Quer financiar um carro?

Receba já uma cotação com a melhor solução de crédito para você

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte

Vale a pena fazer financiamento de veículos usados?

Financiar um carro usado pode sair tão caro quanto comprar um zero km. Saiba porque a taxa para financiamento de veículos usados é mais alta e como contornar isso.

O preço final do financiamento de veículos usados pode ser muito alto

A taxa para financiamento de veículos usados pode alterar muito o valor final do carro. Isso significa que o preço que vai pagar no final do financiamento de um carro usado, é quase o mesmo de um veículo novo.

A época de crise fez aumentar a procura por veículos usados, em  detrimento dos carros novos. Uma das vantagens que levam o consumidor a fazer esta escolha é certamente o preço do carro. Se está em dúvida entre financiar um carro zero, ou um usado, é importante fazer as contas e ver se o preço menor irá compensar o valor das taxas maiores.


QUER COMPRAR UM CARRO? 
Encontre a melhor solução e não corra risco de ficar endividado. Faça uma uma simulação.
 

A taxa para financiamento de veículos usados é mais alta

O veículo começa seu proceso de desvalorização assim que sai da concessionária, perdendo até 20% do seu valor apenas no primeiro ano. Em casos de inadimplência, a financeira terá mais dificuldades em por o carro usado em leilão, além disso o valor do bem já será menor e em decorrência disso, cobram taxas maiores. 
 

Dar um valor alto como entrada pode ser a solução

É fato que o carro usado é uma boa opção porque é mais barato. Além disso, com o mesmo valor que empregaria num carro zero km popular, pode comprar um carro usado mais equipado. Seria um bom negócio se não houvesse diferença nas taxas para financiamento. O que pode fazer amenizar o efeito dos juros altos é dar um grande valor de entrada.

No financiamento de veículos, sendo novos ou usados, a entrada influencia muito no juros que irá pagar nas parcelas. Isso porque a taxa irá incidir sobre um valor remanescente tanto menor, quanto maior for a entrada. No caso da taxa de juros para financiamento de veículos usados, essa é uma boa saída para pagar menos pelo carro.

O número de parcelas é outro fator a ter consideração: quanto mais longo for o financiamento, mais irá gastar com o pagamento de taxas de juros. Por isso, o melhor a fazer é poupar dinheiro para dar uma boa entrada e pagar o restante em poucas parcelas. 

Confira dicas para comprar um bom carro usado.
 

Opte por um banco de montadora, pois os juros são mais baixos

De acordo com a tabela do Banco Central, atulizada semanalmente, os bancos de montadoras são os que oferecem menores taxas de juro de financiamento. Isso vale para veículos novos ou semi-novos. Estes bancos são mais exigêntes na hora de liberar o crédito, e fazem uma análise mais detalhada do histórico financeiro do consumidor, mas vale a pena passar pela burocracia se os juros forem muito inferiores aos das outras financeiras.

Saiba quais são os melhores bancos para fazer financiamento de veículos.
 

Diferença da taxa para financiamento de veículos usados e novos

Podemos tomar como exemplo um carro popular que, novo sai por R$25,300 e usado é vendido por R$ 22.600 à vista. Num financiamento de 60 meses, o preço final dos veículos é de R$37,320 o novo, e R$ 38.940 o usado. A taxa de juros aplicada no primeiro caso é de 1,54% ao mês, já no seminovo é de 1,82% - o que justifica a diferença de R$1,600. 

Antes de contratar um financiamento, é importante fazer simulações e procurar as menores taxas de juro. Considere oferecer um bom valor de entrada e tente não alongar muito o número de parcelas. 
 
Antes de comprar, faça um test drive. Agende já, sem custo e sem compromisso.

 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Poliana Oliveira Poliana Oliveira

Nasceu em Brasília, cresceu em Goiânia e vive há oito anos em Portugal. Formada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Trabalha na área de Marketing Digital. Adora cães, cinema, dança e viagens.