Consórcio imobiliário: imóvel novo ou usado?

O consórcio imobiliário é uma alternativa de crédito mais econômica para quem comprar um imóvel novo ou usado, e vantajosa para quem tem um bom FGTS ou uma reserva financeira para dar um lance.

Consórcio imobiliário: imóvel novo ou usado?
O que escolher, consórcio de imóveis novo ou usado?
  • Com o consórcio imobiliário é possível comprar imóvel novo ou usado. Mas afinal, o que escolher?

Diante das taxas de juros do financiamento de imóveis, o consórcio imobiliário continua sendo uma boa alternativa para quem quer economizar ao comprar um imóvel novo ou usado. De acordo com pesquisas realizadas pela Anefac - Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade, comprar um imóvel por meio de consórcio sai em média 10% mais barato do que através de um financiamento. No entanto, ainda há quem prefira pagar mais caro para não precisar esperar pela contemplação. 

Para quem tem uma reserva financeira para dar um lance, e conseguir ser contemplado mais rápido, o consórcio é mais vantajoso. Mas e quando já tiver a carta contemplada, o que escolher, um imóvel novo ou usado? Veja os prós e os contras de cada um.

CONSÓRCIO DE IMÓVEL NOVO OU USADO: O QUE ESCOLHER?

1. Localização

vA localização de um imóvel é muito importante e a escolha depende de quanto o comprador está disposto a pagar por metro quadrado, e quais os gostos e prioridades.

Comprar um imóvel usado, pode significar comprar um imóvel nos bairros mais antigos das cidades, com infraestrutura já consolidada. Podem ser também bairros em regiões mais centrais, o que dependendo da cidade pode ser bom ou ruim. Em algumas cidades houve uma maior valorização do metro quadrado das regiões centrais, enquanto em outras cidades, que vivem um período de expansão e planejamento de novos bairros, pode haver uma desvalorização do imóvel usado do centro. 

De qualquer forma, um imóvel usado no mesmo bairro de um imóvel novo pode custar cerca de 50% mais barato. Mas isso também vai depender do perfil do imóvel, do ano de construção e do estado de conservação. 

2. Estado do imóvel

O imóvel usado antigo possui, no geral, maior área construída, o que é uma vantagem. Por outro lado, também pode exigir muitos gastos com reparação e manutenção. Já os imóveis novos precisam de manutenção com pelo menos três anos de uso. 

No caso de apartamentos, o imóvel em si pode ter um valor mais baixo, no entanto a taxa de condomínio de prédios antigos também costuma ser bem mais elevada do que o valor do condomínio de prédios novos. O que acaba se tornando quase uma outra prestação. 

Um imóvel usado, com uma boa área e estrutura de construção, com bom estado de conservação pode não demandar muitos gastos. E tudo vai depender do que quer o comprador. Se quiser personalizar o imóvel, vai acabar gastando mais com obras.

No caso dos imóveis novos, muitas vezes eles são entregues sem acabamento, ou com acabamento básico. Por isso, nem sempre o comprador de um imóvel novo está livre de gastos adicionais após a compra.

3. Perfil do comprador:

Outro fator muito importante a considerar é o perfil do comprador. Se é solteiro, casado, se tem filhos, quantos filhos, perspectivas de futuro, etc. É bom fazer um planejamento pensando no futuro e se perguntar: este é o imóvel da minha vida, ou é o meu primeiro imóvel, considerando uma troca futura? 

Também é importante pensar na rotina de vida, nas distâncias e percursos a serem feitos dentro da cidade, nas condições do trânsito, na infraestrutura do bairro, segurança, etc. 

Em todo caso é muito importante fazer uma vistoria do imóvel. Para isso, se possível, leve um profissional para se certificar de que está pagando o preço correto. E tentar negociar o preço não é errado! 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar