Posso aderir a um consórcio de motos usadas?

Há quem opte por comprar moto usada seja pelo preço ou porque quer adquirir uma moto que já não é mais fabricada. Em todo caso, é possível contar com as vantagens do consórcio de motos usadas.

Posso aderir a um consórcio de motos usadas?
Consórcio de motos usadas
  • É possível comprar moto usada ou semi nova a partir de um consórcio de motos. Saiba mais.

Seja por causa do preço ou porque a moto escolhida já não é fabricada, muitas pessoas optam por comprar moto usada. De qualquer modo, é possível contar com as vantagens e benefícios de um consórcio de motos usadas.

 

O funcionamento de um consórcio de motos usadas é o mesmo do consórcio de motos novas. Ou seja, você deve buscar uma admiministradora financeira certificada pelo Banco Central do Brasil e em situação regular, e entrar num grupo de consorciados comprando uma cota de um determinado valor para retirar a sua moto quando for contemplado.

 

Após a contemplação, por sorteio ou lance, você pode escolher o modelo, a marca e o ano que quiser, desde que a sua escolha esteja de acordo com o que foi fixado no contrato de consórcio para a aquisição do seu bem.

 

Cada administradora pode oferecer condições diferenciadas, como prazo para pagamento e os valores mínimos das parcelas. É possível, inclusive, que algumas administradoras não incluam no contrato a possibilidade de comprar moto usada, limitando a compra a motos novas ou semi novas. Por isso, antes de assinar o contrato, informe-se e leia atentamente todas as cláusulas.

 

 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE MOTO USADA E SEMI NOVA

Uma moto semi nova está numa classificação intermediária entre a moto nova e a usada. A moto semi nova deve reunir as três características abaixo, caso contrário é considerada como uma moto usada:

1. Deve ter no máximo três anos desde a data de fabricação;
2. Ter tido apenas um dono;
3. Deve ter uma baixa quilometragem rodada, o que pode variar entre 2 mil e 20 mil quilômetros de acordo com o ano de fabricação.

 

Mas alguns aspectos da mecânica e da lataria da moto também podem interferir na classificação, como a presença de acessórios que não sejam originais, ou sinais de batidas. 

 

A diferença de preço entre as motos usadas e semi novas pode não ser assim tão grande, pois ambas já sofreram a principal depreciação, que é a saída da concessionária. Por isso, pode valer a pena considerar comprar moto semi nova em vez de usada. Mas isso tudo depende do que você busca numa moto. 

 

Leia também: 

 

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar