Almoço de Páscoa: opções a partir de R$ 50

Almoço de Páscoa saboroso e barato para fazer em casa (sem ingredientes impossíveis) e opções para almoçar fora em BH.

Almoço de Páscoa: opções a partir de R$ 50
Cozinhe uma dessas delícias em casa: é rápido e fácil

O almoço de Páscoa é uma refeição tão importante quanto a ceia de Natal, comemorado por famílias que sejam ou não cristãs praticantes. A Páscoa simboliza, além da ressurreição de Jesus, o fim da quaresma. Quem fez promessas que começaram na quarta-feira de Cinzas já pode verificar se conseguiu cumprir. Quem não conseguiu, pode começar de novo e acabar no Corpus Christi. Mas, voltando ao almoço de Páscoa, o que será que os brasileiros mais comem nessa data? A principal regra é evitar a carne vermelha, o que todos já sabem.

Dicas baratas e criativas de decoração de Páscoa

Almoço de Páscoa: os pratos mais populares

Uma refeição típica portuguesa que os brasileiros adotaram como a queridinha do almoço de Páscoa é o bacalhau e as suas variações: a Brás, Espiritual, a Martinho, a Lagareiro etc. Os portugueses têm uma receita de bacalhau para cada dia do ano. Isso significa que você poderá fugir do batido bacalhau ao forno com batatas e surpreender no cardápio. Também dá para simplesmente não usar o bacalhau e apostar em outros pratos e abusar dos frutos do mar... Dê asas à sua imaginação e escolha uma receita abaixo para gastar até R$ 50 no seu almoço de Páscoa.

1. Polvo a Lagareiro

  • 800g de polvo limpo
  • 4 a 5 dentes de alho
  • 1 cebola com casca
  • Batatas
  • Azeite
  • Sal a gosto
  • 1 folha de louro
  • Coentro

Essa receita portuguesa é simples, desde que você já compre o polvo limpo. Deixe cozer o polvo em panela de pressão por 15 a 20 minutos junto com a cebola com casca. Não coloque ainda o sal para não endurecer o polvo.

Lave as batatas, já temperadas com sal e coloque-as para assar no forno.

Quando o polvo estiver cozido, coloque-o numa travessa com os dentes de alho esmagados, a folha de louro, coentros picados e muito azeite, suficiente para cobrir o polvo. Leve ao forno por 30 minutos, mas ainda não os misture às batatas.

Quando o polvo estiver pronto, amasse as batatas com murros e coloque-as junto com a travessa do polvo, regando as com azeite quente. Sirva!

2. Arroz Malandro de pescada

  • 2 lombos de pescada
  • 1 cenoura
  • 2 cebolas pequenas
  • 2 dentes de alho
  • 1 lata de molho de tomate tradicional
  • 1 raminho de coentro
  • 1 folha de louro
  • 2 xícaras de chá de arroz
  • Pimenta preta
  • Azeite a gosto
  • Sal a gosto

Você vai preparar um caldo aromatizado para cozer o peixe, usando uma panela temperada com água, sal e pimenta preta, uma cebola picada, a cenoura e 1/3 do ramo de coentro. Quando o caldo levantar fervura, adicione os lombinhos de pescada.

Enquanto isso, preencha o fundo de uma panela com azeite, depois adicione uma cebola picada, o alho e a folha de louro. Deixe refogar um pouco e em seguida adicione a lata de molho de tomate. Refogue mais um pouco e depois tempere com sal e pimenta e o restante dos coentros.

Escorra o peixe e coe o caldo, deixando só a pescada na panela. Acrescente parte do caldo de peixe ao refogado de tomate e aqueça. Quando todo o caldo levantar fervura de novo, você vai acrescentar o arroz e deixá-lo cozer. Assim que ficar cozido, você já pode adicionar o peixe e servir.

3. Atum com crosta de linhaça

  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de mostarda
  • 2 postas de atum fresco
  • 4 colheres de semente de linhaça

Pré-aqueça o forno a 180ºC e unte uma assadeira com manteiga. Reserve. Faça furos no atum e espalhe o molho de mostarda para que penetre nas fissuras. Depois, coloque o atum na assadeira e, gentilmente, espalhe as sementes de linhaça sobre a superfície. Leve ao forno por 20 minutos ou até a base estar seca e sirva.

4. Arroz de bacalhau

  • 300g de bacalhau desfiado
  • 300g de arroz branco
  • 50g de azeitonas pretas sem caroço
  • 12 tomatinhos cereja
  • Batata frita chips
  • Azeite
  • Cebolinha

Primeiro você vai demolhar o bacalhau, 12 horas antes de cozê-lo, para tirar o sal. Basta colocá-lo em água e trocá-la 2 vezes. Depois, desfie o bacalhau e, numa frigideira com um pouco de azeite, refogue e acrescente o arroz, já cozido até ficar quente. Coloque os tomatinhos e as azeitonas picados e misture rapidamente. Desligue o fogo, acrescente a cebolinha picada e regue com azeite. Sirva com os chips de batata em pedaços.

5. Bruschetta de cogumelos com óleo de gergelim

  • 8 fatias de pão italiano
  • 200g de shitake
  • 200g de shimeji
  • 200g de champignon
  • 2 dentes de alho picados
  • 4 talos de cebolinha picados
  • 6 colheres de sopa de óleo de gergelim
  • Sal e pimenta a gosto

Retire os talos mais duros do shimeji e descarte-os. Corte o shimeji e o restante dos cogumelos em tiras e reserve. Aqueça o óleo de gergelim e refogue com o alho picado. Depois, acrescente os cogumelos e refogue até que fiquem macios. Tempere com sal e pimenta e acrescente a cebolinha picada. Mantenha aquecido.

Pincele o pão italiano com o óleo de gergelim e leve ao forno só para aquecer. Depois, retire do forno e arranje o refogado de cogumelos sobre as bruschettas. Decore com cebolinha e gergelim e sirva.

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

6. Ceviche de salmão

  • 200g de salmão fresco em cubos
  • 1 pimenta dedo de moça picada
  • 2 cebolas roxas em rodelas
  • 2 colheres de sopa de suco de limão
  • 2 colheres de sopa de suco de laranja
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher (café) de hondashi Ajinomoto
  • Meio maço de rúcula

Misture todos os ingredientes, deixe marinar por 20 minutos e sirva como uma entrada, no lugar da salada.

Almoço de Páscoa para quem não quer cozinhar

Para quem simplesmente não está a fim de lidar com a bagunça e com a louça fazendo o almoço de Páscoa em casa, confira opções em algumas capitais para comer bem. Lembrando que a estrela do almoço, o bacalhau, é um ingrediente naturalmente caro, e isso encarece também o cardápio.

Com alguma sorte e pesquisa, até dá para achar opções com bacalhau por menos de R$ 50 em algumas capitais. Mas, se não encontrar, ninguém disse que não será igualmente delicioso fugir do bacalhau e apostar em peixes e frutos do mar.

Em São Paulo

Bacalhoeiro

Localizado no Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo, destaca-se esse restaurante de comida portuguesa. O bacalhau espiritual vem desfiado e servido com cenoura ralada, com cobertura de farinha de rosca (R$ 71). Para dividir, os bolinhos na massa de batata (R$ 20) e a panelinha de lula com bacon (R$ 39) são boas opções.

O Bacalhau do Porto

Esse restaurante português fica na Vergueiro, próximo ao Paraíso. O bolinho de bacalhau vai bem para abrir o apetite (R$ 9,70). O pescado à Funchal (R$ 122,90) vem servido em duas postas altas com alho, batatas ao murro e brócolis. E o pescado à moda antiga (R$ 116,60) vem em lascas com molho de tomate, pimentões, cebola e favas. Os preços se referem a duas pessoas.

No Rio

Alcaparra

O Paupiette de sole (R$ 69,90) é um prato que voltou recentemente à casa francesa que existe desde 1922. A lagosta le bec fin também aparece por lá (R$ 99,90). Quem comanda o salão é Valmir Pereira.

Bistrô The Line

O restaurante tem cinco unidades, mas certamente a mais interessante delas fica dentro do Museu de História do Rio de Janeiro. Os preços são excelentes e a culinária é exótica e promete deixar lembranças. A sugestão do chef é o atum na crosta de gergelim bicolor ao molho oriental, arroz de nirá e sunomono. O prato custa R$ 44.

Em Belo Horizonte

Pecatore

Posta de salmão com batatas na manteiga, berinjela gratinada, legumes, palmito pupunha ou purê de mandioquinha (R$ 48 o prato individual). Rua Sapucaí, 535, Floresta. 2552-1450. 12h/1h.

Pier 76

Salmão grelhado no azeite servido com purê de mandioquinha e molho de alcaparras na manteiga (R$ 29,90 o prato individual). Rua Alberto Cintra, 76, União. 3654-0076. 11h/18h.

Pinguim

Em 2015, o restaurante teve um bufê especial na sexta-feira Santa, entre as 11h e as 16h. As opções incluíam bacalhoada, peixe vermelho no sal grosso, camarão com catupiry e paella de frutos do mar (R$ 52 por pessoa). Rua Grão Mogol, 157, Sion. 3282-2007. 11h/1h.

Surubim na Brasa

O surubim, estrela da casa, tem a cor avermelhada ainda mais acenturada por conta das pinceladas de molho de tomate e leite de coco. Acompanha arroz, batata na manteiga, pirão e molho de ervas (R$ 85,00 para duas pessoas). Rua Alagoas, 601, Savassi. 3261-9707. 11h30/0h.

Em Porto Alegre

Gambrinus

Mantém o mesmo endereço há mais de 50 anos, com preços justos e qualidade. O Gambrinus está localizado no mercado central de Porto Alegre e promete entregar um bacalhau à Gomes de Sá do qual o cliente jamais se esquecerá.

Pampulhinha

O prato principal do restaurante chefiado pelo Sr. Jaime é o bacalhau à moda da casa. Vem acompanhado de cebolas, batatas, ovos cozidos e legumes. Serve até 4 pessoas e custa R$ 220,00.

Encontre a conta corrente ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar