Dicas para escolher o melhor seguro residencial

Contratar um seguro residencial não é uma missão fácil, pois as seguradoras oferecem uma grande variedade de pacotes e coberturas. Confira algumas dicas que vão lhe ajudar a fazer a escolha certa.

Dicas para escolher o melhor seguro residencial
4 dicas para escolher o melhor seguro residencial
  • Saiba o que é importante considerar na hora de escolher o seu seguro residencial.

O melhor seguro residencial é aquele que nos oferece exatamente aquilo que precisamos pelo melhor custo-benefício, e com as melhores condições e tendo a certeza da credibilidade da seguradora.

Como existe, hoje em dia, uma grande variedade de pacotes e coberturas de seguro residencial, nem sempre é fácil escolher a opção que melhor se ajuste às suas necessidades. Veja algumas dicas sobre o que é importante considerar na hora de contratar um seguro residencial.

4. DICAS PARA CONTRATAR UM SEGURO RESIDENCIAL

1. Conheça e pesquise o mercado de seguros residenciais

O primeiro passo é fazer uma pesquisa para conhecer as seguradoras e os tipos de coberturas oferecidas. Com o auxílio da internet, é muito fácil fazer isso, inclusive simular coberturas e preços de seguro on line. Faça uma lista com o nome de algumas seguradoras que lhe parecem interessantes, veja se a situação delas está regular no site da SUSEP - Superintendência de Seguros Privados, e se há muitas reclamações no Procon.

Se você sentir que precisa de ajuda para fazer isto, busque a orientação de um corretor de seguros profissional credenciado e peça um orçamento de diferentes seguradoras.

2. Escolha a sua cobertura de seguro residencial

Ao contratar um seguro residencial você tem garantida uma cobertura básica contra incêndios, explosões e que da de raios. Mas além desta cobertura, você querer incluir na apólice cobertura para outros tipos de sinistros, como por exemplo, roubos, furtos, danos causados à instalações elétricas, alagamentos, desmoronamentos, etc. 

Mas antes de contratar coberturas adicionais, veja quais são as suas reais necessidades. Por exemplo: a sua região é muito chuvosa, a sua casa corre risco de alagamento ou mesmo de desmoronamento decorrente de fortes chuvas e derrapagens de terra? A sua casa já sofreu roubos? Se você mora em apartamento, a necessidade de uma cobertura para roubos e furtos pode ser desnecessária. É importante considerar estes fatores porque, para cada cobertura adicional, é cobrado um valor determinado e é estipulada uma indenização individual, embora todas as coberturas façam parte da mesma apólice de seguro residencial.

3. Leia atentamente o seu contrato de seguro residencial

Antes de assinar o contrato do seguro residencial, leia atentamente todas as cláusulas, tire todas as dúvidas e certifique-se de não ter ficado nenhuma questão em aberto. Verifique os valores e condições de indenização e peça informações adicionais, como por exemplo, o que fazer em caso de sinistro. 

4. Acompanhe a vistoria da seguradora

Antes de fechar o contrato, é comum que algumas seguradoras façam uma vistoria ao imóvel, principalmente se você fizer uma cobertura para roubo e furto, onde é preciso listar os eletroeletrônicos e eletrodomésticos segurados. Acompanhe o representante da seguradora durante a vistoria ao imóvel e peça para ver a lista, que será anexada ao contrato do seguro residencial. 

Leia também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar