Os assuntos mais buscados pelos brasileiros na internet em 2015

Sobre quais temas os brasileiros mais procuraram informações no Google esse ano? Veja a lista dos assuntos mais buscados de 2015.

Os assuntos mais buscados pelos brasileiros na internet em 2015
Veja quais os assuntos mais buscados no Google Brasil esse ano

O Google Trends divulgou recentemente as buscas mais realizadas no portal de buscas mais famoso do mundo, o Google,  no ano de 2015 pelo Brasil e pelo mundo. Quer saber o que mais intrigou os brasileiros e fez com que muita gente fosse perguntar ao Google em cada mês? Confira os assuntos mais buscados no nosso país.

As palavras que surgiram com a internet

Assuntos mais buscados no Google Brasil em 2015

Confira os principais destaques nas buscas do site dentro do país.

Dezembro - Star Wars (155 mil pesquisas)

A estreia de Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força marcada para esse mês movimentou o Google e gerou uma reação mundial de ansiedade e suspense pelo seu lançamento.
O primeiro trailer oficial lançando no mês de outubro bateu recorde de público e é um dos trailers de filmes mais vistos de todos os tempos.

Novembro - Paris e Mariana

Paris sob ataque (897 mil pesquisas)

Os ataques acontecidos na sexta feira, 13 de novembro, viraram as atenções e as pesquisas do Google todas para Paris. No item “Interesse de pesquisa sobre os ataques em Paris no Brasil”, o Estado que mais fez buscas sobre o assunto no país foi o Amazonas, seguido do Rio Grande do Norte, Paraíba e Mato Grosso.

Desastre em Mariana (14 milhões de pesquisas)

Novembro foi um mês intenso, infelizmente por 2 motivos tristes. Em 5 novembro, o rompimento das barragens da Vale/Samarco devastou uma cidade inteira em um dos piores acidentes ambientais da história do Brasil. Os Estados brasileiros que mais buscaram informações sobre o desastre no Google foram: Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro, nessa ordem.

Outubro – Meu Primeiro Assédio (11 milhões de pesquisas)

O programa de culinária MasterChef Júnior Brasil foi ao ar em outubro pela Rede Bandeirantes e apresentou crianças que cozinham. A menina Valentina Schulz, de 12 anos foi alvo de internautas que postaram comentários inapropriados e de assédio nas redes, principalmente no Twitter. A reação on-line foi de repúdio em todo o país, e a ONG Think Olga iniciou o movimento com a #MeuPrimeiroAssédio. Mulheres do país todo postaram, com a hashtag, histórias próprias de abusos sofridos na infância/adolescência. Os Estados que mais buscaram informações sobre o tema foram: Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, nessa ordem.

Os programas de maior sucesso na TV brasileira em 2015

Setembro – A economia do Brasil está com problemas (18 milhões de pesquisas)

Aumento da inflação e desemprego afetam brasileiros que enfrentam problemas econômicos.  Os principais temas buscados foram sobre inflação, desemprego, economia e PIB.

  • Os Estados que mais buscaram sobre inflação: Roraima, Amapá e Tocantins
  • O Estado que mais buscou sobre desemprego: Acre
  • Os Estados que mais buscaram sobre economia: Minas Gerais, Paraíba e Rondônia
  • Os Estados que mais buscaram sobre PIB: Paraná e Amapá

Agosto – Crise Migratória (23 mil pesquisas)

A crise de imigrantes refugiados vindos da Síria para a Europa mobilizou pesquisas no mundo inteiro. O tema vinha sendo recorrente em pesquisas desde abril e atingiu auge no Brasil em agosto. Os Estados do Brasil como um todo fizeram pesquisas sobre o tema, quem mais teve destaque foi São Paulo.

Julho – O leão Cecil, a morte de um ícone (32 mil pesquisas)

O leão Cecil era atração local em Zimbábue e objeto de estudo e monitoramento da Universidade de Oxford. Ele foi morto por um caçador amador em 1º de julho de 2015, o que chamou a atenção da mídia internacional. Observação: as pesquisas pelo leão foram superiores à da restauração da diplomacia entre Cuba e Estados Unidos, ocorrido no mesmo mês (que teve 27 mil pesquisas). No Brasil, o Amazonas e o Rio Grande do Sul foram os Estados que mais pesquisaram sobre a morte do leão.

Junho – Corrupção na Petrobrás (52 milhões de pesquisas)

As denúncias de corrupção na Petrobrás tomaram os noticiários, geraram protestos, revolta política e muitas pesquisas no Google Brasil. Foi o tema com maior pesquisa de todo o ano. As palavras mais buscadas foram “Operação Lava Jato” e “Petrobras”. Os Estados que mais buscaram informações foram: Alagoas, Roraima, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

As estreias de séries em 2016

Abril – Terremoto no Nepal (85 mil pesquisas)

O terremoto de magnitude 8,1 que sacudiu o Nepal, destruiu milhares de casas e causou um forte desmoronamento no Monte Everest e matou aproximadamente 9 mil pessoas mobilizou o mundo todo, que buscou no Google formas de ajudar. O terremoto do Nepal foi o segundo mais pesquisado da história, atrás somente do terromoto do Japão em 2011. No Brasil, Rondônia, Paraíba e Espírito Santo foram os Estados mais mobilizados em pesquisas no assunto.

Fevereiro – A cor do vestido (73 mil pesquisas)

Branco e dourado ou preto e azul? O tal vestido que uns viam de uma cor e outros viam de outra intrigaram pessoas do Brasil e do mundo. A discussão começou quando o casal escocês Grace e Keir Johnston pediu para a mãe dela mostrar uma foto do vestido que planejava usar no casamento da filha. O Brasil inteiro pesquisou sobre o assunto, mas os Estados mais interessados foram Tocantins, Piauí, Alagoas e Rondônia.

Veja aqui os detalhes de cada pesquisa com os resultados do Google Trends para o Brasil e para o mundo.


Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar