Como a alta do dólar pode afetar a sua vida

Ao contrário do que muitos pensam, a alta do dólar não interfere apenas nos ricos ou quem vai viajar para o exterior, mas em toda a estrutura de um país e sua população.

Como a alta do dólar pode afetar a sua vida
Ao contrário do que muitos pensam, a alta do dólar afeta a todos nós

COLOQUE O SEU INGLÊS À PROVAfaça um teste online

Ao contrário do que muitos pensam, a alta do dólar não interfere apenas nos ricos que precisaram cortar a viagem para a Disney este ano. Muito pelo contrário, as pessoas que menos tem dinheiro acabam sofrendo ainda mais com isso tudo. Entre os produtos mais afetados com a alta estão itens de necessidade básica como o pãozinho francês, o tomate e até a carne. Mesmo quando se tratam de produtos 100% nacionais, a elevação no preço é uma reação em cadeia onde, neste caso, a exportação é o que faz o produto encarecer por aqui.

A alta do dólar afeta todas as classes sociais

Com tudo isso acontecendo, a bola de neve é cada vez maior. Com poder de compra reduzido, os estoques ficam estagnados e, com prejuízo, o temido corte de gastos é acionado. Como? Demitindo e cortando benefícios aos funcionários. E assim o buraco vai ficando cada vez mais fundo para todos os brasileiros, sem exceções. Portanto, fique atento: Administre bem o seu dinheiro e procure otimizar seus hábitos e consumos diários para evitar gastos a mais. A alta do dólar pode e está afetando nossas vidas, portanto, manter o controle das finanças neste momento é ainda mais importante. Confira alguns itens que são influenciados de forma diretas ou indiretas:

CONTROLE AS SUAS FINANÇAS
Com o cartão de crédito certo, você pode fazer compras programas e colocar as finanças em dia. 

Encontre o melhor cartão de crédito para você.

Estoque e Substituição

Alguns cuidados podem ser tomados para evitar ser pego desprevenido com essa alta do dólar. Um deles é se adiantar na compra de certos produtos ou substitui-los. Seguindo sempre a certeira lista de compras, vá ao mercado e compare o preço dos produtos que mais utiliza. Veja se o aumento foi pouco, muito ou permanece o mesmo.

Se não houve aumento ou se houve muito pouco, vale a pena comprar mais algumas unidades além das que realmente precisa (de olho na validade, ok?). Se o aumento foi considerável, pense numa maneira de substituir este item no seu dia a dia. Trocar marcas ou produtos importados por nacionais ou marcas de supermercado também são sugestões de poupança. A regra também é válida para substituição de alguns hábitos. Quem tem o costume de tomar o café da manhã em padarias, por exemplo, pode começar a fazê-lo em casa. Com a alta do dólar, o pão francês teve aumento de até 9% pois o trigo utilizado é mais de 50% importação.

Viagens e compras internacionais

O outro cuidado é o dos mais evidentes: viagens e compras de produtos importados, principalmente se o pagamento for efetuado por cartão de crédito. Se existem outros meios de pagamento, opte por eles, porém, se não houver outro jeito, cruze os dedos e acompanhe a cotação para ter ideia de quanto irá pagar ao fechamento da fatura. No caso de quem já adquiriu sua passagem e está com data marcada para o exterior, pode ir comprando o dólar aos poucos. Verificar regularmente as cotações do dólar turismo em bancos e agências de câmbio pode auxiliar a aproveitar uma brecha de breve baixa e comprar alguma quantia.

Outras áreas afetadas

O mercado de eletrônicos como o dos consoles de vídeo games, smartphones e computadores, por mais que a grande maioria das marcas possuam fabricação no Brasil, seus componentes são importados, o que gera um aumento exponencial em seus valores de venda. Os aguardados lançamentos acabam sendo uma frustação pois, mesmo com a opção de parcelamento, o valor ainda é muito além do esperado. Eletrodomésticos, perfumes, roupas, sapatos, entre muitos outros produtos, se possuem matéria prima ou componentes importados, ou são destinados também à exportação, pode acreditar que o custo também irá aumentar.

Cadastre-se grátis e concorra a vários prêmios!
 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar