Quer comprar um carro sem entrada?

Receba cotações de crédito para comprar o seu carro

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte

Quero desistir do consórcio. O que fazer?

Desistir do consórcio é um direito do consorciado, independente do motivo. Mas é preciso se informar tomar alguns procedimentos formais para não ter um grande prejuízo.

Posso desistir do consórcio?

Muitas pessoas entram num consórcio atraído apenas as vantagens. Mas acontece que os meses vão passando, e a tão esperada contemplação não sai. E então, o consorciado resolve desistir do consórcio. E agora, o que fazer?

Em primeiro lugar, é bom esclarecer que o consorciado tem todo o direito de desistir do consórcio, seja que tipo de consórcio for, consórcio auto, consórcio de imóveis, consórcio de serviços, etc., a qualquer momento, e por qualquer motivo. Mas é claro, tudo tem regras. 

O consorciado que desistir do consórcio precisa saber que, em muitos casos, precisará esperar para receber o dinheiro investido de volta, e pode ainda não receber uma restituição integral do valor pago.
 

O que fazer para desistir do consórcio?

teste
o CARRO
QUE VOCÊ
QUER
COMPRAR
agente um
test drive grátis

Diante de imprevistos financeiros ou mesmo de um arrependimento, você pode desistir do consórcio. De acordo com a lei, o consorciado tem o direito de desistir do consórcio em até 7 dias depois de assinado o contrato. Nestes casos, o consorciado pode fazer a rescisão e receber, imediatamente e integralmente todo o valor já pago.

Após este período, há outras saídas, mas que não são tão simples assim e tudo depende do motivo da desistência. Se o consorciado estiver passando por dificuldades financeiras e achar que as prestações estão muito altas, ele pode tentar negociar com a administradora para alongar o prazo de pagamento do consórcio e diminuir o valor das prestações.

Mas se o caso é de desistência por desilusão com o sistema de crédito do consórcio, as alternativas são tentar vender a cota e transferir sua participação no grupo para outra pessoa, ou informar oficialmente a administradora de que desistiu de participar do consórcio. Neste caso, o ex-consorciado deve esperar ser sorteado, ou esperar o grupo ser encerrado, para ter os valores já pagos restituídos. Vale lembrar que as administradoras, no geral, reembolsam apenas o valor referente ao fundo comum. O fundo de reserva e a taxa de administração não são devolvidas.
 

Encontre a melhor solução para comprar o seu carro com as menores parcelas.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.