Tecnologia 4G no Brasil: como funciona

Com as mesmas funções da terceira geração, 4G no Brasil tem a característica de suportar mais protocolos de rede com uma velocidade até quatro vezes superior:

Tecnologia 4G no Brasil: como funciona
Já são mais de 7 milhões de acessos à tecnologia 4G no Brasil

A quarta geração da tecnologia de conectividade para dispositivos móveis, o 4G no Brasil, ainda está em fase de expansão, se comparada aos serviços oferecidos pelo 3G, principalmente pelos valores mais elevados dos aparelhos celulares e do custo do plano de internet.

COMO ESCOLHER A OPERADORA CERTA
O E-Konomista vai lhe ajudar a escolher as melhores promoções. Comece já a economizar

Essa tecnologia funciona a partir da LTE (Long Term Evolution), que por sua vez é baseada na tecnologia WCDMA e GSM. A prioridade desses sistemas são os de transmissão de dados através do uso da internet, sem descartar a tecnologia de transmissão de voz.

 

Os benefícios e diferenças

Como a prioridade desse sistema é a transmissão de dados a rede se torna mais rápida e estável do que as gerações mais antigas. As redes 4G no Brasil podem chegar a ser de 4 a 100 vezes mais rápidas do que a tecnologia 3G. Em teoria, pois nunca alcançam esse número, o antigo padrão é capaz de oferecer até 14 Mbps e o 4G até 20 Mbps.

 

De acordo com o estudo comparativo de velocidade de acesso e cobertura, realizado pela Slate of LTE em Março deste ano, o Brasil se encontra em 22º lugar, entre os 29 países avaliados, com média de downloads de 11 Mbps. Quando comparado à qualidade de conexão, o Brasil cai para o 26º lugar, e consegue o resultado de conexão estável em apenas 44% do tempo.

 

 

Sobre a frequência

Inicialmente (2012), a tecnologia 4G no Brasil utilizava a frequência de 2,5 GHz no ambiente urbano. Em 2014, uma nova frequência foi licitada pela Anatel, com 700 GHz, que deverá começar a ser utilizada em meados de 2016. A mudança é devido ao maior alcance, menor custo de instalação de antenas e maior qualidade de cobertura.

 

Confira o nosso comparativo e veja qual é a melhor operadora por região.

No Brasil

Aos poucos, o número de pessoas aderentes vem aumentando e, no final de Janeiro deste ano, foram contabilizados pela Teleco, um crescimento de 394,9% de usuários em relação ao ano passado, que contabilizava 1,6 milhões de linhas ativas. O que representa mais de 7 milhões de acessos à tecnologia 4G no Brasil.

 

De acordo com a operadora Vivo é quem lidera o ranking de cobertura no país, atingindo 40,8% da população até março deste ano. Em seguida estão Claro (37,1%), TIM (32,9%), Oi (30,5%) e Nextel (3,2%).

 

Você sabia que na última pesquisa divulgada pela International Telecommunication Union, no último trimestre de 2014, a tecnologia 4G no Brasil alcançou o primeiro lugar no ranking de velocidades de rede por operadora? A responsável por essa façanha foi a Claro.

 

Conheça os aplicativos para identificar as operadoras de celular.

 

No mundo

De acordo com os dados divulgado pela empresa GSMA Intelligence, em Janeiro deste ano, já são mais de 498 milhões de pessoas, em todo mundo, que possuem acesso a essa tecnologia.

 

A previsão é que, até o final deste ano, sejam mais de 870 milhões de usuários. Já o 4G no Brasil (e na América Latina) têm uma representatividade baixa, de apenas 2%, ao contrário de países Asiáticos, com 47% global.

 

Quer saber mais dicas para economizar com a conta do celular? Acompanhe as informações do E-konomista.

 

Leia também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar