12 sinais de que você morou na Europa

A vida na Europa tem muitos encantos. Fazer uma viagem a outro país em um final de semana: totalmente possível.

12 sinais de que você morou na Europa
E sim, você vai procurar formas de voltar pra lá

VEJA QUANTO CUSTA FAZER INTERCÂMBIOe planeje o seu

Depois de alguns meses ou mesmo anos morando na Europa é normal acabar se acostumando com alguns hábitos do país onde viveu ou mesmo passar a ter os mesmos costumes. Esses são alguns exemplos.
 

1- Você se acostumou a ter tudo perto





A maioria dos países europeus têm dimensões de estados ou mesmo cidades brasileiras, o que facilita e muito na hora da lomoção. Cruzar a cidade de uma ponta a outra não é um feito heróico. O mesmo vale para estar de manhã em Portugal e na hora do almoço na Bélgica: totalmente possível.
 

2- Você se acostumou a pagar pouco (especialmente nas liquidações)





Devido à alta carga tributária que temos no nosso país, é normal ficar chocado com a diferença de uma mesma peça de roupa na Europa e no Brasil, por exemplo, especialmente na época de liquidações. É aí que compramos como loucos (para os pais, primas, amigos, tios, cachorros, nós mesmos)! O mesmo vale para as passagens aéreas. Se for de Ryanair ou Easyjet, melhor ainda.
 

E receber cada cêntimo do seu troco?! Super normal.




 

3- Você passou a andar mais a pé, de transporte público ou bicicleta





Na maioria dos países da Europa é possível se locomover essencialmente de transportes públicos ou alternativos, como a bicicleta, e por que não, a pé! É impressionante como algumas cidades possuem uma estação de metrô extremamente perto da outra e ainda opções de transportes 24h por dia.
 

4- Você passou a achar normal ver pessoas fumando

 



Com que frequência se vê pessoas fumando ou tomando café na Europa? O tempo todo! Basicamente são dois dos hábitos mais enraizados nos cidadãos europeus. É impossível passar um tempo na Europa sem conhecer pelo menos uma pessoa que fume ou que tome pelo menos 2 cafezinhos por dia.

 

5- Você começou a ir a cafés para encontrar amigos




Enquanto no Brasil é normal marcar de encontrar pessoas em bares e restaurantes, na Europa os cafés são reis. Seja para de fato tomar um café, uma água ou o que for. As conversas nos cafés podem durar de 15 minutos a horas. É o point da galera.
 

6- Você encontrou táticas para limpar os banheiros sem ralo e rodo




O ralo pode ser uma coisa rara na Europa. Sim, aquele buraco que faz a água do seu banheiro e cozinha escoar na hora da limpeza nem sempre existe em terras europeias (como se vê na foto da Luíza, do 360meridianos). Meu amigo, é nessa hora que rola uma criatividade com o esfregão.

Ah, pra ajudar, não se acha rodo em todo o lugar (exemplos reais de Portugal).
 

7- Você começou a falar um pouco (ou muito) esquisito




Independente da língua oficial do país onde você morou na Europa, é inevitável começar a incorporar expressões locais ou mesmo o sotaque dos nativos. Áí é quando você conversa com sua família e amigos do Brasil e eles dizem: "que sotaque é esse???".
 

8- Você experimentou temperaturas nunca antes imaginadas


E no início você achava que seria assim.


 

Mas por fim foi assim.





O bom é que depois de uma temporada na Europa é normal retornarmos para o Brasil a acharmos fichinha o nosso inverno. Até a gente se acostumar e achar tudo frio de novo.
 

9- Você já viu muita coisa que estudou na escola





Todo mundo que mora na Europa acaba se sentindo um pouco mais culto, por exemplo, quando vemos uma "Monalisa" na vida real. E claro, as selfies que tiramos com todas as obras de artes, monumentos e locais famosos vão para o Instagram para deixar isso tudo registrado, catalogado e devidamente organizado por hashtags.
 

10- Você tomou muitos bons drinks (e ruins também)





É impressionante como aquele vinho, vodka ou wisky é extremamente barato na Europa! E é aí que você passa a inserir as palavras "pub crawl" (espécie de tour em bares) no seu vocabulário. Alguém falou em shots?
 

11- Você comeu muito e registrou tudo em fotos




A Europa é como uma mesa cheia de pratos diferentes que você pre-ci-sa experimentar. E é isso que fazemos. Experimentamos tanto e tantas vezes que é aí que vêm os famosos "quilos do intercâmbio". Pra isso eu sempre digo que "se engordei ou emagreci, o importante é que muitos crossaints eu comi". Mentira, inventei a frase agora. Mas serve.
 

12- Você tem uma baita saudades disso tudo




Morar na Europa é pra muita gente sinônimo daqueles meses mágicos de intercâmbio, onde havia liberdade para se fazer o que queria, acordar tarde, sair com as pessoas que acabou de conhecer (e mesmo assim já eram melhores amigos) e viajar para muitos lugares. Uma vez que esse bichinho te pica, é impossível não planejar formas de voltar pra lá.


Este texto é de autoria e responsabilidade do nosso parceiro Já Fez as Malas. Veja outros posts como esse aqui.


Acompanhe todos os posts sobre intercâmbio e viagens no Facebook do E-konomista.  
 
Aprenda inglês com quem sabe de verdade e seja professor.

Veja também:

 

Gostou? Compartilhe!
Nataly Lima Nataly Lima

Formada em comunicação pela PUC-SP e mestre em jornalismo pela Universidade do Porto, Nataly tem focado seu trabalho em editorias como cultura, tecnologia, marketing digital e turismo. Em 2015 fundou o site Já Fez as Malas, sobre intercâmbio e viagens internacionais para brasileiros.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar