Os 8 doces mais viciantes que você vai comer na Europa

Vai viajar para a Europa? Inclua um roteiro de sobremesas e doces no trajeto. Vale a pena conhecer e saborear!

Os 8 doces mais viciantes que você vai comer na Europa
Faça as malas e parta sem a dieta rumo às iguarias europeias

GANHE O MUNDO FALANDO INGlÊSfaça um teste e descubra o seu nível






Não são só pontos turísticos lindos, ruínas de impérios que aprendemos nos livros de história, cenários de filmes e lugares para tirar selfies. A Europa tem uma confeitaria de dar água na boca. Se é pra sair de férias, deixe a dieta no Brasil e conheça os doces mais gostosos e populares do continente.


Tire a dieta da mala

ECONOMIZE NA SUA PRÓXIMA VIAGEM
Receba as dicas, ofertas e informações no seu email e viaje mais barato.

Vamos lá, se é hora de fazer o seu roteiro pelo velho continente, faça também um roteiro de gordices. Conhecer a culinária e os doces e sobremesas deveria ser tão importante quanto reparar na arquitetura. É bacana perceber que, conforme muda-se o país, o paladar pode ser completamente alterado. Veja uma lista que preparamos dos doces europeus mais gostosos e arrume um espaço na sua agenda para prová-los nas confeitarias. Garantimos que você só vai se arrepender se resistir a essas delícias.

1. Pastel de Belém - Portugal

docesnaeuropa


Em Portugal, e mais precisamente em Lisboa, próximo à Torre de Belém e ao Mosteiro dos Jerônimos, é servido este pecado. A receita é um segredo guardado a 7 chaves, e por isso o Pastel de Belém é o único que pode ser chamado assim. Os demais, vendidos em muitos cafés da cidade, são chamados Pastéis de Nata e podem ser muito gostosos... Mas experimentar o original é praticamente uma obrigação do turista. Ah, e se quiser falar no diminutivo, chame de Pastelinho, e não pastelzinho :) Vale a pena experimentar.

2. Torta Sacher - Áustria

docesnaeuropa


Torta austríaca com mais de 180 anos de tradição, produzida no interior do hotel Sascher, que fica em Viena. A textura única desafia o paladar dos apreciadores e dá para perceber o equilíbrio na utilização do chocolate combinado com o damasco. O hotel Sacher é o único que pode comercializá-la com este nome, mas em Viena o turista consegue encontrar variações da receita em cafés espalhados pela cidade, às vezes até substituindo o damasco pela framboesa, em algumas versões modernas

3. Waffle - Bélgica

docesnaeuropa


Uma massa de farinha e ovos prensada sobre um ferro que coze e imprime texturas. Na Bélgica, costumava ser usado na igreja como hóstia, durante a Idade Média. Pode ter sido uma armação da igreja para atrair mais fiéis? Isso eu não sei, só sei que a massa é uma delícia e pode ser rechada com chocolate, nutella, doce-de-leite e o que der na telha. Mais um dos doces que sacaneiam a dieta.

4. Profiteroles - França

docesnaeuropa


É parecido com a nossa Carolina, vendida nas padarias com cobertura de chocolate e recheio de doce de leite. Mas é na França que você pode saborear a receita original, considerada uma iguaria Real desde o século XVI. Hoje, os profiteroles recebem cobertura de chocolate e podem ser recheados com caldas, sorvetes ou cremes, a critério do consumidor.

Tenha ofertas de pacotes de viagem e reservas de hospedagem de última hora na palma da mão. Baixe o app grátis e fique de olho nas oportunidades!


5. Cannoli - Itália

docesnaeuropa


Sobremesa que vem da terra do Don Corleone, Sicília. Consiste em uma massa frita em forma de tubo, recheada com ricota, creme de baunilha, leite condensado, doce-de-leite, nutella ou outros recheios. Os cannoli eram feitos durante o carnavale italiano, e eram doces que simbolizavam a fertilidade. Se quiser experimentar sem sair do Brasil, uma boa ideia é visitar a região do Bixiga, em São Paulo, aos domingos, e procurar a sobremesa numa cantina por lá.

6. Floresta Negra - Alemanha

docesnaeuropa


Nosso típico bolo de festa vendido nas padarias é originário da Alemanha e tem como nome original Schwarzwälder Kirschtorte, que pode ser traduzido como “bolo de cereja Floresta Negra”. Cerejas, chantili e um licor de cerejas típico da região onde o bolo foi inventado são os ingredientes principais dessa receita de dar água na boca. Você pode encontrá-lo nas confeitarias de Berlim com muita facilidade.

7. Churros - Espanha

docesnaeuropa


Os churros quentinhos e gostosos não são exclusividade da Dona Florinda. Na verdade, a receita dos churros é puramente ibérica e foi trazida pelos portugueses para a Europa depois de visitarem s China. O formato em estrela foi obrigatório porque o imperador chinês punia com pena de morte quem ensinasse o truque de puxar a massa aos outros, e a solução que os portugueses encontraram foi fazê-la em forma de estrela. Apesar de os portugueses o terem popularizado, o doce é mais comum na Espanha.

8. Kataifi - Grécia

docesnaeuropa


De toda a lista, talvez seja o menos conhecido. Mas não é por isso que é o menos saboroso. O kataifi é um doce grego destinado a paladares mais maduros. Pela proximidade com a Turquia e o Oriente Médio, a culinária grega é muito exótica e os sabores são surpreendentes. O kataifi é uma massa de ovos recheada com amêndoas, canela e outras especiarias. Por fora são crocantes, compostos de massa cabelo de anjo, e por dentro são cremosos. Experimente!

Desenrole a língua! Aprenda inglês rápido e definitivamente.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar