Como calcular a amortização de juros de financiamento

Conheça cada um dos sistemas de amortização de juros e saiba qual deles irá atender melhor às suas necessidades.

Como calcular a amortização de juros de financiamento
Saiba como calcular a redução de juros no seu financiamento

A Amortização de juros, ou redução da dívida é nada menos que pagar uma parte dela para que reduza, até a sua eliminação. Porém, para que isto ocorra, é necessário que o pagamento efetuado seja maior que o valor dos juros cobrados no período. Ou seja, amortização é nada menos que o valor restante do pagamento, após serem descontados os juros.

Nos casos de financiamentos, a exemplo os imobiliários ou veículos, dois são os sistemas de amortização mais utilizados: Sistema de Amortização Constante (Tabela SAC) e o Sistema de Prestações Fixas (Tabela Price). Além destes, dois outros métodos também são utilizados, mas menos frequentemente, sendo eles o Sistema Americano e o Pagamento Único.
Acompanhe para saber mais sobre cada um destes sistemas de amortização de juros e qual deles atende melhor às suas necessidades.

Aprenda a calcular os juros do financiamento de veículos

Tabela SAC

Principal escolha principalmente quando se trata de financiamento de imóveis, a tabela SAC, também conhecida como o Sistema de Amortização Constante caracteriza-se por pagamentos mensais decrescentes, embutindo uma amortização constante. Para descobrir os valores desta tabela, basta seguir os seguintes cálculos:

Amortização: Para encontrar o valor fixo da amortização basta dividir a dívida pelo número de parcelas.
 
Valor dos Juros: Você só precisa multiplicar o valor da dívida atual (saldo devedor) pelos juros.
E por fim, para saber o valor de suas parcelas a cada mês, basta somar o valor da amortização à quantia do seu saldo devedor atual.

Para financiamentos de longo prazo, é comum a prática de correção monetária baseada na Taxa Referencial, visando compensar o efeito da inflação. Na Tabela SAC, basta acrescentar o valor desta taxa nos Juros e fazer o cálculo normalmente.

Antes de fechar negócio, pesquise e compare. Faça já uma simulação de financiamento e veja qual a melhor opção para você.
 

Tabela Price

Também chamado de Sistema de Prestações Fixas, ou Sistema Francês, a Tabela Price é caracterizado por pagamentos mensais iguais, embutindo uma amortização de juros crescente.

Mais utilizada para financiamento de veículos, mas também para imóveis, o sistema Price exige um pouco mais de cálculos para obter seu valor final. No Excel, é possível obter os valores individuais e a amortização final com as seguintes fórmulas:

Parcelas: Para obter o valor das parcelas, basta utilizar a seguinte fórmula, substituindo os campos pelos valores que possui: =PGTO(juros;parcelas;-valorFinanciado)

Juros: Caso você não saiba qual a taxa de juros mensais que está pagando, a fórmula TAXA pode lhe dar a resposta: =TAXA(parcelas;prestação;-valorFinanciado)

Por fim, você já possui o valor das parcelas, bem como o valor em juros ao mês, com isso, subtraindo os juros do montante mensal, você terá a sua taxa de amortização.

Neste caso, o valor dos juros cai mensalmente, pois o saldo devedor diminui a cada vez que uma prestação é paga. Os juros são cobrados sempre sobre o saldo devedor. A cada prestação também será possível notar que o valor das amortizações crescem, pois neste caso, você está devolvendo ao banco um valor cada vez maior sobre o montante da dívida no geral.

Sistema Americano 

Este sistema tem como característica o pagamento mensal apenas dos valores equivalentes aos juros, sem as amortizações mensais. Esta será aplicada em um único pagamento ao final de um período estipulado, também sem juros.

Por exemplo, em um financiamento no valor de R$ 30.000,00 que será pago no sistema americano no prazo de 10 meses, com juros mensais de 3% ao mês. O cálculo a ser feito é: Juros = 3% de 50.000 = 1.500

Assim, na última parcela do financiamento paga-se R$ 1.500,00 de amortização.
 

Pagamento Único

O sistema de amortização de juros por pagamento único, normalmente escolhido por quem acaba recebendo um dinheiro a mais e opta por se livrar da dívida, se resume em, basicamente, ao final de um período estipulado, efetuar a liquidação total da dívida em um único pagamento, onde será aplicada a amortização e os juros.

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar