Muitas demissões? Saiba como lidar com o acúmulo de funções na empresa

Com um grande números de demissões devido à crise econômica, funcionários que mantiveram seus empregos acumulam funções; saiba como administrá-las.

Muitas demissões? Saiba como lidar com o acúmulo de funções na empresa
Saiba como a crise econômica pode afetar a produtividade e saúde dos funcionários

A atual crise econômica pela qual passa o Brasil acaba por desencadear com ela uma série de consequências, onde a mais óbvia se encontra nos cortes de gastos realizados pelas empresas afetadas e, inevitavelmente, no corte de funcionários. Segundo dados do Ministério do Trabalho, somente nos primeiros cinco meses deste ano o número de demissões já alcançou 448.101 trabalhadores formais; o pior resultado da pesquisa desde 2002.

Acúmulo de funções

Outro fato constatado em momentos de crise como este é que o grande número de demissões afeta não apenas aqueles que perderam seus postos de trabalho, mas também os que ainda resistem aos cortes. Além dos altos níveis de stress ocasionados pela ameaça iminente de também serem vítimas do desemprego, os trabalhadores acabam submetidos a um grande acumulo de funções - que antes pertenciam aos colegas demitidos.

Algumas pesquisas recentes apontam que 56% dos trabalhadores estão acumulando funções e responsabilidades dos antigos colegas, o que se mostra prejudicial à saúde e a produtividade do funcionário. Alguns especialistas, como o economista Thomas Ferreira Jensen, do Dieese, afirmam que esse acúmulo excessivo de funções pode resultar em uma queda considerável nas metas da empresa, já que o funcionário trabalha sob uma sobrecarga de pressão e compromete sua saúde física e mental. Essa afirmação é ainda corroborada pela OIT - Organização Internacional do Trabalho -, a qual diz que o stress tem sido apontado como a causa de 50% a 60% das jornadas de trabalho perdidas dentro das empresas.

MELHORE
O SEU
CV COM 
UM CURSO
SUPERIOR
Comece já!

O coordenador de pesquisas do portal Vagas.com, Rafael Urbano, também compartilha dessa opinião e diz que esse cenário ameaçador leva o profissional a trabalhar sob maior pressão e “com a desconfiança de que pode ser desligado a qualquer momento. Isto é ruim para o funcionário, que acaba produzindo menos, e também para a empresa, que pode ter uma equipe desmotivada e com baixa estima".

Como aguentar a sobrecarga

Lidar com a sobrecarga de trabalho não é uma tarefa fácil nem sequer por quem tem seu emprego garantido, mas é algo que muitos trabalhadores brasileiros estão sendo levados a aprender.

Planejar uma perspectiva real das suas metas de trabalho é um bom primeiro passo para vencer sesta etapa, evitando planejamentos superestimados e eventuais falhas e frustrações. Ser transparente com seus colegas a respeito de suas próprias capacidades deve ajudar tanto estes quanto seus superiores a conseguir delegar apenas aquilo que realmente seja capaz de cumprir.

Estabelecer prioridades é fundamental e, mesmo que possua um prazo um pouco mais extenso, é melhor não deixar aquela tarefa muito importante para o final da semana. Planejar seu dia, sua semana e até mesmo seu mês com antecedência não será nada menos que benéfico para sua capacidade de organização. No entanto, planejar apenas o dia em sua véspera permite usar a experiência adquirida no dia anterior para corrigir falhas e informar previamente os colegas, permitindo a eles realizar um sincronismo com seus próprios planejamentos.

Fale inglês e tenha mais sucesso na sua carreira. Faça um teste e melhore o seu nível.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar