As áreas de trabalho com os piores salários do Brasil

Detentoras dos piores salários do Brasil, conheça as profissões levantadas pelo IBGE que, mesmo diante do desgaste e investimento do profissional, pagam mal.

As áreas de trabalho com os piores salários do Brasil
Os piores salários do Brasil vêm acompanhados de desgaste e insegurança

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

Ao escolher uma carreira a seguir, não deve-se levar em consideração somente o amor pela área de atuação, mas também pela capacidade que a nova formação terá de sustenta-lo após o ingresso no mercado. Detentoras dos piores salários do Brasil, as profissões listadas a seguir foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), levando em consideração o salário do cargo mais alto de chefia a remuneração do jovem recém formado.

Os cargos ideiais par quem quer ganhar dinheiro em 2016

Os piores salários do Brasil

Veja as médias salariais das 10 profissões com os piores salários do Brasil:

1º Professores em Ciências da Educação

Salário médio: R$ 1.878

Quanto o profissional ingressa na carreira de professor com uma formação em Pedagogia, por exemplo, onde existe uma abrangência em conhecimentos para o aprendizado do ensino básico, a média salarial é a mais baixa do ranking. 

2º Professores com especializações em matérias específicas

Salário médio: R$ 2.080

Em segundo lugar, temos os profissionais de matérias específicas para ensinos fundamental e médio, tanto de escolas públicas quanto privadas. Novamente, os responsáveis pela educação dos jovens brasileiros encabeçam os piores salários do país.

3º Professores de Disciplinas Profissionais

Salário médio: R$ 2.298
Não bastando os dois primeiros lugares em piores salários representados por profissionais da educação, os professores do ensino superior e profissionalizante também são detentores das menores remunerações do país.

4º Enfermagem

Salário médio: R$ 2.238
Ainda que o mercado esteja em alta para esses profissionais, os salários ainda estão entre os mais baixos do Brasil. 
Podendo variar de acordo com a instituição empregadora – hospitais, clínicas, home care, etc – os aumentos de salário na profissão dependem do grau de instrução, cargo e estado do país que atua.

5º Serviço Social 

Salário médio: R$ 2.416
Profissão que exige preparo acadêmico e emocional, os prestadores de serviço social podem atuar em cargos como Conselheiros Tutelares, Assistentes Sociais, Consultor ou Analista de Responsabilidade Social, entre outros, concursados ou não. A demanda é grande e o desgaste do profissional, idem. Porém, a remuneração não é compatível.

6º Farmácia

Salário médio: R$ 2.813
Com diferentes áreas de atuação e salários que podem variar, o Farmacêutico também pode atuar como Supervisor de Farmácia, Farmacêutico Hospitalar, Coordenador de Laboratório, Farmacêutico Industrial, entre outros. No entanto, a média de remuneração não se altera significativamente de um cargo para outro.

7º Vendas no atacado e varejo 

Salário médio: R$ 3.009
Com seu salário composto por uma média fixa e comissões, na grande maioria dos casos, os vendedores detém não só um dos piores salários do Brasil, mas uma jornada de trabalho estressante, longa e competitiva.

8º Psicologia

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
O E-Konomista não brinca em serviço, e vai te ajudar a encontrar a oportunidade certa. Faça o cadastro gratuitamente e receba vagas no Brasil e no exterior.

Salário médio: R$ 3.169
Podendo atuar como Psicólogo Social, Escolar, Clínico, Organizacional, Hospitalar, entre outros, os psicólogos, mesmo com a necessidade do preparo acadêmico e, principalmente, a estabilidade emocional, possuem um dos piores salários do Brasil, podendo variar de acordo com a área escolhida.

9º Jornalismo e reportagem

Salário médio: R$ 3.249
Com tato investigativo e capacidade para reproduzir as informações coletadas em forma de palavras escritas ou faladas, os jornalistas se veem em uma das profissões mais desgastantes, arriscadas e com um dos piores salários do país, levando algum tempo de carreira e uma boa dose de sorte e contatos para uma ascensão mais valiosa.

10º Gerenciamento e Administração 

Salário médio: R$ 3.275
Com uma ampla gama de atuações, os gestores e administradores podem não serem donos dos melhores salários, mas estão em alta, podendo conquistar cargos como Administração financeira, Gestão de recursos humanos, Controladoria, Planejamento estratégico, Comércio exterior, Controle de custos, Gestão de informações, Marketing, Logística, Gestão ambiental, Controle de produção, Gestão de processos, Pesquisa de mercado, Elaboração de plano de negócios, entre outros, variando também em remuneração.

Desgastante, e com os piores salários do Brasil

Prazos apertados, baixo potencial de aumento salarial, exposição à violência e jornadas longas, em turnos e cansativas de trabalho. Não nos atendo somente às remunerações, outras áreas de trabalho são detentoras de desgaste físico, emocional e ainda recebem os piores salários do Brasil, principalmente enquanto o profissional se encontra em início de carreira. Veja quais são elas:

1º Entregadores

Salário: R$ 12 mil ao ano

2º Assistentes de Cozinha

Salário: R$ 14 mil ao ano

3º Garçons

Salário: R$ 14 mil ao ano

4º Empregadas Domésticas

Salário: R$ 15 mil ao ano

5º Motoristas de ônibus

Salário: R$ 20 mil ao ano

6º Jornalistas

Salário: R$ 20 mil ao ano

7º Seguranças

Salário: R$ 23 mil ao ano

8º Vendedores

Salário: R$ 25 mil ao ano

9º Assistentes Sociais

Salário: R$ 26 mil ao ano

10º Policiais 

Salário: R$ 30 mil ao ano

Encontre a conta bancária ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar