360 meridianos: deixaram os empregos e hoje ganham dinheiro com blog de viagem

Conheça o 360meridianos. A história de três jornalistas que largaram seus trabalhos e  decidiram dar a volta ao mundo. Não é que deu certo! 

360 meridianos: deixaram os empregos e hoje ganham dinheiro com blog de viagem
Jornalistas que fizerem do hobby de contar histórias sobre viagens, uma profissão

GANHE O MUNDO FALANDO INGLÊSfaça um teste e descubra o seu nível

Essa é a história do 360 Meridianos, um projeto digital que surgiu da junção de duas paixões, viajar e escrever. Mas será que é possível viver disso? No campo das ideias tudo parece maravilhoso, mas e na realidade? Essas respostas o E-konomista traz com exclusividade para vocês.

Início desta caminhada

Três jornalistas que se conheceram no curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais e decidiram, ainda recém formados, que queriam fazer um intercâmbio profissional. Rafael Sette Câmera (29), Natália Becattini (27) e Luíza Antunes (28) já trabalhavam (de carteira assinada) quando iniciaram a buscar por novas experiências. 

 

Integrandes dos 360Meridianos

historia 360 meridianos

A procura pelo novo emprego, fora do país, foi possível através da AIESEC, uma empresa sem fins lucrativos, organizada por jovens (a maioria estudantes universitários) para programas de intercâmbio em centenas de países, seja voluntariado ou profissional. Foram quase três meses até que surgiram três vagas em uma empresa de Tecnologia da Informação de Chandigarh, na Índia, para produção de conteúdo (textos) em inglês.

 

ECONOMIZE NA SUA PRÓXIMA VIAGEM
Receba as dicas, ofertas e informações no seu email e viaje mais barato.

A passagem de ida

Em agosto de 2011 os amigos aceitaram a vaga de emprego, de trainee na empresa, com o salário de US$ 300,00 que, na Índia, cobre todos os gastos básicos como aluguel, contas, alimentação, transporte, festas e viagens é claro!

Depois de conseguirem o emprego no país, foi preciso organizar a viagem e comprar a passagem. Por ser cara a passagem para a Índia, Rafael, Natália e Luíza pensaram na possibilidade de comprar uma passagem de volta ao mundo (round the world), pesquisaram a respeito e descobriram que teriam um prazo de um ano para terminar o percurso, que deveria começar e terminar no mesmo país.

 

Roteiro de viagem

http://images.e-konomista.com.br/repo/imagem-6-taj-mahal.jpg

Com o roteiro pronto, optaram por partir em outubro de 2011, quando teve início essa jornada. Antes da “pausa” de seis meses na Índia para o intercâmbio, passaram vinte dias conhecendo a Espanha, Itália e Inglaterra. No fim do intercâmbio, continuaram a viagem pelo Nepal, Hong Kong, Tailândia, Malásia, Cingapura, Nova Zelândia, Chile e Peru. O retorno ao Brasil, depois de 11 meses de viagem, aconteceu no segundo semestre de 2012.
 

Veja também: A história do casal nômade digital que desenvolveu um negócio incrível pelo mundo!

 

O 360meridianos

Com o sangue de jornalista correndo nas veias, a ideia de criar um blog foi algo quase que natural, que tinha como principal intuito contar as aventuras aos amigos e parentes. Mas, já havia uma sementinha para um potencial projeto, nada em concreto.

Não houve nenhum tipo de investimento financeiro, quando decidiram que o blog poderia crescer e se tornar uma referência para aqueles que se interessam por viagens. Foi no segundo semestre de 2013 que os integrantes notaram que o atém então hobby ficava para trás e surgia uma nova responsabilidade, a nível profissional.

De acordo com os relatos, um a um, que na época já moravam e trabalhavam em São Paulo, deixaram seus respectivos empregos (fixos e assalariados) para dedicação integral ao blog. Tornaram-se nômades digitais.

Veja o vídeo que retrata um pouco desta aventura que virou negócio! 

 

 

Entrevista especial

Não foi da noite para o dia que, três jovens amigos, apaixonados por relatar suas viagens e aventuras pelo mundo, fizeram de um hobby uma profissão. O E-konomista conversou com um dos integrantes, o Rafael, e descobriu qual foi a receita do sucesso até aqui. Veja abaixo os pontos forte da entrevista! 

Como começar

“Demorou seis meses para que o blog fosse capaz de dar um salário para cada um. A diferença foi a nossa dedicação. A partir daquele momento o blog era o projeto central, não algo que fazíamos depois do expediente. O maior desafio foi monetizar o projeto. Mesmo já tendo uma audiência respeitável, o dinheiro não entrava.

Testamos vários modelos, erramos várias vezes, mas por fim achamos um caminho. Mas foi necessário fazer sacrifícios. Voltamos para Belo Horizonte, nossa cidade natal, ganhávamos muito pouco, cortamos todos os gastos possíveis, ficamos sem viajar por meses. No fim deu certo”.

Experiência anterior

“Somos jornalistas, então meio que escrever e cuidar de sites já estava dentro da nossa área de atuação. Mas não do ponto de vista de gerenciar tudo, até o marketing e a parte comercial. Isso tivemos que aprender aos poucos”.

Quem cuida do quê

“Todos têm tarefas determinadas. Para começo de conversa, a responsabilidade criativa, de escrever, é igualmente dos três. Cada dia um tem um texto para escrever. Fazemos reuniões semanais, temos uma tabela de textos previstos para meses, fazemos reuniões de metas e de objetivos a cada trimestre, tudo isso via Skype e Google Hangouts”.

Número de visitantes

“Atualmente temos cerca de 250 mil leitores únicos por mês, público que gera 480 mil visualizações de páginas mensais. Em alguns dias, em casos de picos de audiência, o blog chega a ser lido por até 20 mil pessoas em 24 horas”.

Como ganhar dinheiro realmente

“Monetizamos o blog de quatro formas básicas: programas de afiliados, vendas de nossos e-books, publicidade (banners, campanhas e posts patrocinados) e venda de serviços, como quando o blog produz conteúdo de viagem para empresas”.

Cada blogueiro ganha entre R$ 4 mil e R$ 5 mil, dependendo do mês. E já descontadas as despesas do blog, que são maiores a cada dia (servidor que aguente o tranco, contador, investimentos no crescimento, etc)”.

Investimento e crescimento

“Além de reuniões frequentes, várias tentativas e ações diárias, uma coisa posso dizer: para aumentar a qualidade dos textos e do blog, estamos investindo pesado em nossa própria capacitação”.

Temos o objetivo de subir essa renda. Traçamos metas no começo do ano para alcançarmos isso. Também é nosso objetivo aumentar, cada vez mais, a audiência. Nós sempre acreditamos no potencial do 360meridianos. E queremos que o blog cresça ainda mais, se firmando como um dos grandes blogs do Brasil. Mas o percurso até aqui não foi fácil”.

Leia mais: A jornada de dois amigos que largaram o emprego para viajar de moto pelas Américas.

 

Conteúdo extremamente útil

historia 360 meridianos


Ao longo de quatro anos de blog as dicas vão desde relatos de como a vida muda depois de uma (ou várias viagens); como viajar gastando pouco; que uma viagem de volta ao mundo é possível; como planejar viagens; fazer um intercâmbio e até mesmo relatos de perrengues e situações divertidas desse percurso.

O blog também possui dois guias que podem ser adquiridos (comprados) pelos leitores. Um deles são os vários roteiros de uma viagem pela Índia e o outro um guia completo para aqueles que farão sua primeira viagem.

 

CONTE SUA HISTÓRIA!
O E-Konomista quer contar sua história de aventura, viagem, empreendedorismo e muito mais. Envie para info@e-konomista.com.br. 

O mundo pela frente

Rafael nos contou ainda que há projetos futuros para blog. Para que isso seja possível, cada um dos integrantes está investindo em equipamentos melhores e na carreira pessoal. Ele acabou de fazer um curso de fotografia, Luíza está em um mestrado em Portugal e Natália irá começar o seu, em Barcelona.

Para este ano, os leitores podem esperar por mais dicas sobre viajar no Brasil, já que o 360meridianos já esteve no Rio Grande do Sul, em Alagoas e no Maranhão. Em breve, Pará e Fernando de Noronha entrarão para a lista, assim como outras cidades, ainda não reveladas.

Para quem adora uma notícia sobre o estrangeiro, Luíza irá fazer uma viagem de meses pelo Leste Europeu; a América do Sul também entrará em foco, através da Argentina e, mais uma vez, a Ásia também está prevista no roteiro.

 

historia 360 meridianos

 

Ganhe um tablet para aprender inglês online e conversar sem medo nas viagens internacionais.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar