atividades física, ter mais energia e manter-se acordado, podendo até mesmo ter finalidades relaxantes, estimulantes e “sociais”, como no caso das bebidas alcoólicas. Mas o fato é que muitas destas variações refrescantes e saborosas podem parecer totalmente inofensivas a primeira impressão, mas na realidade escondem uma agressão muito maior do que se espera à nossa saúde, seja a curto ou longo prazo.

As bebidas mais perigosas que ingerimos no dia a dia

Algumas bebidas presentes em nosso cotidiano podem representar uma ameaça bem maior do que se imagina, sendo responsáveis por diversos quadros inflamatórios, obesidade e até mesmo propensões ao câncer e envelhecimento precoce; veja quais são elas.

1. Sucos industrializados: Mesmo sendo classificados como sucos - o que a princípio poderia dar a impressão de serem uma opção saudável -, a maioria destas bebidas industrializadas possuem uma alta dose de açúcares adicionados. Essa carga é tão grande que pode até mesmo ser comparada à quantidade presente nos refrigerantes, em alguns casos até maior. Além disso, também possuem uma série de aditivos que podem ser tóxicos ao organismo como aromatizantes, sódio, emulsificantes, estabilizantes, acidulantes e flavorizantes;

2. Refrigerante: o refrigerante já um velho conhecido como uma bebida altamente prejudicial, além de possuir uma série de substâncias nocivas à saúde, sendo esta produzida em doses cavalares de açúcar. Mesmo com toda a carga calórica fornecida pela presença do açúcar, o refrigerante não proporciona saciedade, sendo este um dos principais causadores da obesidade. Conservantes, espessantes, acidulantes, corantes, entre demais componentes também agravam essa condição perigosa da bebida;

GANHE
UM INCENTIVO EXTRA PARA ficar mais bonita
veja mais

3. Refrigerante diet: Mesmo que livre da adição de açúcares, o refrigerante diet utiliza uma série de adoçantes artificiais como o álcool de açúcar em sua composição, os quais podem interferir nas bactérias naturais do intestino, por exemplo. Além disso, a bebida pode ainda trazer problemas metabólicos, pois interferem na regulação natural da saciedade, fazendo com que o corpo libere insulina para metabolizar um açúcar que não está realmente presente; tal reação pode levar a um acúmulo excessivo de gordura na região abdominal, bem como um risco mais alto de diabetes tipo 2;

Alguns estudos ainda afirmam que as altas quantidades de ácido fosfórico presentes nas bebidas diet podem acelerar o envelhecimento. Há também a possibilidade de promover um desgaste prematuro do esmalte dos dentes;

4. Energético: Uma bebida que se popularizou muitos nos últimos anos, os energéticos podem ser mais agressivos do que se imagina. A começar pela alta quantidade de açúcar presente - fato que pode ser ainda mais prejudicial quando somadas às altas concentrações de cafeína -, a bebida afeta diretamente o sistema nervoso, acelerando os batimentos cardíacos, podendo causar desidratação excessiva e a perda de muitos nutrientes solúveis em água. Os efeitos combinados da bebida podem levar a quadros de insônia e ansiedade crônica;

5. Água com sabor: Apesar de serem rotuladas como água, a maioria passa longe de ser apenas isso, não devendo ser consumidas livremente como a água natural. Muitas possuem a adição de açúcares, bem com conservantes e outras substâncias prejudiciais à saúde;

6. Bebidas muito quentes: Algumas pesquisas recentes da Organização Mundial da Saúde indicam que o consumo de bebidas muito quentes pode estar associado ao câncer de esôfago. O estudo se refere ao consumo de bebidas em temperaturas abusivas, como é o caso de algumas bebidas consumidas na China, Irã e Turquia, e no caso do mate na Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, onde são consumidos a temperaturas de ao menos 70 graus Celsius.

Bebidas Alcoólicas

As bebidas alcoólicas já são grandes conhecidas entre as que mais causam prejuízos à saúde. Apesar de proporcionarem uma sensação momentânea de bem-estar, as bebidas alcoólicas costumam trazer uma série de substâncias químicas geradas no processo de produção que são tóxicas ao organismo e contribuem para a famosa ressaca. O álcool ainda é um componente altamente hepatotóxico, levando a degradação celular, envelhecimento precoce e comprometimento das funções do fígado.

7. Margaritas: as Margaritas, além de levar aos malefícios já presentes no consumo do álcool, ainda trazem grandes quantidades de açúcares e doses extras de sal, o que irá ocasionar em uma maior retenção de líquidos e inchaço;

8. Mojitos e outros drinques adocicados: além do álcool, aqui existe o risco do alto consumo de açúcar, o qual combinado com outros carboidratos pode levar a um quadro de inflamação sistêmica e diversos danos celulares;

9. Bebidas escuras (rum, uísque, tequila): essas bebidas apresentam diversos aditivos e uma alta quantidade de congêneres, substâncias as quais promovem uma alta degradação celular, aceleram o envelhecimento e contribuem para uma sensação de ressaca mais intensa;

10. Cerveja: a cerveja é uma bebida alcoólica rica em açúcares e sal, combinação que ocasiona um desequilíbrio metabólico, contribuindo para o aumento do acúmulo de gordura abdominal e promovendo altos índices de desidratação, causado sintomas como olhos inchados e pele cansada;

11. Vinho branco: além de ser responsável por um aumento considerável do apetite, o vinho branco possui uma grande quantidade de álcool, além do açúcar e sal, trazendo os mesmos riscos das demais bebidas, podem sem nenhum dos benefícios que o vinho tinto pode compensar;

12. Vinho tinto: o vinho tinto é conhecido por uma série de benefícios à saúde, como a presença de alguns antioxidantes. Porém, é preciso lembrar que este não deixa de ser uma bebida alcoólica e que traz alguns problemas quando consumidos por determinados grupos de pessoas; ele é uma das bebidas mais prejudiciais a quem tem problemas de pele rosácea, por exemplo. Em alguns indivíduos, a bebida pode ocasionar uma grande liberação de histamina, o que culmina em um aumento da vermelhidão e dos sintomas da ressaca.

Fique em forma e com saúde como você sempre quis. Veja como é fácil.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar