Segurança sobre duas rodas: como prevenir acidentes de moto [infográfico]

O Brasil é o 2ª no ranking de acidentes de moto no mundo, e a principal causa dos acidentes fatais é a imprudência, seja dos condutores de carros ou dos motociclistas. Mas como os motociclistas estão numa situação mais vulnerável, acabam por ser as maiores vítimas da imprudência. Confira o nosso infográfico e saiba quais são os principais erros cometidos pelos motociclistas.

Segurança sobre duas rodas: como prevenir acidentes de moto [infográfico]
Infográfico » Como prevenir acidentes de moto
  • Confira os 10 principais erros cometidos por motociclistas e 10 dicas de segurança para não entrar nas estatísticas de acidentes de moto.

O Brasil possui a 5ª maior frota de motos do mundo, mas é o 2ª no ranking de vítimas fatais de acidentes de moto e o número é assustador: a cada 100 mil pessoas, 7 morrem envolvidas em acidentes de moto. As chances de se envolver num acidente conduzindo uma moto são 14 vezes maiores do que estando de carro.

 

 

A violência no trânsito e a mortalidade em acidentes de moto cresceu quase 850% nos últimos 15 anos. Este crescimento está diretamente relacionado com o aumento da frota de motos no país. Em 2002, eram 5.376.725 o número de veículos de duas rodas motorizados. Hoje, já são 20.963.893 o número de motos a circular nas cidades brasileiras. 

 

A moto é a solução encontrada por milhares de condutores para fugir do ineficiente transporte público brasileiro e para ganhar tempo no trânsito das grande cidades, além de ser uma alternativa muito mais barata do que o carro. Mas apesar do significativo número de motociclistas, o trânsito do Brasil não oferece condições adequadas para quem anda de moto. 

 

Além de já estar numa situação vulnerável, os motociclistas muitas vezes não têm condições adequadas para circular. Mas o fator que mais representa risco é realmente a imprudência. De acordo com uma pesquisa do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da USP, 90% dos acidentes de moto são provocados por imprudência, seja dos condutores de carro ou de moto. 

 

 

PRINCIPAIS ERROS COMETIDOS POR MOTOCICLISTAS

1. Circular entre dois carros, formando uma terceira faixa.

2. Esquecer de ligar o farol, o que faz com que a moto não seja tão visível para motoristas e outros motociclistas.

3. Desrespeitar a sinalização do trânsito, não sinalizar mudanças de faixas e fazer ultrapassagens perigosas. 

4. Não manter a distância segura em relação a outros veículos.

5. Trafegar por acostamentos, calçadas ou locais utilizados por pedestres.

6. Manter-se nos pontos-cegos dos veículos, não ficando visíveis para os motoristas.

7. Circular sem capacete.

8. Não realizar manutenção preventiva da moto.

9. Conduzir alcoolizado.

10. Ter excesso de auto-confiança.

 

 

CUIDADOS PARA UMA PILOTAGEM SEGURA

1. Use um capacete que oferece proteção adequada. O tamanho deve ficar ajustado à sua cabeça, de modo que o capacete não se mova com o vento e nem fique desconfortável.

2. Só compre um capacete se tiver o selo do Inmetro. 

3. Não deixe de colocar os adesivos refletivos no capacete, pois ajudam a dar visibilidade ao motociclista.

4. A viseira do capacete deve estar sempre limpa.

5.Tenha atenção especial ao circular na chuva, fique atento a buracos, irregularidades, óleo na pista, entulhos, etc.

6. Use outros equipamento de segurança, como jaqueta, luvas, calças e botas que poderão proteger a sua pele no caso de acindente.

7.Ao sair de moto, dê preferência a roupas de cores claras, que são mais visíveis.

8. Mantenha a documentação sempre em dia e o seguro da moto também. Como os motociclistas estão sempre mais expostos, é interessante pensar na possbilidade de fazer um plano de saúde ou seguro saúde.

9. Muita atenção a condição dos pneus e dos freios. O bom funcionamento dos freios e a boa condição dos pneus são vitais para o motociclista. 

10. Seja prudente e tenha uma direção defensiva. 

 

 

O MERCADO DE MOTOS NO BRASIL

A tendência do mercado de motocicletas no Brasil é de crescimento. Hoje, o país já é o 5º maior consumidor de motos do mundo. Só nos últimos três meses, foram emplacadas mais de meio milhão de motos. 

 

O consórcio de motos é responsável por um terço das vendas de motos. E as fabricantes investem cada vez mais na produção e também no setor de consórcio de motos. As principais montadoras presentes no Brasil, a Honda e a Yamaha, possuem redes próprias de consórcio de motos.

 

E se você está interessado em tornar-se um motociclista, fique atento às normas de segurança no trânsito, adote uma direção defensiva e fique atento à manutenção da moto.

 

Leia também:

Consórcio de motos: vantagens de desvantagens.

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar